Chakras,  Reiki

O arroto e a limpeza energética

Quando nos libertamos do ar engolido ou do dióxido de carbono produzido no estômago, damos o nome de arroto ou eructação e umas vezes traz-nos alívio, outras bastante mau estar quando é contínuo. Mas, não é apenas por razões de engolir ar ou digerir alimentos que arrotamos, o mesmo processo também pode ser realizado com a acumulação de energia que necessita ser limpa. Se já entraste num espaço, se estiveste perto de pessoas e começaste a arrotar, então estás num processo de limpeza energética.

Porque sentimos vontade de arrotar?

Todas as pessoas têm interacções energéticas, com a aura umas das outras, é um processo absolutamente natural. Algumas pessoas terão mais tendências a absorver a energia mais densa de outros ou até limpar a sua própria energia mais densa. Nem sempre o arroto vem de energia mais densa, poderá também ser a nossa própria limpeza. Ao aproximarmo-nos de um local limpo, de uma pessoa com boa aura ou na natureza, podemos ter a vontade de nos limparmos e isso pode acontecer pelo arroto, suspiro ou mesmo vontade de ir à casa de banho. Por isso, não vale a pena querer sempre pensar que são coisas más.

Vendo o caso das energias mais densas, o nosso plexo solar é também chamado de chakra simpático, pois é bondoso e decide absorver a energia densa dos outros, esperando reciclá-la, o que muito raramente acontece, fazendo com que a pessoa arrote e tenha muito má disposição. Por vezes a energia é tanta que todo o corpo incha e a pessoa sente-se insuportável, não aguenta nem mais um pouco dessa energia. Então há que ter alguma reflexão sobre o plexo solar, o nosso chakra do poder pessoal. Verifica como estás ao nível do teu poder pessoal. Estás muito sensível? Deixas-te influenciar facilmente? Tens tido pouca força de vontade? Pouca vitalidade?

Se decides que esta é a forma de limpares os outros, por vezes podes causar mais medo do que propriamente bem estar. Esta é uma mistificação pois, todo esse trabalho de limpeza energética pode ser feito silenciosamente.

Como podemos limpar, transmutar e libertar essa energia?

Se és praticante de Reiki, trabalha muito o enraizamento pois permite-te ligar à Terra e deixar descarregar essa energia mais densa pelo chakra raiz e pelos pés. Aprende a aumentar o teu enraizamento e a deixar sair essa energia. Pratica também o banho seco e a chuva de Reiki pois ajudarão em todo o processo.

Podes também caminhar, abraçar-te a uma árvore, colocar as mãos e pés na terra e deixa sair todo esse excesso. Acima de tudo é importante que tenhas consciência de ti e força de vontade. Não queiras ficar com o que não é teu. Por outro lado, o arroto pode ser a tua própria densidade que se manifesta, por isso, regularmente, aprende a limpar-te. A limpeza energética é tão importante quanto a limpeza física. Se tu estiveres bem, muitos outros irão ficar bem.

Se quiseres meditar, ou visualizar cores, a energia violeta é muito boa pois é transmutadora. Podes imaginar essa chama violeta a envolver-te e a transmutar, queimar, toda a energia mais densa que te rodeia ou está mesmo no teu interior.

Sou Designer, Mestre, Terapeuta de Reiki, Presidente da Associação Portuguesa de Reiki e fundador da Ser - Cooperativa de Solidariedade Social Autor dos livros «Reiki Guia para uma Vida Feliz», «O Grande Livro do Reiki», «Reiki Usui», entre muitos outros. Fundador da revista "Budismo, uma resposta ao sofrimento". Acima de tudo quero partilhar contigo o porquê de Reiki ser a «Arte Secreta de Convidar a Felicidade».

7 comentários

  • Marcia Oliveira Lupion

    Gostei da explicação, sobretudo porque chamou a atenção para o fato de que por vezes é nossa própria energia que está densa. A maioria das pessoas sempre pensam em se proteger do outro e nunca em proteger oa outros de si. Costumo receber muitos “narizes” tortos por apontar esse fato. Fico feliz que mais alguém teve coragem de apontá-lo.

    Gratidão…

    Marcia.

  • Júlia Venâncio

    Gostei muito da explicação, por vezes isso acontece-me por sentir que os espaços ou as pessoas não têm uma energia como a minha. Costumo depois fazer uma limpeza energética com CKR,
    Grata sempre
    Júlia

  • Cynthia

    Adorei a explicação.
    Quando estou com problemas ou ajudando pessoas com problemas, fico arrotando.
    Eu sei q eu sou uma esponja e sempre desconfiei dos arrotos, mas tinha na mente que estava limpando meu corpo, não sei explicar como intuitivamente eu acreditava ser isso.

    Ontem eu fui levar uma amiga ao hospital e tivemos que fazer um tour em 3 hospitais até achar um com vaga para ela fazer o procedimento (estava com gravidez abiembrionária – com saco gestacional no tamanho de 10 semanas, mas sem feto – ela estava aguardando desde maio – pq falaram que sairia normalmente).
    Enfim, ela internou ontem, mas não podia acompanhante, Qd saí do hospital não consegui comer nada,
    Eu estava em jejum e já era 14h, mas me sentia tão cheia que só de pensar em comida me dava náuseas. Passei o resto do dia arrotando e hoje ainda estou arrotando, mas bem menos.
    Qualquer movimento que eu faça me sai o ar pela boca, algumas vezes com um líquido bem ácido, mas depois de expulsar bastante ar, consegui comer de pouco.

  • Josi

    Gostaria de registrar aqui que não sei em que período da minha vida isso começou, mas comecei a arrotar sempre depois que eu rezava, e intuitivamente sabia que eu estava liberando energia. Também intuitivamente comecei a pegar em partes do meu corpo que doíam e comecei a apertar no ponto, rezando em cima e muitas vezes consegui tirar a dor ou “liberar a energia “ do local que estava estagnada. Sinto que são verdades e que simplesmente sou assim, mas a tempos atrás não me conhecia eu chegava até a ter taquicardia ou tremia na presença de pessoas mais densas. Abraço a todos

    • João Magalhães

      Olá Josi, muito bem mesmo, isso que fizeste é a grande solução para todos nós escutar o nosso corpo e a nossa vontade. A questão da taquicardia ou tremores acontece sim. Experimenta enraizar-te nesses momentos e deixar a energia fluir para quem esteja a precisar. Muito obrigado pela tua partilha.

  • IVETE PETRY SANTANA

    Bom dia, Senhor! Gratidão pela informação. Já passei uma via sacra na existência, com tantos mal estar no organismo, e nunca uma explicação com orientação. Hoje mesmo irei iniciar as orientações. Volto para contar. Ivete

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.