O Tao do Reiki

Descobrir, Desenvolver e Crescer com Reiki

Como enviar Reiki para situações que não se conhecem bem

Enviar Reiki é uma boa opção quando estamos a tratar de nós mesmos e apercebemo-nos que há algo relacionado com o passado que precisa ser tratado. No entanto, nem todas as memórias são claras e muitas vezes temos apenas uma espécie de sensação, percepção sobre o que há a tratar.

O que fazer quando não se sabe bem sobre para que enviar Reiki

Se apenas tens uma percepção de uma espécie de situações que devem ser tratadas, não te preocupes, enviar Reiki é também uma boa opção, isto porque irá ajudar a desvelar, ou a “desenrodilhar” o novelo da memória e do tempo.

Então o que podes fazer para ires tratando a percepção ao mesmo tempo que trazes ao de cima a memória:

  1. Não te apegues à necessidade de saber;
  2. Pede à energia que te auxilie a tratar e, se possível, a compreender a situação;
  3. Realiza o tratamento durante alguns dias seguidos, por exemplo, uma semana;
  4. Caso sintas alguma saturação ou desconforto, faz uma pausa, para que possas descansar um pouco sobre este trabalho;
  5. À medida que a percepção se for tornando mais clara, então vai enviando Reiki para essas situações em concreto, uma de cada vez.

O desconhecimento ou falta de clareza sobre uma situação não significa que não poderás ficar em paz perante o desassossego. Tudo porque o que interessa é a tua harmonia interior e essa vem com a entrega. Lembra-te “A missão do Usui Reiki Ryoho é guiar para uma vida pacífica e feliz”. Por isso mesmo, leva o teu tempo, não te sobrecarregues, entrega-te aos princípios e deixa fluir Reiki. Também não pares de aplicar Reiki aos outros e de auxiliar, tudo isso em conjunto irá ajudar pois dará uma outra perspectiva dos teus próprios problemas.

Previous

O que fazer quando a posição das mãos é desconfortável

Next

Uma prática de amor incondicional – E se sentes que o teu colega está em desequilíbrio, como o dizeres sem magoar

1 Comment

  1. Obrigada João!!!

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén