O Tao do Reiki

Descobrir, Desenvolver e Crescer com Reiki

Etiqueta: autotratamento (Page 1 of 3)

Depois da sintonização é muito bom fazer autotratamento

Quer sejas Mestre de Reiki e faças uma sintonização a alguém ou quer sejas aluno e recebas uma sintonização será muito bom para ti o autotratamento. O autotratamento do nível que recebeste ou até do nível que estiveste a transmitir, poderá ajudar-te no processo de reforço do canal energético.

Porque é importante após uma sintonização, fazer o autotratamento

O autotratamento na prática de Reiki é muito diferenciado de nível para nível, não tanto em termos de posições, mas sim na sua aplicação. Claro que dependerá da forma como o Mestre de Reiki ensina este processo para o desenvolvimento da percepção dos símbolos de Reiki, mas de qualquer forma, será sempre uma prática distintiva pelas frequências que trabalha.

O autotratamento é uma técnica que te irá auxiliar a harmonizar e equilibrar todo o teu sistema vivo, isso significa que se com a sintonização do teu nível houve algo que sentiste ficar mais evidente ou que sentiste estar a provocar-te uma “crise de cura“, então há mesmo uma indicação que cuidares de ti mesmo um momento será muito positivo.

O autotratamento após sintonização do ponto de vista do Mestre de Reiki

Ao fazeres uma sintonização, quer seja a uma pessoa quer seja a vinte, há sempre um determinado desgaste energético, físico, emocional e mental, mesmo que não seja sentido. Isto porque é uma técnica exigente e que irá requerer de ti muito mais do que provavelmente poderás acreditar, devido à comunicação energética entre cada um.

Poderás realizar, por exemplo, o autotratamento do nível que estiveste a ensinar, pois foram essas frequências da energia que te estimularam algo ou levaram a determinada reação. Um Mestre de Reiki deve sempre praticar o autotratamento para manter os seus níveis energéticos no melhor estado possível, até como é indicado pelo código de ética da Associação Portuguesa de Reiki.

E porque não até experimentares fazer um autotratamento de 33 posições?

Se és Mestre de Reiki, o livro Reiki A Energia Universal poderá ajudar-te com algumas dicas práticas para os teus cursos e pós sintonização.

O autotratamento após a sintonização do ponto de vista do aluno

Se acabaste de receber a tua sintonização, o autotratamento poderá ser excelente te ajudar a confirmar as percepções que sentiste, para manter uma sensação positiva e energética de bem-estar ou mesmo para te auxiliar a equilibrar algo que tenhas a tratar.

A sintonização em cada nível de Reiki é diferente e poderá trazer reações diferentes a cada praticante. Ao realizares o autotratamento, estarás a cuidar ainda mais de ti e a firmares bem todo o resultado que a sintonização te traz.

Uma sintonização na prática de Reiki é uma técnica que auxilia o Mestre a proporcionar ao aluno uma forma mais direta de trabalhar com a energia, segundo o método Usui Reiki Ryoho.

Autotratamento Karuna nível 1 para a serenidade e compaixão

Em qualquer nível de Karuna fazemos também a aplicação de 21 dias de autotratamento, para cultivarmos a prática dos símbolos, a manutenção do canal energético e, principalmente, o nosso cuidado energético, para a harmonia e equilíbrio do corpo, mente e espírito. Neste autotratamento, colocamos também a intenção, pois ela será muito importante. Assim, vamos experimentar colocar uma intenção para o cultivo da serenidade e compaixão.

Como realizar o autotratamento de Karuna para a serenidade e compaixão

Logo no primeiro nível de Karuna, despertamos para o cultivo de um coração mais compassivo, ou seja, mais atento ao sofrimento que temos em nós e nos outros. Se este despertar nos perturba, podemos compreender que encontramos o sofrimento em nós, mas que precisamos aprender a lidar com ele… com compaixão.

Antes de querermos o melhor para os outros, temos que querer o melhor para nós, só assim é que verdadeiramente saberemos que tal será bom para todos. Se eu quero serenidade para os outros, eu tenho que viver essa serenidade. Se eu quero compaixão para os outros, tenho também que a viver. Estas duas tónicas de forma de estar na vida, apresentam-se no primeiro nível de Karuna.

Serenidade significa a capacidade de reagir com harmonia às situações mais desestruturantes que vão ocorrendo na vida. Compaixão significa aliviar o sofrimento.

Tendo isto em mente, vamos colocar esta intenção no nosso autotratamento de Karuna nível 1 e sempre lembrar, em cada posição que o queremos é serenidade e compaixão. Muitas vezes no autotratamento as coisas parecem estar mais agitadas, porque não nos entregamos à aceitação de que também podemos ter serenidade e compaixão. Em cada posição sente como se a energia emanasse serenidade e compaixão para ti, para o teu interior.

Então, poderás fazer assim o teu autotratamento:

  • Dia 1 a 4 – Aplica apenas o Zonar;
  • Dia 5 a 8 – Aplica apenas o Harth;
  • Dia 9 a 12 – Aplica apenas o Rama;
  • Dia 13 a 16 – Aplica apenas o Halu;
  • Se tudo correu bem com estes dias, faz a indicação seguinte, se viste que foi desagradável com algum dos símbolos, aplica nos quatro dias seguintes apenas aquele símbolo que foi harmonioso para ti;
  • Dia 17 a 21 – Todos os quatro símbolos pela ordem – Zonar, Halu, Harth, Rama.

Se houve algum símbolo que te despertou inquietação, vamos aproveitar para compreender melhor que inquietação foi essa e que lição podemos tirar daí. Aplica também o envio de Reiki à distância para situações que possam ter surgido.

Como fazer autotratamento Reiki quando não se está a conseguir

O autotratamento Reiki parece ser uma missão impossível, quando passamos por algumas situações perturbadoras. Claro que podemos pensar que é sempre fácil retomar, mas não é. Por isso mesmo, temos que tentar compreender as suas causas.

Como retomar o autotratamento Reiki após alguma situação perturbadora ou traumática

Cada pessoa tem uma forma muito própria de lidar com as situações que encara na vida. O que para uns é muito fácil de resolver, para outros é algo de perturbador, senão mesmo traumático. Quando uma situação destas surge, pode trazer perturbação à nossa prática de Reiki. Nestes casos, tenta refletir no seguinte:

  1. Continuo a sentir a ligação à Energia Universal?
  2. Como sinto a minha ligação com a vida? Como escuto o Universo?
  3. Como sinto que a vida está à minha volta?
  4. O que eu sinto que ando a fazer?
  5. Como estão os meus objectivos de vida?
  6. Sinto-me fechado para comigo mesmo? Fechado para com os outros?
  7. A partir de que situação é que fiquei assim?
  8. Porque sinto que não consigo dar a volta e não consigo aplicar Reiki a mim mesmo?

Reiki é algo de verdadeiramente extraordinário pois representa a nossa conexão com a vida, com a vitalidade, com a sabedoria do Universo. Se passas por algo que irá abanar a tua estrutura, essa ligação poderá ficar “em risco”, temporariamente. Ou seja, poderás perder a tua conexão com o sentido da vida e começares-te a afundar no problema, sem ver as soluções que essa mesma questão te traz.

Se o teu propósito é mesmo retomar o autotratamento, não queiras começar a maratona sem antes treinar, ou seja, vamos pelo princípio e aos poucos:

  1. Do 1º ao 3º dia – Começa apenas por colocar as mãos no chakra cardíaco, durante quinze minutos e, sempre que queiras, recita os cinco princípios sinceramente;
  2. Do 4º ao 8º dia – Aplica apenas Reiki com uma mão no chakra cardíaco e a outra no plexo solar. Quando quiseres, mantém a mão no cardíaco e a outra coloca num sítio onde sintas necessidade;
  3. Do 9º ao 14º dia – Aplica Reiki no chakra cardíaco, no chakra raíz e joelhos. Se quiseres, podes colocar noutras posições também;
  4. Do 15º ao 18º dia – Aplica Reiki na cabeça e no chakra cardíaco;
  5. Do 19º ao 21º dia – Faz o autotratamento completo e experimenta recitar os cinco princípios em cada posição.

Claro que isto tem a ver com a aplicação do autotratamento, mas e porque não fazeres depois um trabalho mais profundo?

Caso tenhas o nível 2 ou 3, a cada situação que surja durante o autotratamento, envia Reiki para ela.

Quando o autotratamento Reiki parece não estar a funcionar

Por vezes é logo ao início, outras em algum momento da vida, o autotratamento Reiki parece não estar a funcionar, parece que deixamos de sentir ou não conseguimos resolver a questão que temos. Isso é normal acontecer e vamos ver algumas formas de compreender, interpretar e até retomar a prática.

Porque o autotratamento Reiki pode não estar a funcionar

A Energia Universal, Reiki, sempre flui em nós, pois é a energia vital que tudo permeia, no entanto, nós praticantes de Reiki trabalhamos com ela de forma mais directa, no entanto, algumas situações podem fazer com que não sintamos tão bem a energia ou ela não flua tão bem através de nós.

  • Quando estamos constipados, a energia fica estagnada e o chakra da coroa tem tendência a fechar;
  • Com muitos pensamentos na mente, não conseguimos sentir correctamente;
  • Com muitas emoções a transbordar, não conseguimos sentir correctamente;
  • Podemos não estar habituados a sentir o nosso interior;
  • Há ambientes tóxicos que também não nos deixam sentir correctamente;
  • Com stress é mais difícil a energia fluir;
  • Com ansiedade, não nos conseguimos colocar dentro de nós mesmos para perceber o fluxo da energia;
  • Com sentimentos depressivos estamos demasiado imersos no interior do problema para sentir algo de bom a fluir;
  • Entre muitas outras condições…

Como vês, a energia não deixa de fluir, no entanto, muitas condições podem debilitar o fluxo e a sensação. Se sentires que esse bloqueio não consegue ser ultrapassado, procura um terapeuta de Reiki para te auxiliar, no aspecto energético e se for algo do foro médico, também um especialista.

No entanto, continua a aplicar o teu autotratamento. Por vezes não sentimos, mas a energia é como a água que vai caindo numa rocha dura, ela acabará por furar essa mesma rocha. Umas vezes, a rocha são as nossas crenças, outras vezes, as nossas questões interiores ou mesmo desequilíbrio físico.

Para te auxiliar, experimenta praticar meditação. Pelo menos quinze minutos por dia, tenta fazer a técnica Joshin Kokyu Ho, a técnica da respiração. Ao criares espaço interior, estarás a criar também tempo, capacidade de observar e compreender.

Experimenta também identificar o sítio onde tens o teu bloqueio e depois aplicar Reiki com a mão esquerda no Chakra Cardíaco e a direita no local onde esteja esse bloqueio, vamos tentar harmonizar essa zona.

Entrega-te à prática com uma atitude positiva… vais ver que tudo poderá mudar. Fala com o teu Mestre de Reiki sobre as questões que tens e se entenderes faz uma consulta para também te compreenderes melhor e perceberes outra forma da energia fluir em ti.

Os vários passos do autotratamento Reiki em video

A prática de autotratamento Reiki é o que nos auxilia a encontrar equilíbrio e harmonia de forma natural. Reiki, a energia universal, é a energia que tudo vitaliza, é a energia da própria natureza e como tal, parte de tudo. Ao trabalharmos mais diretamente com esta energia, poderemos compreender como estamos e o que possa ser necessário para nos equilibrarmos.

O autotratamento Reiki e os seus vários passos

São muitas as formas de aplicares o autotratamento, poderás ter um aspecto formal ou mesmo informal para a prática. Podes querer fazer todas as posições, ou apenas algumas. Não há o conceito de errado, apenas o conceito de prática, de bem-estar.

Vou dar-te algumas dicas para um autotratamento mais completo, mas já sabes que não precisa ser exactamente assim.

A limpeza

Antes de iniciares o autotratamento, podes começar por realizar o enraizamento, que será útil ao longo de todo o tratamento, o banho seco e a chuva de Reiki.

A técnica da respiração – começar com meditação

E porque não começares com meditação?

É mesmo esse o conceito do Joshin Kokyu Ho, a técnica da respiração que te permite revitalizar e acumular energia vital. Experimenta praticar durante quinze minutos.

Os cinco princípios como transformação da consciência

Começa a tua prática com a recitação e vivência dos cinco princípios. Eles irão mudar a tua forma de encarar a vida e também a forma como olhas para ti mesmo.

O autotratamento

Liga-te à energia, deixa-a fluir para a tua mente e coração. Coloca a tua intenção e faz as posições que aprendeste. Lembra-te que podes sempre aplicar mais posições se sentires que deves tratar outras partes do corpo. Podes fazer o autotratamento deitado ou sentado.

Este é um exemplo de música com sininhos que podes usar para mudar as posições no autotratamento. Se houver alguma parte que precise ser mais tratada, fica mais tempo.

No final agradece e se quiseres, volta a recitar os cinco princípios.

A seguir ao dia da sintonização podes praticar durante 21 dias, de preferência seguidos. Após esse tempo, vai fazendo também de forma regular.

Se sentires que o autotratamento esteve a limpar muita coisa, então volta a aplicar o banho seco e a chuva de Reiki. A prática de Reiki requer uma atitude positiva, porque vale mesmo a pena cuidarmos de nós mesmos.

Começar o autotratamento Reiki de baixo para cima

Geralmente aplicamos o autotratamento Reiki começando no chakra da coroa, mas será que há algum problema em começarmos nos pés ou até mesmo no chakra raiz?

O autotratamento Reiki ao contrário

Se tens dificuldades de enraizamento, ou se achas que o teu chakra raiz não tem estado muito equilibrado, poderás experimentar a aplicação do autotratamento de uma forma diferente.

Caso queiras podes começar dos pés para cima, isto também te irá ajudar a desbloquear os chakras secundários dos tornozelos, joelhos e bacia, que ligam ao chakra raiz. No entanto poderás também querer começar do chakra raiz para cima. Esta técnica é particularmente interessante para aumentarmos a nossa energia, principalmente se os chakras “inferiores” estiverem um pouco mais fracos.

Nota que este autotratamento feito de baixo para cima, se for realizado à noite, pode trazer, em alguns casos, uma pequena insónia, mas nada como experimentar.

Podes fazer o autotratamento de baixo para cima da seguinte forma:

  • Aplica as técnicas de limpeza;
  • Liga-te à energia e recita os cinco princípios;
  • Começa pelo tratamento dos pés à frente e a trás;
  • Tornozelos;
  • Joelhos;
  • Chakra Raiz;
  • Chakra Esplénico;
  • Chakra do Plexo Solar;
  • Chakra Cardíaco;
  • Chakra Laríngeo;
  • Nuca;
  • Chakra da Terceira Visão;
  • Se quiseres, aplica também no Chakra da Coroa;
  • Quando quiseres terminar, agradece.

Estarei a fazer mal o autotratamento

Quando iniciamos a prática do autotratamento Reiki surgem sempre muitas questões porque há muitos pontos a ter em atenção, vamos então rever o que temos a fazer e de certeza absoluta que não estás a fazer nada mal.

Revisão do autotratamento Reiki de nível 1

Garantidamente não estarás a fazer mal o teu autotratamento de Reiki, isto porque não existe propriamente o errado na autoaplicação, mas claro que as questões surgem e devemos rever todos os pontos:

  • Antes de iniciar a prática de autotratamento, verifica se o teu espaço tem as condições físicas e energéticas para te sentires bem nele;
  • Para que não fiques preocupado com tempo, poderás colocar um despertador, ou usar música com sininhos para indicar a mudança de posições;
  • Se usares incenso, tem a certeza que há ar a passar, para que não se acumule demasiado cheiro;
  • Faz as três técnicas de limpeza – o enraizamento, que deve estar presente ao longo do autotratamento, o banho seco e chuva de Reiki;
  • Senta-te confortavelmente e coloca as mãos em gassho;
  • Este é o momento em que te ligas à Energia, sente-a a fluir para ti, preenchendo a mente e o coração;
  • Quando quiseres, recita os cinco princípios;
  • Coloca a tua intenção e se quiseres faz o Reiji-ho que é levar as mãos em gassho à terceira visão e sentir como estás;
  • Inicia a tua aplicação de autotratamento;
  • Já sabes que não precisas ser inflexível, se sentires que precisas aplicar noutras posições, faz isso mesmo, deixa sempre a energia fluir para onde for mais precisa e se quiseres podes também voltar atrás nas posições que ainda achas que deves reforçar;
  • Quando terminares, sente como estás;
  • Se quiseres, recita novamente os cinco princípios;
  • Caso o autotratamento tenha trazido muita coisa ao de cima, podes fazer novamente as técnicas de limpeza;
  • Areja o espaço onde estiveste a fazer o autotratamento caso tenha sido complicado;
  • Agradece sempre.

Como vês, não há certo ou errado, há sim o sentir da tua intuição e energia que irás desenvolver ao longo dos workshops e da tua prática. Tudo tem tempo.

Quando o autotratamento Reiki é duro

Nem sempre o autotratamento Reiki é simples e sem exigências para nós. Se pensavas que a prática de Reiki é tão simples como um dia bem passado… não é. Para alguns praticantes, em determinado momento, a prática de autotratamento pode ser bem exigente.

A exigência do autotratamento Reiki e como aproveitar da melhor forma

Se sentires que a energia do autotratamento é muito exigente para ti vais ter que rever alguns pontos antes e depois do teu próximo autotratamento:

  1. Fazer bem as técnicas de limpeza – banho seco e chuva de Reiki;
  2. Enraizar ao longo de todo o processo, para que o excesso de energia flua para a Terra;
  3. Observar que tipo de desconforto te traz;
  4. Recita os cinco princípios também no final do autotratamento;
  5. Realizar novamente as técnicas de limpeza depois do autotratamento e se necessário, tomar um banho, para limpar o excedente de energia.

Nestes pontos, há algo que é mesmo muito importante, o ponto 3. A energia vai actuar em ti como se fosse água derramada sobre azeite. Sendo azeite a tua desarmonia, precisas compreender o que a energia te quer transmitir. Então tenta reflectir no seguinte:

  • O que sentes de desconfortável?
  • Onde?
  • De que forma?
  • Que imagens ou memórias surgem?

Mesmo que não consigas bem perceber o que é, tenta enviar Reiki para essas situações. Irás ver que o teu subconsciente conseguirá comunicar mais claramente contigo.

Como vês, o autotratamento pode trazer momentos exigentes, mas isso apenas servirá para encontrares o teu equilíbrio e harmonia. Não te esqueças que não precisas e nem deves passar isso sozinho. Pergunta ao teu Mestre de Reiki como trabalhar essa situação e não desistas, este é o momento certo para ti.

Que seca… autotratamento

Fazer o autotratamento Reiki outra vez?! Que seca descomunal!

Pois é, nem sempre fazer autotratamento é encarado como algo interessante, ou nem sempre as sensações são agradáveis e ajudam a continuar a prática. Então o que podemos fazer para dar mais interesse ou até mesmo tornar o autotratamento divertido?

Quando o autotratamento pode ser divertido ou interessante

Algumas causas para o aborrecimento no autotratamento prendem-se com:

  • Não ser capaz de sentir o fluxo da energia e o efeito evidente no corpo;
  • Não ter entendimento pela importância do autocuidado;
  • Não compreender as sensações nas mãos – o byosen;
  • Não ter o hábito de reservar tempo para si mesmo;
  • Ter muitos pensamentos ou emoções desconcertantes;
  • Entre muitos outros.

Então, para que consigamos tornar o autotratamento interessante, temos que em primeiro lugar ter em atenção alguns aspectos:

  • Aceitar e sentir que a prática é benéfica para o nosso equilíbrio e harmonia;
  • Desenvolver a compreensão do byosen;
  • Aceitar e cultivar a importância do cuidar de si mesmo, independentemente do tempo disponível;
  • Saber entregar-se, render-se à energia universal.

À medida que fores integrando em ti estes aspectos irás ver que consegues com cada vez maior facilidade e sentido, realizar a tua prática de Reiki.

Diversificar no autotratamento para o tornar mais interessante

Como não sou radical, acho que devemos encontrar formas de estar confortáveis e divertidas. A vida é para ser vivida em contentamento e alegria, mesmo dentro do respeito e seriedade. Por isso mesmo, vamos observar algumas dicas que poderão desenvolver o teu interesse pela prática:

  • Se sentires que o autotratamento é aborrecido, cria uma rotina, por exemplo, dia sim, dia não, ou três dias de prática e um dia de intervalo;
  • Podes optar pelo tratamento uma posição por dia. Ou seja, aplicas Reiki numa única posição, durante pelo menos quinze minutos. No dia seguinte, aplicas noutra posição, que sintas ou queiras;
  • Aplica Reiki apenas nos chakras, de cima para baixo ou de baixo para cima;
  • Experimenta aplicar a energia, com a cor dos chakras, em cada posição deles;
  • Recita os cinco princípios em cada uma das posições dos chakras.

Como vês, existem muitas formas de poderes tornar o teu autotratamento divertido, interessante e motivante para continuares a praticar. Lembra-te do que o Mestre Usui dizia, “A missão do Usui Reiki Ryoho é guiar para uma vida pacífica e feliz…”. Tendo isto na mente e no coração irás perceber muito profundamente o significado de Reiki.

Como aplicar o Autotratamento Reiki

A prática de autotratamento, dentro do Usui Reiki Ryoho, é uma técnica que aprendemos logo no primeiro nível de Reiki. Serve para nos trazer harmonia e equilíbrio, para alinhamento dos chakras e dos nossos vários corpos – o físico, mental e emocional.

A importância do autotratamento

O autotratamento é uma forma de manteres o teu canal energético limpo e elevares a frequência da tua energia. Ajuda também a encontrar o equilíbrio físico, mental e emocional. Não esperes “curar”, nem que rapidamente tudo se resolva, porque cada coisa tem o seu tempo próprio. A aplicação constante do autotratamento irá ajudar-te a encontrares mais equilíbrio e harmonia.

O que fazer antes do autotratamento Reiki

Antes de aplicares a energia universal em ti, podes “purificar-te”, ou seja, aplicares as três técnicas que te ajudam a estar mais limpo energeticamente, o que irá ajudar o teu autotratamento:

Depois, poderás fazer o seguinte:

E estás pronto para iniciar o teu autocuidado com Reiki, a energia universal.

Como aplicares o autotratamento de Reiki

Lembra-te sempre de um pequeno truque – esvaziar para depois preencher.

Podes também recitar os cinco princípios em alguma posição que esteja a ser mais complicada para ti.

As posições de autotratamento podem variar de sistema para sistema, mas é algo como:

  1. Rosto;
  2. Têmporas;
  3. Nuca (há também quem goste de fazer o chakra da coroa);
  4. Chakra Laríngeo;
  5. Chakra Cardíaco;
  6. Chakra do Plexo Solar;
  7. Chakra Esplénico;
  8. Chakra Raiz;
  9. Joelhos;
  10. Tornozelos;
  11. Pés.

auto-tratamento de Reiki

Quando terminares, sente como estás e recita os cinco princípios.

Se estiveste a “limpar” muita energia, poderás sentir a necessidade de voltar a fazer o banho seco. Isso está correcto.

Música para o autotratamento

Podes procurar no Youtube músicas com sininhos que possam indicar-te quando mudar de posição

Já sabes que na prática, só devias mudar de posição quando deixasses de sentir o byosen, mas nestes dias atarefados, pelo menos podes fazer uma prática de 2, 3 minutos por posição.

Autotratamento guiado

Caso queiras, podes seguir esta simples meditação para aplicares o teu próprio autotratamento.

O autotratamento de Reiki em posição seiza

Seiza significa postura, posição correcta e é uma forma tradicional de os japoneses se sentarem. A prática de autotratamento, no tempo do Mestre Usui, era então realizada em posição seiza.

O autotratamento em posição seiza

Apesar de parecer uma postura limitadora, tu consegues aplicar todas as posições de autotratamento mesmo sentado em seiza.

Fica um video exemplificativo.

Quando um insecto nos interrompe o autotratamento

Quando estamos a fazer o nosso autotratamento, estamos num momento de entrega que nos traz relaxamento e bem-estar. O autotratamento traz-nos também uma sensação de paz e conforto, mas e se formos interrompidos por algum insecto?

Como lidar com um insecto a interromper o autotratamento

Uma das formas de prevenires o surgimento de insectos é usando óleos essenciais, que poderás colocar com uma base de água, num recipiente próprio que é depois aquecido:

  • Óleos essenciais como o de eucalipto-limão
  • Óleo de citronela, além de estar no queimador pode colocar-se nos antebraços;
  • Ou mesmo óleo de lavanda;
  • Pomada tigre branco, porque é um repelente e também bastante eficiente após a picadela;
  • Se preferires existem também pequenos aparelhos ligados à corrente eléctrica que são bons repelentes de insectos.

Para o caso de nada resultar e teres que matar o insecto, tenta fazer algo como “respeito a tua vida e agradeço a tua parte nela”. Apesar de tentarmos ao máximo evitar uma morte desnecessária, ela pode acontecer se estivermos em prejuízo. Agradece e se quiseres recita os cinco princípios. Assim, tudo no universo está em harmonia.

Continua o teu autotratamento do ponto em que deixaste, ou se estiver a ser difícil concentrares-te, pratica um pouco o Joshin Kokyu Ho e depois retoma a prática.

Autotratamento Reiki – uma posição por dia

Ao fazeres o teu autotratamento Reiki diário, poderás ter grande tendência para adormecer, principalmente se o fizeres à noite e deitado. Se é o que te costuma acontecer, então podes adotar uma estratégia que é também interessante para outros casos – fazer uma posição por dia.

Uma posição por dia no teu autotratamento Reiki

Podes usar esta técnica muito simples no caso de quereres desenvolver mais o teu autoconhecimento, sensibilidade da energia ou apenas porque estás a adormecer no autotratamento.

Então é bastante simples, irás focar-te apenas numa posição por dia e podes fazer o seguinte:

  1. Faz as técnicas de limpeza – enraizamento, banho seco, chuva de reiki;
  2. Esvazia a mente;
  3. Recita os cinco princípios e deixa fluir a energia;
  4. Começa pela primeira posição ou pela posição onde terminaste;
  5. Como te vais dedicar só a uma posição experimenta primeiro sentir como está essa parte do corpo;
  6. Experimenta afastar ou aproximar as mãos para veres como sentes melhor a energia;
  7. Limpa a zona de alguma energia em desequilíbrio;
  8. Deixa fluir Reiki para a zona.

E pronto, se adormeceres, não faz mal.

Se por alguma razão o autotratamento trouxer algo ao de cima que te sintas desconfortável, aplica novamente o banho seco.

autotratamento Reiki

Quando o autotratamento Reiki traz dores de cabeça

Por vezes ao fazer o autotratamento Reiki poderás sentir uma ligeira impressão na cabeça, ou uma pequena dor de cabeça, ou ainda impressão na terceira visão. Isso é um efeito comum da energia a encontrar energia.

O autotratamento Reiki na cabeça

Sentir pressão, impressão na cabeça ou mesmo dor de cabeça quando fazes essas posições no teu autotratamento Reiki pode ser benéfico. Não que dores de cabeça ou impressões sejam boas, mas isso irá ajudar-te a perceber o que possa estar bloqueado em ti. Claro que na prática de Reiki não falamos do corpo, mas sim de energia, então é preciso compreender que energia está na tua cabeça e como tem fluido.

autotratamento Reiki dor de cabeça

Quando sentes pressão na terceira visão, isso significa que podes estar ou com excesso de energia, excesso de pensamentos, visualização de pensamentos não muito bons ou julgamentos, ou um cansaço generalizado na zona. Se for algo como uma espécie de puxar ou arrepanhar da pele, então pode ser um sinal de abertura da terceira visão, o que nem sempre é indolor. As dores nas têmporas representam alguma falta de circulação da energia interiormente, assim como podem representar contrariedade, porque por vezes estamos “aborrecidos” com a posição de tratamento ou então até podem representar algum distúrbio ao nível do plexo solar ou esplénico.

Se há uma falta de circulação energética, então tens que considerar como está o teu chakra da coroa e o laríngeo. Isto quer dizer que algo pode bloquear a livre circulação energética. Então podes colocar as mãos em cada um desses chakras, um pouco afastadas do local, e visualizas o chakra a abrir e a energia a fluir, em direcção à Terra.

A dor de cabeça também pode ser benéfica no teu processo de autoconhecimento.

Como fazer autotratamento nas costas

As costas podem ser de difícil acesso ao longo do autotratamento Reiki por uma questão de mobilidade dos braços. Em alguns manuais japoneses e mesmo indianos, vemos as posições de autotratamento a serem repetidas nas costas. Então como o poderemos fazer se não tivermos mobilidade para tal?

costas autotratamento

Aplicar o autotratamento Reiki nas costas

A energia Reiki é eficiente e irá sempre para onde for mais necessária, não irá provocar acumulação ou défice, mas fluirá para onde for mais necessária, assim, podes considerar o seguinte para que a energia chegue às tuas costas:

  • Coloca as mãos na parte da frente do corpo, exactamente na mesma direcção onde queres tratar as costas e imagina a energia a fluir para essa zona;
  • Podes também visualizar que estás tu mesmo a tratares as costas, isto é quase uma prática de Reiki à distância. Não tem nada de extraordinário, apenas estás a direccionar a energia para onde necessitas;
  • Se já tens o nível 2 ou o nível 3, visualiza as tuas costas por interior e faz a técnica de envio de Reiki à distância.

Quanto mais usares a tua imaginação e criatividade, melhor tudo funcionará. O que não te podes esquecer:

  • As costas são uma parte de nós muito pouco cuidada, mas que absorve muita energia, por isso mesmo, cuida delas com cuidado, fazendo o autotratamento e recebe Reiki regularmente;
  • Devido a essa acumulação, antes de aplicares Reiki nas costas, terás que as limpar. Aqui podes imaginar a técnica Chuva de Reiki, mas sendo feita nas costas.

Page 1 of 3

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén