O Tao do Reiki

Descobrir, Desenvolver e Crescer com Reiki

Category: Cristais (Page 1 of 3)

Quartzo Rosa – a energia do amor, perdão e harmonia

O quartzo rosa é um cristal bastante comum, que poderás encontrar também em Portugal em bastantes veios, mas a sua energia extraordinária poderá ajudar-te em bastantes situações que necessites de harmonia.

O quartzo rosa e a sua aplicação

Há muitos anos atrás, foi feito um estudo sobre a influência das cores, num programa televisivo. Um alterofilista levantava pesos com muita facilidade num quarto vermelho, mas quando estava num quarto rosa, o esforço era muito maior. Esta era a influência calmante da cor rosa.

O quartzo rosa tem a sua coloração devido a um fosfato e também a algumas impurezas de titânio. A sua energia é muito leve e em alguns cristais de grande qualidade cá em Portugal, podemos sentir a sua real força e influência.

O quartzo rosa serve, então, para trazer tranquilidade, acalmar o coração, as emoções, a desbloquear os sentimentos e o coração quando este está fechado. É um cristal para o desenvolvimento da expressão do Amor e Compaixão, para o entendimento da bondade e de uma vida pacífica. Pode parecer uma ilusão, mas experimenta ter um destes cristais na mão, um que seja de boa qualidade e que ressoe contigo.

  • Senta-te confortavelmente e coloca-o nas tuas mãos;
  • Ao inspirares, traz a sua energia para dentro de ti, fazendo o coração preencher-se de amor, bondade, das virtudes que necessitas em ti;
  • Ao expirar, imagina todos os teus bloqueios a desvanecerem-se e a sentires-te cada vez mais leve;
  • Quando estiveres bem equilibrado, podes experimentar trazer cada vez mais energia com a inspiração e ao expirar, deixares essa energia compassiva e bondosa, fluir para os outros, para quem tu queiras, pacificamente;
  • Quando terminares, agradece.

Se tiveres alguma situação que necessite de perdão, experimenta também sentir essa energia a fluir para a situação, fazendo a vibração do quartzo rosa limpar qualquer bloqueio.

O Jaspe Sanguíneo ou Heliotropo

O jaspe sanguíneo é também conhecido como heliotropo e trata-se de um cristal excelente para a purificação energética do fígado. Alberto O Grande, também chamava a este cristal a Pedra de Babilónia.

O Jaspe Sanguíneo

No período medieval japonês, a pedra era conhecida como sendo protetora dos samurais, quando a levavam para batalha, ela os protegeria dos golpes. Na idade média na Europa, era considerada uma pedra para adivinhação, para cura e mesmo invisibilidade. O seu nome Heliotropo vem do grego “aquele que traz o sol”, ou seja, a pessoa com esse cristal evitaria a doença tendo o poder do sol consigo.

O Jaspe Sanguíneo é uma calcedónia verde pontuada com jaspe de várias tonalidades, vermelho e amarelo em alguns veios, assim como hematites e óxidos, dependendo dos casos. Na África do Sul há um tipo que é mais cinzento, sendo depois pontuado por partes vermelhas.

Este cristal auxilia energeticamente o sistema imunitário, proporciona um fortalecimento da memória e também proteção do campo energético, a aura.

É uma pedra excelente para o chakra cardíaco e também chakra raiz, além do fígado. Pode ser usado como pendente ou mesmo no bolso.

A aplicação de cristais numa pessoa com doença oncológica

A doença oncológica é uma das mais destabilizantes doenças e que, infelizmente, pode ainda levar a pessoa a grandes desequilíbrios energéticos, emocionais e mentais. Os cristais e a cristaloterapia, são ferramentas meramente auxiliares e que podem complementar as terapias e tratamentos médicos que estão a ser realizados. Em caso de dúvidas, falar sempre com o médico e terapeuta responsável.

Os cristais e a doença oncológica

O uso de cristais na doença oncológica tem uma aplicação no corpo energético da pessoa. Como no caso de uso de quimioterapia e radioterapia o campo energético da pessoa fica bastante desequilibrado, mostrando-se na reacção do byosen que os praticantes de Reiki sentem, iremos trabalhar com os cristais de duas formas:

  1. Limpeza do campo energético e da energia vital da pessoa;
  2. Revitalização da energia da pessoa.

Limpeza do campo energético e da energia vital da pessoa com doença oncológica

Cada praticante sente a energia de uma forma diferente e poderá ter métodos diferentes, por isso mesmo, está é uma mera indicação de protocolo.

Apesar do uso corrente para a limpeza do campo energético ser a Turmalina, considero que o Quartzo Fumado tem excelentes capacidades na absorção da energia em desequilíbrio. O Quartzo Fumado “puxa” a energia em desarmonia, limpando a área onde está. Então poderíamos contemplar duas possíveis situações:

  1. Colocação de cinco pontas de cristal à volta da pessoa, viradas para fora, para dispersão dessa energia em desarmonia. No caso de não ter pontas, podem ser cinco pedaços de quartzo fumado;
  2. Colocação de quartzo fumado nas zonas que possam estar mais afectadas no campo energético, desde que não façam diferença de peso e contacto na pessoa.

No caso do byosen ser muito agressivo, poderá também ser usada Shungite.

Aconselho a que este tipo de tratamento seja realizado dias após o tratamento médico e não imediatamente.

Revitalização da energia da pessoa

A revitalização da pessoa irá depender das condições energéticas que ela apresente, então deixarei alguns exemplos do que poderá ser usado:

  • Genérico para o tratamento oncológico – Sugilite;
  • Gestão emocional e poder pessoal – Citrino, Jaspe Amarelo (plexo solar);
  • Amor próprio, tranquilidade – Quartzo Rosa, Rodocrosite (Cardíaco);
  • Paz interior e harmonia – Ametista (Terceira Visão, Coroa);
  • Equilíbrio geral – colocar os cristais dos sete chakras;
  • Reforço espiritual – Labradorite;
  • Limpeza e elevação energética – Selenite.

As combinações são quase infinitas é por isso mesmo que deve haver a conjugação de intuição com o entendimento do que a pessoa necessita.

Lembra-te sempre que esta prática é absolutamente complementar, do campo energético e nada tem a ver com curas, mas apenas com o equilíbrio e harmonia da pessoa.

 

 

Hidenite – um apaixonante cristal de Moçambique

Já alguma vez te apaixonaste por um cristal? Eu já, algumas vezes, mas há um tempo atrás, algo despertou-me mesmo a atenção. Era uma Hidenite, um cristal minerado em Moçambique.

Hidenite – o cristal do complexo cardíaco

A Hidenite é um cristal translúcido, algo como um misto de sol num belo oceano de águas verdes cristalinas. A Hidenite que toquei era de Moçambique e a sua energia trazia-me a sensação do calor, da terra, da vida em África, com toda a sua energia positiva e vivacidade quente.

É um cristal ideal para trabalhar o complexo cardíaco, ou seja, o chakra cardíaco, o coração elevado e a semente do coração. Sendo que é particularmente eficaz para o tratamento deste último e para a condução correcta da energia da nossa vida.

A Hidenite é um excelente cristal para trabalhar e manifestar a intuição, para desenvolver a protecção espiritual e a compreensão do seu lugar no mundo. Ajuda também a ter um entendimento do Amor, além da concepção social do amor.

Se escolhesse um cristal para este ano seria o Ametrino

A oxidação do ferro num cristal de ametista dá uma coloração amarela, a esta combinação pouco vulgar, estetica e energeticamente maravilhosa, é dado o nome de Ametrino.

Ametrino – uma opção de cristal para 2018

Principalmente encontrado em veios na Bolívia, o Ametrino é uma Ametista que foi submetida a grande temperatura e cujas inclusões de ferro oxidaram, dando uma coloração amarela. Temos então a energia violeta combinada com a amarela, ou seja, a espiritualidade conjugada com as emoções ou com o poder pessoal. Como será realmente 2018, ninguém sabe. Existe o nosso tempo individual e colectivo, mas sem dúvida que cada vez mais precisamos aproximar o nosso poder pessoal a uma mais elevada vibração, a uma tomada de consciência que mais nos aproxima do Bem Comum e da compreensão um do outro.

É por isso mesmo que acredito que o Ametrino é um excelente exemplo de cristal para 2018, é a perfeita conjugação da espiritualidade com o nosso poder temporal, a conjugação entre o imaterial e o material.

Podes usar um Ametrino na sua forma polida ou em bruto, num colar ou no bolso. Não te esqueças de o ir limpando regularmente e medita também sobre a sua energia e que lições ela te pode trazer. Neste ano, precisamos trabalhar a consciência e não nos deixarmos ficar somente pelas ferramentas acessórias.

Serafinite – o cristal da iluminação e cura

A serafinite é uma cariedade de Clinocloro, um silicato de magnésio ferro e alumínio. É um cristal que se encontra na Sibéria, mais concretamente na zona do lago Baikal. O seu nome surgiu pela beleza angélica que o seu brilho emite.

Serafinite

O cristal serafinite pode ser usado para:

  • Regeneração celular;
  • Tratamento do coração e das questões antigas;
  • Eliminação de energias emocionais que nos poluem;
  • Estimula o fluxo energético;
  • Limpeza da matriz genética…

É uma das pedras de cura de excelência, considerada um Cristal elevado.

Serafinite

Nota: Os cristais e a sua aplicação não devem, de forma alguma, substituir os cuidados médicos. Apenas trabalham no campo energético.

O cristal quartzo Morion

Quartzo Morion ou em português morrião, é o nome que se dá ao cristal fumado que pelo alumínio que contém na sua composição e devido a irradiação, se torna preto.
Morion

Capacete Morion ou Morrião

O Quartzo Morion

Este tipo de quartzo fumado, além de todas as características de um quartzo fumado, é um cristal excelente para a protecção e ligação ao chakra Estrela da Terra, que se situa abaixo dos nossos pés. Em alguns países onde é minerado, como por exemplo a Escócia, é considerado um cristal de protecção, usado no vestuário.

A sua ligação com o chakra Estrela da Terra e o chakra raiz, tornam-o um excelente cristal para o enraizamento e para a reflexão com a energia da Terra. Assim, auxiliam também em momentos de exaustão, trabalho energético com traumas, experiências e sentimentos negativos.

Algumas das características do Quartzo Morion

  • Amplificação da energia;
  • Criatividade;
  • Desintoxicação;
  • Desconstrução de sentimentos negativos;
  • Dissolve bloqueios;
  • Equilíbrio dos dois lados do corpo;
  • Orientação através dos caminhos da energia;
  • Protecção.

A protecção da aura com o Quartzo Morion

Quartzo Morion

Podes usar o Quartzo Morion no bolso, ou colocá-lo à tua frente em meditação ou ainda em cima do plexo solar.

A colocação do cristal no plexo solar pode auxiliar com a intenção de transmutar toda a energia negativa. Para protecção da aura, podes visualizar o seguinte:

  1. Podes colocar o cristal entre as mãos;
  2. Vai respirando profundamente e imagina a energia do cristal a ficar dourada, como uma estrela;
  3. Visualiza essa energia, a cada expiração que fazes a preencher toda a tua aura, tornando-a forte e brilhante.

Os cristais autocurados

Os cristais autocurados surgem naturalmente quando, por alguma razão, se partiram da sua matriz e caíram ou então, como resultado de um sismo partiram-se do aglomerado e encostaram-se a outro, acabando por se fundir no seu processo de crescimento ou mesmo por uma intensa actividade térmica.

O significado dos cristais autocurados

O cristal autocurado significa que mantém o seu crescimento e processo de cristalização. Geralmente poderemos observar formas de pequenas pirâmides a crescer na parte partida ou então uma espécie de crescimento de pequenas formas facetadas rectangulares, dando um aspecto “macio” à terminação. Não se sabe bem quanto tempo demora um cristal a assumir uma forma autocurada e mesmo estes espécimes são algo raros, mas não possíveis de encontrar. Eu consegui adquirir um através de um geólogo.

Cristais autocurados

Estes cristais, pela sua energia, têm o potencial de nos auxiliar nos nossos próprios processos de autocura. Mais ainda, trazem a sabedoria da força que precisamos ter na vida após grandes eventos marcantes e fracturantes na vida. Aprender com a sabedoria dos cristais é aprender com a sabedoria da natureza. Na tua prática de autocura, podes colocar o cristal entre as mãos ou à tua frente, para sentires a sua vibração e meditares sobre os seus ensinamentos.

O Quartzo Tibetano

O Quartzo Tibetano é um cristal, geralmente biterminado, que pode ser encontrado no estado translúcido ou fumado, com inclusões de magnésio e/ou carbono.

O Quartzo Tibetano ou Quartzo Negro Tibetano é muito indicado para a limpeza da aura e de espaços. Pode também criar uma espécie de protecção, como se envolvesse a aura por uma energia protectora.

Quartzo tibetano

Pode ser também um bom auxiliador para remover bloqueios nos canais energéticos ou entre os chakras.

Alguns cuidados a ter com os cristais

Apesar da maior parte dos cristais poderem ser manuseados e usados para o nosso desenvolvimento energético, ou apenas por mero apreço à sua beleza, no entanto, precisamos conhecer as propriedades minerais que têm, principalmente para a criação de elixires. Pessoalmente não faço nem uso elixires de cristais. Poderão usar um método indirecto simples que será ter uma garrafa de água com o cristal ao lado ou então com uma ponta de cristal entre o cristal que queremos usar e a garrafa de água.

Cristais

Cristais com risco tóxico

Cristal Contém substância:
Actinolite Asbesto
Adamite Arsénico e cobre
Ajoite Alumínio e cobre
Alexandrite Alumínio
Amazonite Cobre
Amblygonite Alumínio
Andaluscite Alumínio
Atacamite Cobre
Auricalcite Zinco e cobre
Aventurine Alumínio
Axinite  Alumínio e ferro
Azurite Cobre
Bastnaesite Elementos toxicos em contacto com água
Berilos (Água Marinha, Goshenite, Heliodor, Morganite) Alumínio
Brazilianite Alumínio
Bronchantite Cobre
Boji (pedras) Enxofre
Chalcopyrite Cobre e enxofre
Chrysoberyl Alumínio
Chrysocolla Cobre
Cinnabar Mercúrio
Conichalcite Cobre
Cobre Cobre
Covellite Cobre
Crocoite Crómio
Cuprite Cobre
Jaspe Dálmata Alumínio
Dioptase Cobre
Dumortierite Alumínio
Esmeralda Alumínio
Epidote Alumínio
Feldspato Alumínio
Galena Chumbo
Granada Alumínio
Sílica Cobre
Halite Dissolve-se
Hematite Dissolve-se
Hiddenite (Spodumene) Alumínio
Idocrase Alumínio
Iolite Alumínio
Jadeite Alumínio e ferro
Kyanite (Cianite) Alumínio
Labradorite Alumínio
Lapis Lazuli Enxofre e pirite
Lazulite Alumínio
Lazurite Alumínio e enxofre
Lepidolite Alumínio
Magnetite Ferro
Malachite Cobre
Marcasite Tóxico
Mica Alumínio
Moonstone Alumínio
Morganite Alumínio
Muscovite Alumínio
Orpiment Arsénico
Pargasite Alumínio
Pietersite Asbesto
Prehnite Alumínio
Psilomelane Bário
Pirite Pode conter Marcasite
Quantum Quattro Silica Cobre
Realgar ** Arsénico
Rubi Alumínio
Safira Alumínio
Scapolite Alumínio
Turmalina Alumínio
Selenite Parte-se na água
Serpentine Asbesto
Smithsonite Zinco
Sodalite Alumínio
Spinel Alumínio
Spodumene Alumínio
Staurolite Alumínio e ferro
Stibnite Antimónio
Stilbite Alumínio
Sugilite Alumínio
Enxofre Enxofre
Sunstone Alumínio
Tanzanite Alumínio
Olho de Tigre Asbesto
Topázio Alumínio
Torbenite Radioativo
Turmalina Alumínio
Tremolite Asbesto
Turquesa Cobre
Ulexite Bóron
Unakite Alumínio
Vanadinite Vanadio
Variscite Alumínio
Vesuvianite Alumínio
Wavellite Alumínio
Wulfenite Chumbo
Zircon Zirconio
Zoisite Alumínio

 

O cristal Quartzo Hematóide

O Quartzo Hematóide é um cristal quartzo com uma grande acumulação de hematite. O seu aspecto tanto pode ir do amarelo ao vermelho escuro, passando pelo laranja.

A origem do Quartzo Hematóide

A hematite é um óxido de ferro, por isso mesmo pode provocar este tipo de coloração na formação do quartzo. Isto acontece em grandes locais de água mineral parada, ou mesmo em locais onde houve actividade vulcânica. Quando o quartzo é totalmente branco, opaco, com manchas vermelhas, poderá ser chamado de Quartzo Arlequim.

Cristal Quartzo Hematóide

Para que serve o Quartzo Hematóide

Poderás usar este cristal para o tratamento dos chakras inferiores – raiz, esplénico e plexo solar. Para o desenvolvimento da vitalidade, concentração e força interior.

O que são as pontas de cristal

As pontas de cristal são as formações naturais que muitos cristais como o quartzo ou a ametista fazem, crescendo como uma espécie pilar. Assim, os seus tamanhos variam muito, desde obeliscos com mais de um metro ou dois metros a pequenas formações com três centímetros. As pontas de cristal é o que se usa para construir grelhas. Servem como canalizadoras e transmissoras de energia. As pontas de cristal mais comuns que são usadas são as de cristal quartzo, translúcidas.

Tipos de pontas de cristal

Nas formações de cristais quartzo, poderás encontrar vários tipos de características. As mais comuns são:

  • Quartzo rocha (translúcido);
  • Quartzo fumado;
  • Quartzo citrino (não confundir com o citrino originado da ametista);
  • Quartzo lemuriano (é um quartzo rocha com traços horizontais muito sulcados numa das superfícies);
  • Quartzo fantasma (mais raro, duplicação semi-translúcida da forma da ponta, no interior do cristal).

As duas primeiras são as mais fáceis de encontrar e mais baratas. Cada um destes tipos de formações irá trabalhar com a energia de uma forma muito própria.

E as suas terminações:

  • Terminação simples – apenas uma ponta;
  • Biterminados – duas pontas (em cada lado do cristal, naturais).

Poderás ainda encontrar terminações polidas pelo homem quer no aspecto simples ou biterminado. Trabalha com aquelas que te disserem mais, que façam uma ligação a ti mesmo e à energia da Terra, isso sim é que será o mais importante.

O oitavo chakra a estrela da alma

O oitavo chakra é também chamado de Estrela da Alma e é um chakra exterior ao nosso corpo, como o Chakra da Terra. A sua cor é, geralmente, branca, mas poderá ser interpretado ou sentido com outras cores.

O oitavo chakra e o nosso caminho

A Estrela da Alma é o “reservatório” deste nosso caminho de vida. É por isso que muitas pessoas cujo número de vida é o 8 se sentem um pouco perdidas e questionam muito a sua existência e rumo. Isto acontece porque o chakra está fora do corpo, assim como a própria consciência da pessoa, então, ela necessita trazer a si mesma a energia do oitavo chakra. Como se fosse uma cascata que flui desde o topo da cabeça até ao nosso enraizamento.

Como ligar ao oitavo chakra

Nesta técnica não te esqueças do enraizamento e em caso de dúvidas, faz a técnica acompanhado.

  • Imagina-te no interior do chakra da coroa;
  • Imagina que olhas para cima e que visualizas uma estrela brilhante por cima de ti, mais ou menos a cinquenta centímetros;
  • Visualiza um cordão dourado a unir o chakra da coroa com o oitavo chakra;
  • Quando quiseres, ao inspirares, sobre até ao centro do oitavo chakra;
  • Sente a energia que te envolve;
  • Quando quiseres voltar, imagina olhar para baixo e ao expirar, desce;
  • Quando regressares, traz esse bem estar para dentro de ti.

Cristais para o oitavo chakra

A phenacite, quartzo litio, Diamante Herkimer, serafinite, entre muitos outros são alguns dos cristais que podes usar para despertar e potenciar a energia do oitavo chakra.

oitavo chakra

chakra da terra

O chakra da Terra

O chakra da Terra é também chamado de Chakra Estrela da Terra e fica localizado a cerca de 20 cm abaixo dos nossos pés. Mas o que poderá ter este chakra de tão importante para nós?

O chakra da Terra e o enraizamento

O chakra da Terra encontra-se fora do nosso corpo físico, é um dos chakras exteriores mais importantes e é ele que possibilita o nosso corpo energético estar ligado à energia da Terra. Quando fazemos a técnica do enraizamento, na verdade, não estamos a fazer uma “ligação” directa à Terra, mas sim ao nosso chakra da Terra e esse sim, por sua vez e muito naturalmente, liga-se à Terra. A sua função é a de intermediário, como a do oitavo e nono chakras, que se ligam à energia do “Céu”.

Como te ligares ao chakra da Terra

O chakra da Terra tem a vibração mais “baixa” de todos, pelo que te poderás sentir demasiado pesado ou denso, por isso mesmo realiza a prática com cuidado ou acompanhado. Podes experimentar o seguinte:

  1. Leva a tua atenção até ao chakra da raiz;
  2. Imagina que olhas para baixo e que tens um cordão muito brilhante e forte que o liga até ao chakra da Terra, abaixo dos teus pés;
  3. Quando quiseres, inspira e ao expirar, imagina que vais a descer até ao centro do chakra da Terra;
  4. Sente a energia que te rodeia e potencia a tua força interior com essa energia;
  5. Quando quiseres regressar, ao inspirar, sobe até ao chakra raiz;
  6. Fica algum tempo centrado na tua respiração e leva a atenção até ao tanden ou ao coração.

Chakra da Terra

O chakra da Terra e cristais

Se gostas de cristais, podes trabalhar com alguns que potenciam e ligam-te à energia do chakra da Terra. São eles a Staurolite, Ágata Fogo, Turmalina negra, Obsidiana e Ónix. Como reparaste, são cristais mais escuros, por isso até poderás encontrar em um Morion, um quartzo exposto naturalmente à radiação de urânio, a ligação que procuras. Os cristais mais recomendados são os de cores de terra, castanhos, vermelhos escuros e mesmo pretos.

Descoberto o quarto estado da água

A ciência nunca pára a sua investigação e foi descoberto um novo estado físico da água, conhecido como tunelamento e pode ser encontrado no berilo, um mineral que muitos identificam como a água-marinha, por exemplo, com propriedades muito benéficas para a nossa harmonia e paz interior. Esta é mais uma prova que afinal o “absurdo” torna-se algo com sentido, assim como aquilo a que chamamos energia universal, Reiki, um dia também será algo muito bem documentado.

Descoberto um novo estado físico da água

Aprendemos desde pequenos que a água tem três estados físicos: sólido, líquido e gasoso. Mas agora, cientistas do Oak Ridge National Lab, nos Estados Unidos, descobriram agora um quarto estado físico da água.

Segundo um estudo publicado na Physical Review Letters, quando a água é colocada sob extrema pressão em espaços pequenos, pode apresentar-se num quarto estado físico da matéria, conhecido como “tunelamento”.

Segundo os autores do estudo, a água foi encontrada neste bizarro estado físico em minúsculos canais formados no berilo, um silicato natural de alumínio e de berílio que tem como variedades pedras preciosas como a água-marinha e esmeralda.

Estes pequenos espaços tinham apenas cinco átomos de largura e funcionam como “gaiolas” que prendem apenas uma molécula de água.

Nessa condição específica, os investigadores descobriram que a molécula de água apresenta  uma característica que normalmente só é observada numa escala muito menor, a nível quântico, chamada “tunelamento”.

Basicamente o tunelamento quântico, ou Efeito Túnel, significa que uma partícula – neste caso uma molécula de água – pode transpor um estado de energia proibido na física clássica, ou seja, escapar de regiões de energia cercadas por barreiras potenciais e estar dos dois lados ao mesmo tempo.

Para perceber melhor o fenómeno, pensemos numa bola que desce uma colina. A bola chega ao vale a uma dada velocidade, e continua, subindo pela colina vizinha.

Normalmente, a bola apenas tem energia suficiente para subir até à desta segunda colina a que foi lançada da primeira. A bola ultrapassa a colina se esta é mais baixa que a altura inicial, ou volta para o vale se a colina é mais alta.

Na física clássica, a segunda colina é a “barreira”.

Mas na física quântica, o conceito de tunelamento torna possível que a bola alcance facilmente o outro lado da segunda colina, ou que vá parar dentro da colina, ou, ainda mais estranho, que passe para lá da colina e vá parar dentro dela, ao mesmo tempo.

Tal como o famoso gato que está vivo e morto ao mesmo tempo.

“Na física clássica um átomo não pode saltar uma barreira se não tem energia suficiente para isso”, explica Alexander Kolesnikov, investigafor do Oak Ridge National Lab.

“Mas no caso da água presa no berilo, as moléculas comportaram-se de acordo com as leis da física quântica”, diz Kolesnikov, citado pela GizMag.

“Isso significa que os átomos de oxigénio e hidrogénio na molécula de água estão simultaneamente presentes em todas as posições simetricamente equivalentes do canal ao mesmo tempo”, acrescenta o investigador.

“É um dos fenómenos que apenas acontecem apenas na física quântica e que não têm paralelo na nossa experiência diária”, conclui.

Através de experiências com dispersão de neutrões, os investigadores conseguiram ver que as moléculas de água se espalham em dois anéis encaixados um dentro do outro.

No centro do anel fica o átomo de hidrogénio, que ocupa seis orientações diferentes ao mesmo tempo.

“O tunelamento entre essas orientações significa que o átomo de hidrogénio não está localizado numa dada posição, mas espalhado em formato de anel”, concluiu a equipa de cientistas responsável pelo estudo.

E essa água especial encontra-se, há muito tempo, nas jóias que a humanidade tem usado.

“Esta descoberta representa uma nova compreensão fundamental sobre o comportamento da água e como ela utiliza energia”, diz Lawrence Anovitz, 1também investigador do Oak Ridge e co-autor do estudo.

“É muito interessante perceber que as moléculas de água nas nossas vulgares jóias de esmeralda ou água-marinha estão no mesmo estado de tunelamento que vimos nas nossas experiências”, diz Anovitz.

Agora, a equipa quer descobrir porquê e como é que o tunelamento acontece.

ZAP / HypeScience

Page 1 of 3

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén