O Tao do Reiki

Descobrir, Desenvolver e Crescer com Reiki

Page 30 of 116

O Quartzo Tibetano

O Quartzo Tibetano é um cristal, geralmente biterminado, que pode ser encontrado no estado translúcido ou fumado, com inclusões de magnésio e/ou carbono.

O Quartzo Tibetano ou Quartzo Negro Tibetano é muito indicado para a limpeza da aura e de espaços. Pode também criar uma espécie de protecção, como se envolvesse a aura por uma energia protectora.

Quartzo tibetano

Pode ser também um bom auxiliador para remover bloqueios nos canais energéticos ou entre os chakras.

Reiki no caminho do Japão – uma viagem de sonho

A TopAtlântico e o CENIF convidam-te a participares numa viagem de sonho, dedicada a praticantes de Reiki e a acompanhantes que não o sejam. Esta viagem será dedicada, na sua maior parte, à visita dos monumentos e locais mais importantes para o Usui Reiki Ryoho, como o Memorial do Mestre Usui, em Tóquio, a aldeia Taniai, onde nasceu e o Monte Kurama, em Quioto. Visitaremos também o templo onde está o Imperador Meiji e a Imperatriz Shoken.

Além disso, viajaremos e teremos oportunidade de conhecer Kamakura, Nara, Monte Fuji, Monte Koya e terminaremos em Osaka.

Irás receber Reiju no Monte Kurama, assim como serão feitas meditações especiais em alguns dos locais incríveis que visitaremos. Receberás também um manual próprio de Reiki e trabalharemos com muito Reiki ao longo de todo o caminho. Será uma viagem única e em boa companhia.

Todo o percurso, alojamento e orientações foram criados pela TopAtlântico tendo em conta a nossa vivência. Poderás fazer a tua inscrição, assim como os pagamentos e diretamente com a TopAtlântico.

Folheto descritivo da viagem ao Japão

Este slideshow necessita de JavaScript.

Informações sobre a viagem

Calendário de voos

EK 192 9 Out LISBOA – DUBAI 14H25 # 01H05
EK 318 10 Out DUBAI – TOKYO 02H50 17H25
EK 317 22 Out OSAKA – DUBAI 23H40 04H50
EK 191 23 Out DUBAI – LISBOA 07H15 12H45

DOCUMENTOS

Passaporte com validade mínima de seis meses. Os cidadãos Portugueses não necessitam de visto para estadas inferiores a três meses.

Inscrição para viagem ao Japão

 TOP ATLANTICO EXPO

Av. D. João II, Lote 1.16.1 – Loja | 1990-083 Lisboa | Portugal

Filipa Lourenço – filipa.lourenco@topatlantico.com

Telef. 218 646 450 (de 2ª a 6ª das 09h30-19h00 )

Enviar Reiki a pessoas anestesiadas

E se alguém vai fazer uma operação, ou se está anestesiado, poderemos enviar Reiki? Esta é uma grande questão que ainda traz alguma perturbação e incerteza para os praticantes de Reiki.

Esta incerteza vem do facto da energia servir para trazer equilíbrio à pessoa e não se perceber se esse equilíbrio será aumentar o efeito da anestesia ou reduzir. Como não existem estudos académicos sobre essa aplicação, apenas podemos sentir e dar opinião pela prática.

Como enviar Reiki a pessoas numa operação

Já enviei Reiki em muitas situações para operações e nunca aconteceu algo como a pessoa acordar ou a anestesia não funcionar. Mas, a forma do envio de Reiki não foi feito para que ocorresse ao mesmo tempo que a operação, esse é o campo dos médicos e dos grandes profissionais que ali estarão a trabalhar. Então como poderemos enviar Reiki a alguém que vá ser operado?

  • Inicia o teu envio de Reiki seguindo o procedimento habitual do Enkaku Chiryo;
  • Coloca uma intenção, essa intenção será muito importante, pois é o que direcciona a energia;
  • Poderás pedir para que a energia flua para a pessoa, para que tudo corra bem e também para os profissionais que estarão a trabalhar com ela;
  • Deixa a energia fluir e não te preocupes que não precisas saber a hora da operação, pede unicamente para a energia fluir para quando for necessário;
  • Quando terminares, agradece e não te esqueças das técnicas de limpeza.

Reiki para auxiliar a redução do efeito de pós-anestesia

Se fores visitar uma pessoa após uma operação e se ela se estiver a sentir mal pelo efeito do pós-operatório e anestesia, poderás fazer-lhe um pouco de Reiki, dentro do que seja possível nas condições do espaço e da pessoa. Poderás, por exemplo, apenas tocar no braço e ombro, por isso não te preocupes muito com as posições, mas terás que trabalhar bastante ao nível da criatividade com a energia.

Podes visualizar a energia a fluir pelo corpo da pessoa, como se fosse um rio, saindo pelas mãos e pontas dos dedos, assim como pelos pés e pontas dos dedos dos pés. Desta forma, estarás a fazer uma livre circulação da energia e a permitir que algum excesso ou desequilíbrio no fluxo comece a ganhar mais harmonia e equilíbrio. Já sabes que trabalhamos unicamente no ponto de vista energético, ou seja, apenas fazemos a energia se equilibrar na pessoa. Como tudo tem energia, até mesmo os químicos, poderemos auxiliar na melhoria da sua actuação e na redução dos efeitos secundários.

Alguns cuidados a ter com os cristais

Apesar da maior parte dos cristais poderem ser manuseados e usados para o nosso desenvolvimento energético, ou apenas por mero apreço à sua beleza, no entanto, precisamos conhecer as propriedades minerais que têm, principalmente para a criação de elixires. Pessoalmente não faço nem uso elixires de cristais. Poderão usar um método indirecto simples que será ter uma garrafa de água com o cristal ao lado ou então com uma ponta de cristal entre o cristal que queremos usar e a garrafa de água.

Cristais

Cristais com risco tóxico

Cristal Contém substância:
Actinolite Asbesto
Adamite Arsénico e cobre
Ajoite Alumínio e cobre
Alexandrite Alumínio
Amazonite Cobre
Amblygonite Alumínio
Andaluscite Alumínio
Atacamite Cobre
Auricalcite Zinco e cobre
Aventurine Alumínio
Axinite  Alumínio e ferro
Azurite Cobre
Bastnaesite Elementos toxicos em contacto com água
Berilos (Água Marinha, Goshenite, Heliodor, Morganite) Alumínio
Brazilianite Alumínio
Bronchantite Cobre
Boji (pedras) Enxofre
Chalcopyrite Cobre e enxofre
Chrysoberyl Alumínio
Chrysocolla Cobre
Cinnabar Mercúrio
Conichalcite Cobre
Cobre Cobre
Covellite Cobre
Crocoite Crómio
Cuprite Cobre
Jaspe Dálmata Alumínio
Dioptase Cobre
Dumortierite Alumínio
Esmeralda Alumínio
Epidote Alumínio
Feldspato Alumínio
Galena Chumbo
Granada Alumínio
Sílica Cobre
Halite Dissolve-se
Hematite Dissolve-se
Hiddenite (Spodumene) Alumínio
Idocrase Alumínio
Iolite Alumínio
Jadeite Alumínio e ferro
Kyanite (Cianite) Alumínio
Labradorite Alumínio
Lapis Lazuli Enxofre e pirite
Lazulite Alumínio
Lazurite Alumínio e enxofre
Lepidolite Alumínio
Magnetite Ferro
Malachite Cobre
Marcasite Tóxico
Mica Alumínio
Moonstone Alumínio
Morganite Alumínio
Muscovite Alumínio
Orpiment Arsénico
Pargasite Alumínio
Pietersite Asbesto
Prehnite Alumínio
Psilomelane Bário
Pirite Pode conter Marcasite
Quantum Quattro Silica Cobre
Realgar ** Arsénico
Rubi Alumínio
Safira Alumínio
Scapolite Alumínio
Turmalina Alumínio
Selenite Parte-se na água
Serpentine Asbesto
Smithsonite Zinco
Sodalite Alumínio
Spinel Alumínio
Spodumene Alumínio
Staurolite Alumínio e ferro
Stibnite Antimónio
Stilbite Alumínio
Sugilite Alumínio
Enxofre Enxofre
Sunstone Alumínio
Tanzanite Alumínio
Olho de Tigre Asbesto
Topázio Alumínio
Torbenite Radioativo
Turmalina Alumínio
Tremolite Asbesto
Turquesa Cobre
Ulexite Bóron
Unakite Alumínio
Vanadinite Vanadio
Variscite Alumínio
Vesuvianite Alumínio
Wavellite Alumínio
Wulfenite Chumbo
Zircon Zirconio
Zoisite Alumínio

 

Mais respostas sobre a opinião da igreja sobre Reiki

Temos a continuação do artigo do Padre Ricardo Cristóvão, ao qual darei resposta.

Mas, antes de o fazer, quero indicar que estes textos escritos pelo padre fazem parte da aceitação que devemos ter enquanto sociedade laica e democrática, onde a liberdade de expressão é válida. Mesmo tendo um caracter pejorativo, indicando a prática aquilo que não é, há que saber escutar. É através da crítica que surge a ideia clara e a correcção do caminho e com estes temas percebemos que existe um longo caminho de desmistificação, de descolagem da prática de Reiki daquilo que nada tem a ver e um enquadramento real do que é e para que serve. Esse é um trabalho da Associação Portuguesa de Reiki, cumprido ao longo de oito anos, mas ainda muito insuficiente. Por isso mesmo, a credibilização não passa só pelo trabalho da Associação, mas muito principalmente pelo teu próprio trabalho enquanto praticante. Como praticas? O que dizes que é a tua prática? O que fazes com ela? Que crenças misturas?

Um Homem é um todo complexo, muito dificilmente divisível de tudo aquilo que o compõe. Por isso mesmo não é simples compreender a extensão da crença de alguém e os limites da sua actuação. Quando praticares e falares sobre Reiki, lembra-te deste artigo, encara esta opinião com bondade construtiva.

Respostas ao artigo sobre Reiki

“O penúltimo passo antes de ficar seriamente doente é meter-se nessa seita até níveis avançados…” – Tristemente consideram “Reiki” uma seita. Ao fazê-lo estão a indicar que a igreja católica é dominante, pois seita é algo que está separado do que quer que seja de corrente dominante e dominar significa exercer autoridade e poder sobre. Neste caso indica que a igreja católica tem o direito a dominar e exercer autoridade sobre as pessoas, num estado que é laico.

Reiki, ou mais correctamente, o Usui Reiki Ryoho, nada tem a ver com seitas, ou seja, é uma prática que não está ligada a qualquer corrente religiosa ou espiritual e o simples facto de o querer enquadrar como tal é absolutamente errado, portanto, a título de correcção, não se poderá indicar em situação alguma que o Usui Reiki Ryoho é uma “seita”, principalmente querendo dar um tom pejorativo. Estes artigos de opinião religiosa ganharão muito mais se enquadrados nos termos correctos e na linguagem corrente da sociedade.

“Descobrindo que os mestres parecem ser capazes de fazer coisas sobrenaturais, como adivinhar coisas, saber quando vai acontecer um terramoto, entender línguas mortas, ver espíritos passando pela sala da casa”. – O padre Ricardo indica aqui uma grande verdade. Há pessoas a fazê-lo sim, mas isso nada tem a ver com o Usui Reiki Ryoho. Se o estão a fazer é por uma questão de ego, ou porque é assim que acham que deve ser, ou porque assim o aprenderam. O resultado é esta confusão que se vê. É por isso mesmo que acrescentar ideias, conceitos, espiritualidades que nada têm a ver com Reiki só dá num resultado e é isso que poderão ler amplamente em artigos como estes.

Então, urge uma reflexão, uma consciência honesta. O que estás a fazer com Reiki?
“Reikianos” – Aqui quererá dizer praticante de Reiki. O termo reikiano parece algo ligado a um movimento, ou ideologia, algo que nada tem a ver com o Usui Reiki Ryoho.

“Começarão a sentir um arruinar da vida em todos os campos…” – Infelizmente aqui já se entra numa narrativa muito obscurantista e que tem a ver com a crença pessoal. É também uma técnica ideal, o pegar nas coisas mais comuns da vida, como a dificuldade financeira e laboral, a doença, os argumentos, e indicar que isso é culpa da prática de Reiki, o que parece indicar que se a pessoa for de determinada confissão religiosa não terá estas dificuldades. Não me parece ser muito acertado, conhecendo a realidade.

“Sem que haja verdadeira consciência naqueles que praticam o Reiki de que estão a chamar maus espíritos quando desenham os seus símbolos ou chamam pelo nome, em seu favor ou para alguém” – É de facto assustador. Ler isto sem compreender a prática aterroriza qualquer pessoa. Não querendo entrar em campos que não são da minha área, recomendo o grande psicólogo Carl Gustav Jung e o livro “O homem e os seus símbolos”. Na prática de Reiki não se “invoca” nada, muito menos espíritos. O que quer que isso seja, nada tem a ver com Reiki. Mas para esta questão surgir, das duas uma, ou há uma clara incapacidade de compreender a prática ou há alguém a fazê-lo realmente, algo que se o quiser fazer que faça mas sem chamar a isso “Reiki”.

Esta parte final do texto contém duas partes. A primeira delas é referida em “fizeste uma prática espiritual que é uma grande ofensa a Deus”. Creio que o que a igreja entende como prática espiritual não tem a ver com o Usui Reiki Ryoho. Não fazemos jejum, mortificações, orações, não procuramos “poderes ocultos”, nem ideias obscurantistas, não temos um credo ou uma confissão. O que o praticante de Reiki faz é trabalhar o seu autoconhecimento, desenvolver a sua consciência através dos princípios e aplicar a terapia em si mesmo e depois nos outros, se tal acontecer. Na parte terapêutica, trabalhamos unicamente com o conceito de energia, que em nada está ligado à medicina ou à religião, ou movimentos espirituais. Então, por aí, como pode ser indicado como prática espiritual? E mais ainda, como grande ofensa a Deus? É estranho escrever algo assim… indicar que alguém está a ofender grandemente Deus e como tal, tudo o que corre mal na sua vida é por isso mesmo, porque realizou uma grande ofensa.

Creio que o padre Ricardo poderia usar outros termos como “reflecte sobre as tuas acções. Tens tido uma vida em harmonia contigo mesmo e com os outros? Tens sabido confiar? Tens sido honesto e bondoso? Que gratidão tens pelos ensinamentos que aprendeste na vida?”. Uma atitude mais positiva, construtiva poderá ajudar a pessoa. A ameaça, poderá ser dissonante, porque o medo cria um coração apertado e se está apertado, que espaço tem para uma bondade genuína?

Quanto à segunda parte tem a ver com o cumprimento dos mandamentos. Aqui o padre Ricardo Cristóvão tem toda a razão. Se realmente um crente, de qualquer confissão que seja, fosse um verdadeiro praticante, não existiria guerra, discórdia, mal-dizer, oportunismo, aproveitamento, riqueza pelo abuso, falta de respeito e muito mais. Uma reflexão apurada, encontra a verdade em qualquer crença e praticamente todas dizem o mesmo, mas falham pela falta de exemplo e cumprimento. Por isso mesmo, a recomendação dada é muito boa, neste caso aos católicos. Cada religião terá, com certeza, a sua própria indicação.

Por isso mesmo, a paz deve estar em todos e entre todos, devendo o nosso coração estar pacífico, não cultivando coisas que são contrárias ao melhor na humanidade. A missão do Usui Reiki Ryoho, segundo nos indicou o Mestre Usui, é “Guiar para uma vida pacífica e feliz“. A missão da igreja católica é também universal e bondosa. Acredito que uma correcta compreensão levará a perceber que Reiki não é uma concorrência à crença católica, que não é um desvirtuar de quaisquer ideologias e que não é uma prática também concorrente à medicina. Apenas praticamos o Usui Reiki Ryoho para podermos cuidar um pouco melhor de nós mesmos e podermos crescer um pouco mais como pessoas.

Como lidar com a energia de muita gente ou de espaços cheios

Se costumas ir a espaços com muita gente e te sentes mal, podes observar algumas dicas para poderes lidar com essa energia exterior. Na verdade, este tipo de situações não é nada preocupante e à medida que vais compreendendo melhor a tua energia e a forma de lidares com ela, vais percebendo como poderás resolver o desconforto que sentes.

Espaços cheios e como lidar com a energia

Se pensarmos que todos nós temos uma aura, resulta da nossa energia pessoa e que todos os objectos e espaços têm também uma energia própria, é natural termos sensações sobre essas auras ou emissões energéticas. Umas pessoas são mais sensíveis do que outras à percepção da energia e por isso mesmo, em algumas situações, isso pode ser desconcertante para elas, principalmente em centros comerciais, ou espaços com muita gente.

Então podes observar três dicas que te podem ajudar a lidar melhor com essa situação:

  1. Enraizamento – O enraizamento irá ajudar-te a estares mais presente no aqui e agora, fazendo com que também a tua energia esteja mais centrada, mais “agarrada” à Terra
  2. Respiração – A respiração pode ser conjugada com a técnica Joshin Kokyu Ho, que auxiliará a estares no momento presente, assim como auxiliará a reciclar e a fortalecer a tua energia vita;
  3. Plexo solar – Trata do teu plexo solar, observa se o chakra não está demasiado grande, o que o leva a consumir muita energia e ao mesmo tempo a ficar muito sensível. Aplica nele o teu poder pessoal, aprende a dizer não interiormente, para que não fiques tão sensível à energia exterior. Com isto, diminui também o tamanho da tua aura. Já sabes que tudo é energia e que a aura faz parte de ti, por isso mesmo, o que indicares, a energia fará.

Estar em lugares públicos pode ser exigente, mas não é nada que não consigas transformar. Tem tudo a ver com a forma como lidas com a energia. Mantém-te centrado, equilibra o teu poder pessoal.

O cristal Quartzo Hematóide

O Quartzo Hematóide é um cristal quartzo com uma grande acumulação de hematite. O seu aspecto tanto pode ir do amarelo ao vermelho escuro, passando pelo laranja.

A origem do Quartzo Hematóide

A hematite é um óxido de ferro, por isso mesmo pode provocar este tipo de coloração na formação do quartzo. Isto acontece em grandes locais de água mineral parada, ou mesmo em locais onde houve actividade vulcânica. Quando o quartzo é totalmente branco, opaco, com manchas vermelhas, poderá ser chamado de Quartzo Arlequim.

Cristal Quartzo Hematóide

Para que serve o Quartzo Hematóide

Poderás usar este cristal para o tratamento dos chakras inferiores – raiz, esplénico e plexo solar. Para o desenvolvimento da vitalidade, concentração e força interior.

O que pensar ao enviar Reiki para um órgão ou chakra

Quando estás a enviar Reiki para uma determinada parte do corpo ou da aura da pessoa, o que te surge na mente? O que poderás ou não pensar? Será que podes imaginar algo?

Enviar Reiki para um órgão ou chakra

Na nossa prática de Reiki, não precisamos pensar em nada, ou visualizar algo. O Mestre Usui não nos deixou qualquer indicação sobre isso, mas sabemos que cada pessoa tem uma visão e sensação própria da energia, assim como tudo o que ela vai aprendendo ao longo da sua vida, poderá vir a aplicar na sua prática do Usui Reiki Ryoho.

Por isso mesmo, há algumas ideias que poderás, sentir, desenvolver, ter, para tratar com Reiki.

enviar Reiki

Tudo começa com a percepção que temos, ao realizar o byosen. Esta percepção é uma espécie de feedback ou emanação que vem da pessoa. Através desta percepção poderás sentir que a zona está “suja” energeticamente, o que quererá dizer que vais ter que remover a energia. E aí entra a tua criatividade. Como remover a energia em desequilíbrio de um chakra? A melhor resposta é sentires na prática o que será mais importante fazeres.

Depois, vem o preenchimento de energia, ou seja, o deixar fluir da energia. Há aqueles que apenas estão focados no fluxo energético, ou seja, sentem a energia a fluir das mãos como um rio de energia. Há depois os que muito facilmente se distraem. Então, para esses é preciso usar alguma criatividade. Há quem goste de recitar os cinco princípios, o que é mutuamente benéfico, há quem goste de recitar palavras, mantras, como por exemplo “paz, paz, paz”, entre outras. Claro que estas recitações não têm a ver com Reiki, mas ajudam a pessoa a focar a mente em algo, enquanto a energia flui.

Se estás a trabalhar um determinado chakra, poderás usar a cor do chakra para a transmissão de Reiki, se bem que Reiki não precisa de cores. Ou então podes usar cores genéricas para o tratamento de outras partes do corpo, como verde, violeta, branco ou dourado.

Então, podemos resumir as nossas dicas para a concentração no envio de Reiki, num tratamento, como:

  • Apenas mente vazia;
  • Foco no fluxo da energia;
  • Uso de cores correspondentes aos chakras, quando se está a tratar os chakras;
  • Uso de cores genéricas, correspondentes a tratamento, em outras partes do corpo;
  • Uso de mantras para a manutenção do foco.

Já sabes, simplifica e mantém o teu trabalho bem enquadrado no Reiki, mantém-te sempre presente e enraizado, desenvolve o sentir através do byosen. Sobre todas estas práticas podes consultar o livro Reiki Guia do Método de Cura, que está orientado ao tratamento através de Reiki.

À medida que te fores tornando cada vez mais “íntimo” com a energia, poderás ter outras percepções ou necessidade de respostas. Tudo vem com o seu tempo, e sem dúvida que é fruto do teu próprio trabalho. Continua com serenidade e confiança.

Cinco razões pelas quais não sou um Mestre de Reiki

Há quem se identifique como Mestre de Reiki, há quem critique quem se identifica como Mestre de Reiki e há quem indique aqueles que são Mestres de Reiki. O “título” de Mestre de Reiki é alcançado com o Gokukaiden, “A passagem dos ensinamentos misteriosos”, que ocorre após o Shinpiden, “Os ensinamentos misteriosos”. Mas, seremos automaticamente Mestre de Reiki após completarmos um curso, ou será algo que se vai construindo ao longo da vida? As opiniões são muitas, mas neste momento irei partilhar o que sinto e penso sobre mim mesmo.

Ser um Mestre de Reiki e cinco razões pelas quais não sou um

Quando encontrei o Reiki, foi numa altura em que fazia já um trabalho terapêutico, também ele energético com os outros. Foi uma descoberta ao “acaso”, para que melhor pudesse ajudar os outros, nunca pensei que fosse para mim mesmo. Cada nível de Reiki trouxe-me uma espécie de interesse profundo e inquieto, foi uma espécie de “desassossego” que me inspirou a procurar quem era a pessoa que vira numa fotografia de má qualidade e como afinal tudo tinha surgido, e o que era verdadeiramente Reiki.

Dezasseis anos passaram-se desde esses momentos iniciais e continuo com essa inquietude, se bem que com uma entrega maior. Apesar de praticar diariamente, observo ainda cinco razões pelas quais não sou um Mestre de Reiki. Essas razões vêm pela sabedoria dos cinco princípios:

Só por hoje, sou calmo

Apesar de tentar cultivar uma profunda harmonia em mim, nem sempre consigo ser harmonioso. Apesar de em muitas situações tentar preservar a harmonia, uma pequena tempestade surge. Os desafios do ensino tornam-se agudos quando por um lado temos que escutar e pelo outro temos que pedir para não falar tanto. A calma e a harmonia são mesmo necessárias e são os momentos em que as perdemos que nos mostram cada vez mais a necessidade de serem alcançadas.

Confio

Sem dúvida que confio em mim, que confio na própria vida. Por vezes surgem dúvidas e se… Essas dúvidas trazem a fragilidade da desconfiança e podem ainda cultivar um pequeno veneno no coração. É mesmo preciso estar vigilante, consciente e presente em todos os momentos. Lembrar que a confiança também se constrói, como tudo.

Sou grato

A gratidão é das melhores experiências e vivências que tenho, mas nem sempre sei se agradeci convenientemente ou se me lembrei de agradecer a todos os que participaram para que algo acontecesse. Sim, por vezes falho aí e surgem as desilusões e a tristeza. Então, perante essas situações, só posso ser grato para que possa ser cada vez mais consciente e atento. Isso implica ser ainda mais calmo e confiante.

Trabalho honestamente

Trabalhar honestamente não significa apenas cumprir horários ou contractos, mas também comunicar. E a comunicação é o que há de mais difícil para toda a humanidade e é o que por vezes cria mais confusões. Como comunicar para ser compreendido, como escutar para compreender, como dialogar para um caminho do meio. Algo de muito difícil e que me traz uma longa jornada de reflexão que deverá continuar por muito e muito tempo.

Sou bondoso

Ser bondoso não é simples, porque por vezes tem que se tomar decisões que para os outros não parecerão bondosas, nem parecerão adequadas aos cinco princípios, mas isto porque estão apegados a uma leitura simplista e unidireccional dos princípios. Para que a harmonia exista entre muitos, tem que se corrigir algumas situações. Umas são nossas mesmas, outras são provocadas por terceiros. A bondade pode estar presente nas decisões, não quer dizer que por isso mesmo seja compreendida. Quando começamos a compreender o que é ser bondoso para connosco e para com os outros, compreendemos melhor a missão que o Mestre Usui nos legou. A bondade é difícil, mas não impossível.

Como vês, são cinco razões muito simples pelas quais não me posso considerar um Mestre de Reiki, mas são também cinco razões que me levam a querer ser cada vez melhor. Por isso mesmo, o Usui Reiki Ryoho é um caminho de vida… longo, mas pleno de boa vivência.

Mestre de Reiki

No Mestre Usui, nele sim reconheço a visão, a atitude, a sabedoria de um Mestre de Reiki, ou não fosse ele o fundador do método. Foi a ele que procurei para compreender o que era “Reiki” e foi graças a ele que compreendi o que é o Usui Reiki Ryoho. Dezasseis anos é apenas um período muito curto de tempo e de inexperiência. A vida é longa e requer diligência, aplicação árdua e constante, pois se Reiki parece simples, o seu caminho é árduo, mas o nosso interior, esse vai-se tornando cada vez mais leve e humano. Ser Mestre de Reiki é também um momento que se inicia no primeiro dia do primeiro nível de Reiki.

Apresentação e demonstração sobre Reiki no IEFP

No passado dia 26 de Junho estivemos presentes no IEFP, onde fizemos uma sessão de esclarecimento sobre o que é Reiki, a cerca de 15 participantes. Tivemos ainda a oportunidade de realizarmos a todos os participantes uma sessão de Reiki, para sentirem, de forma simples, a aplicação de energia.

O nosso agradecimento à Drª Manuela Tinoco e ao Dr. Frederico Costa, pelo simpático convite e por proporcionarem este bom momento aos colaboradores.

Um grande obrigado às voluntárias Isabel Couto, Raquel Correia, Alexandra Rodrigues e Tina Silva, pela sua presença e incrível apoio com muito Reiki.

As consultas de Reiki e o risco de misturar temas

As consultas de Reiki estão vocacionadas para o tratamento através do método Usui Reiki Ryoho. Quando enquadramos correctamente a consulta de Reiki, aquele que as procura será bem servido, naquilo que é a nossa especialidade.

Enquadrar as consultas de Reiki

Uma consulta de Reiki envolve o terapeuta e o seu utente, ou cliente, como preferirem chamar. Entre os dois existirá um compromisso terapêutico, regulado por um código de ética, como por exemplo o código de ética da Associação Portuguesa de Reiki.

Para que aqueles que procuram uma consulta de Reiki compreendam exactamente o que é, será necessário haver um esclarecimento mais claro. Como por exemplo, os seguintes pontos:

  • Na prática de Reiki não há promessa de cura;
  • Reiki trata o campo energético da pessoa;
  • Reiki não é uma medicina ou terapia alternativa, é uma prática complementar e integrativa;
  • Reiki não é psicologia;
  • Uma só sessão de Reiki poderá não ser suficiente;
  • Cada pessoa tem as suas próprias condições, por isso os efeitos podem ser diferentes;
  • Não requer um determinado estado mental ou emocional, mas Reiki não fluirá para a pessoa se ela não o quiser. A energia é passiva.

Compreender uma consulta de Reiki

Uma consulta de Reiki é um trabalho terapêutico, de âmbito holístico e no campo energético, realizado por um terapeuta, ou seja, por um praticante de Reiki com o mínimo do nível 3 e tempo de experiência.

A procura de uma consulta de Reiki pode ser pelas mais variadas razões, pois Reiki não trata de aspectos médicos, mas sim de energia. Por isso não existem quaisquer limitações na aplicação, como indicava o Mestre Usui, porque tudo está relacionado com a energia.

Assuntos que nada têm a ver com uma consulta de reiki:

  • Relacionamentos afectivos, porque apenas estamos para tratar a pessoa para o seu equilíbrio e harmonia, não para criar ou modificar condições em relacionamentos pois isso é a parte de cada um dos envolvidos;
  • Espíritos – porque nada tem a ver com o Usui Reiki Ryoho, não houve qualquer ensinamento ou passagem de ensinamento sobre esse tipo de situações;
  • E tudo o que não esteja relacionado com o bem-estar da pessoa, ao qual ela mesma se comprometa.

Consulta de Reiki

O que fazer quando o tema se desvia nas consultas de Reiki

Claro que o que se passa numa consulta de Reiki está dentro do teu critério profissional e da tua escolha pessoal. Mas, por experiência própria e ao escutar outros terapeutas, a boa vontade poderá prejudicar-te. Isto quer dizer que se uma pessoa te for procurar para uma consulta de Reiki, mas abordar temas que nada têm a ver com Reiki e tu deres seguimento a esses comentários, grandes confusões poderão surgir. Não que seja por mal, mas as pessoas podem não saber contextualizar os temas abordados e de repente poderás estar a braços com uma conotação que não será muito boa para ti, por isso mesmo, deves manter a prática no tema do Reiki, assim como as sugestões sobre outros temas, poderás querer evitar.

Como o fazer?

  • Em primeiro lugar tens todo o direito a recusar determinado tema que saia fora do contexto do Reiki;
  • Explica conscientemente à pessoa qual é a tua especialidade e que para temas fora dessa especialidade, deverá a pessoa procurar outros terapeutas ou o que seja.

consultas de Reiki

A boa vontade leva-nos sempre a querer ajudar, mas se isso acabar por nos prejudicar, então nem será bom para o terapeuta nem para aqueles que o procuram. Por isso mesmo, devemos fazer um esforço por manter Reiki bem enquadrado.

Consulta de Reiki

Reiki Guia do Método de Cura

Reiki Guia do Método de Cura – um livro para praticantes e terapeutas de Reiki

[et_pb_section admin_label=”section”][et_pb_row admin_label=”Row”][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_text admin_label=”Text” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”]

O Mestre Usui entregava aos seus alunos um manual, ao qual era dado o nome de Usui Reiki Ryoho Hikkei, que poderás encontrar em O Grande Livro do Reiki. Nesse manual, ele indicava várias formas de tratar doenças comuns, era um Guia do Método de Cura.

 

Reiki Guia do Método de Cura

Durante vários anos estudei os métodos de cura do Mestre Usui, Hayashi e Takata. Em 2014, recebi o guia da Usui Reiki Ryoho Gakkai, a associação de Reiki do Mestre Usui e assim foi feito um trabalho de compilação destes saberes, que se revelou exigente e profundo. Mas, fazer um livro sobre o Método de Cura, do Usui Reiki Ryoho, não faria sentido se não pudesse servir para apoiar também os praticantes e terapeutas profissionais. Assim surgiu este livro, que envolve anos de prática, de estudo e partilha, para que tu também possas partilhar com os outros e fazer crescer ainda mais o Usui Reiki Ryoho.

Ao longo do livro encontrarás uma estrutura para o teu futuro ou presente trabalho como terapeuta, o código deontológico que nos orienta, várias ferramentas de trabalho para aplicares no decurso da consulta com os teus utentes e claro, as indicações para que te possas desenvolver em cada um dos teus níveis de prática, tendo em conta esta parte terapêutica do Reiki.

É um livro que conjugarás muito bem com O Grande Livro do Reiki e a profundidade do Reiki Guia para Uma Vida Feliz, eles forma uma espécie de família e trilogia para te apoiar em todo o teu percurso de praticante.

A quem é destinado

Reiki Guia do Método de Cura é um livro para todos os praticantes de Reiki, de qualquer nível e sistema.

Reiki Guia do Método de Cura

Algumas perguntas e respostas sobre o livro

Neste livro encontrarás ainda 49 perguntas frequentes que os terapeutas costumam fazer e 21 perguntas que os utentes costumam colocar. Para que possas compreender o objectivo do livro, deixo-te algumas respostas a perguntas que possas vir a ter e no livro encontrarás explicações mais detalhadas.

[/et_pb_text][et_pb_accordion admin_label=”Accordion” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”] [et_pb_accordion_item title=”Será que este livro é só para terapeutas de Reiki ou para quem quer vir a ser?”]Não, o livro está mesmo feito até para quem tem o primeiro nível, pois irá apoiar no desenvolvimento da sensibilidade à energia e na compreensão do que é a prática de Reiki, no campo terapêutico.

[/et_pb_accordion_item][et_pb_accordion_item title=”Poderei aplicar em mim mesmo algumas das sugestões de tratamento?”]Sim, como o Mestre Usui dizia “Se não pode curar-se a si mesmo, então como pode curar os outros?”. Então, em primeiro lugar, usa estes saberes para ti mesmo, irás ver que fará depois todo o sentido ao aplicares nos outros.

[/et_pb_accordion_item][et_pb_accordion_item title=”Poderá ser um livro interessante para Mestres de Reiki?”]Sem dúvida que sim porque será um auxiliar ao ensino da terapia e do desenvolvimento da percepção do byosen, aura e corpo energético.

[/et_pb_accordion_item][et_pb_accordion_item title=”Será que seguindo as indicações irei conseguir curar doenças?”]Na prática de Reiki não existe uma promessa de cura e muito menos através de um livro. Tudo o que é indicado são formas para que possas criar condições para levares a harmonia e equilíbrio a ti mesmo e aos outros.

[/et_pb_accordion_item][et_pb_accordion_item title=”Será que basta uma consulta de Reiki para resolver questões?”]Em alguns casos, a pessoa desperta a consciência para o seu problema, ou encontra a harmonia e equilíbrio da sua questão, para outros não, poderá ser um processo no caminho terapêutico que irá requerer muito tempo.

[/et_pb_accordion_item] [/et_pb_accordion][/et_pb_column][/et_pb_row][et_pb_row admin_label=”Row”][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_text admin_label=”Text” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”]

Outros livros de Reiki para apoio

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][et_pb_row admin_label=”row”][et_pb_column type=”1_3″][et_pb_blurb admin_label=”Blurb” title=”O Grande Livro do Reiki” url=”https://www.joaomagalhaes.com/o-tao-do-reiki/2015/04/o-grande-livro-do-reiki-joao-magalhaes/” url_new_window=”off” use_icon=”off” icon_color=”#7EBEC5″ use_circle=”off” circle_color=”#7EBEC5″ use_circle_border=”off” circle_border_color=”#7EBEC5″ image=”https://www.joaomagalhaes.com/o-tao-do-reiki/wp-content/uploads/2015/04/facebook-o-grande-livro-do-Reiki-1.jpg” alt=”O Grande Livro do Reiki” icon_placement=”top” animation=”top” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_icon_font_size=”off” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”]

Manual para todos os níveis de Reiki, de qualquer sistema e um auxiliar para quem não é praticante de Reiki e pretende esclarecimentos ou um apoio a preparar-se para a prática.

[/et_pb_blurb][/et_pb_column][et_pb_column type=”1_3″][et_pb_blurb admin_label=”Blurb” title=”Reiki Guia para Uma Vida Feliz” url=”https://www.joaomagalhaes.com/o-tao-do-reiki/wp-content/uploads/2016/03/livro-Reiki-Guia-para-uma-Vida-Feliz.jpg” url_new_window=”off” use_icon=”off” font_icon=”%%141%%” icon_color=”#b382d6″ use_circle=”off” circle_color=”#7EBEC5″ use_circle_border=”off” circle_border_color=”#7EBEC5″ icon_placement=”top” animation=”top” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_icon_font_size=”off” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid” image=”https://www.joaomagalhaes.com/o-tao-do-reiki/wp-content/uploads/2016/03/livro-Reiki-Guia-para-uma-Vida-Feliz.jpg” alt=”Reiki Guia para Uma Vida Feliz”]

Um livro essencial para aprofundar a Filosofia de Vida e os saberes profundos do Mestre Usui, Hayashi e Takata. Um manual útil para desenvolver cada nível de Reiki.

[/et_pb_blurb][/et_pb_column][et_pb_column type=”1_3″][et_pb_blurb admin_label=”Blurb” title=”Reiki para o Corpo e a Mente” url=”https://www.joaomagalhaes.com/o-tao-do-reiki/2016/10/reiki-para-o-corpo-e-a-mente-cartas-tecnicas/” url_new_window=”off” use_icon=”off” icon_color=”#7EBEC5″ use_circle=”off” circle_color=”#7EBEC5″ use_circle_border=”off” circle_border_color=”#7EBEC5″ image=”https://www.joaomagalhaes.com/o-tao-do-reiki/wp-content/uploads/2017/01/facebook-reiki-para-o-corpo-e-mente.jpg” icon_placement=”top” animation=”top” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_icon_font_size=”off” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”]

Cartas técnicas e livrinho explicativo para aplicares, de forma muito prática, a filosofia de vida e as técnicas mais importantes de Reiki no teu dia-a-dia.

[/et_pb_blurb][/et_pb_column][/et_pb_row][et_pb_row admin_label=”Row”][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_text admin_label=”Text” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”]

Uma introdução a Reiki Guia do Método de Cura

[/et_pb_text][et_pb_testimonial admin_label=”Testimonial” author=”Jorge Coelho Lopes” job_title=”Editor” company_name=”Mundo Melhor” url_new_window=”off” quote_icon=”on” use_background_color=”on” background_color=”#f5f5f5″ background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid” portrait_url=”https://www.joaomagalhaes.com/o-tao-do-reiki/wp-content/uploads/2017/01/15822835_1299715513384231_7932139155413525787_n.jpg”]

Esta nova obra de João Magalhães, Reiki: Guia do Método de Cura, leva-nos a sentir toda a grande amplitude espiritual implícita no Reiki como filosofia de vida, e a conhecer os inúmeros e cruciais detalhes técnicos indispensáveis para uma correta prática do Reiki.
Assistindo hoje a uma nova consciencialização coletiva da humanidade, na qual os valores e os paradigmas mudam, onde as medicinas e terapias complementares crescem e ocupam o seu devido e real espaço, testemunhamos que terapeutas de Reiki já aplicam tratamentos em hospitais e clínicas médicas.
Perante a inequívoca constatação de que somos energia, a presente obra é um livro imprescindível para os novos, atuais e futuros terapeutas de Reiki. E porque não estender a todos os profissionais da saúde, sobretudo aqueles que, tendo uma mente livre e aberta, querem naturalmente evoluir e aperfeiçoar-se?
O caminho de um terapeuta de Reiki, assim como de qualquer ser humano, pode ser construído em plena consciência, criando harmonia interna, equilibrando as diversas necessidades, quereres e desejos não colmatados, com um propósito que seja superior a qualquer necessidade individual. Neste sentido identifico-me com a citação «[…] o verdadeiro terapeuta deve estar sempre a “terapeutizar-se”».
Nas páginas deste livro, encontramos os ingredientes necessários que nos levam à reflexão, à introspeção, ao contacto com a sabedoria oriental, ao conhecimento e sobretudo ao acesso a um profundo, completo e detalhado guia de ferramentas, procedimentos, protocolos, referências, patologias e técnicas de prática de Reiki, procurando a cura, o bem-estar físico, emocional e psíquico do ser.

Conhecedor do perfil do autor, naturalmente o João Magalhães brinda-nos com pormenores, estrutura, organização, método e rigor, neste livro que nos acompanhará durante muitos anos com boas e profícuas leituras, contribuindo para o incremento dos benefícios do Reiki na nossa vida.

[/et_pb_testimonial][et_pb_testimonial admin_label=”Testimonial” author=”Tânia Martins” job_title=”Jornalista e Editora” company_name=”Revistas Zen Energy e Reiki & Yoga” url_new_window=”off” quote_icon=”on” use_background_color=”on” background_color=”#f5f5f5″ background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid” portrait_url=”https://www.joaomagalhaes.com/o-tao-do-reiki/wp-content/uploads/2016/10/tania-martins.png”]

Mais um livro notável do João Magalhães, agora com um manual prático para terapeutas de Reiki, um guia que auxilia o percurso como terapeuta e a refletir sobre os próprios passos no caminho para a profissionalização.
Para quem é ou pretende tornar-se terapeuta de Reiki, este é o livro ideal para adquirir conhecimentos e técnicas para o autotratamento e tratamento a outros. Ser terapeuta de Reiki é ter uma profissão onde se leva a harmonia e o equilíbrio ao próximo. É promover a saúde através de uma prática holística e ajudar a transformação pessoal daqueles que procuram um terapeuta. Uma perspetiva que o autor partilha ao longo das páginas deste livro.
O método Reiki é uma terapia encantadora que nos proporciona mais qualidade de vida, saúde e paz de espírito. Muito mais do que uma técnica de tratamento, o Reiki é um caminho de transformação interior que aumenta a nossa energia a todos os níveis e nos torna mais sensíveis, amorosos e saudáveis. Contribui para o nosso bem-estar, para encontrar uma vida feliz e pacífica.
Por todas estas razões, recomendo o livro Reiki: Guia do Método de Cura, certa de que o leitor será envolvido pelo universo Reiki, identificando-se com a sabedoria deste método de cura natural. Pessoalmente, fiquei rendida a este novo livro. Uma das caraterísticas mais notáveis no trabalho desenvolvido pelo autor é a sua sensibilidade apurada, permitindo-lhe perceber os estados emocionais das pessoas e contribuir, através do Reiki, para o desbloqueio dos mesmos.
Diz-se que o verdadeiro Mestre não é aquele que tem mais conhecimento mas aquele que transmite mais conhecimento aos seus discípulos. O bom Mestre é aquele que cria bons Reikianos. E o João Magalhães, para mim, é um dos melhores Mestres de Reiki que conheço. A sua dedicação em iniciar outras pessoas e a despertar nelas o conhecimento que todos possuímos faz dele uma pessoa muito especial. Quanto mais bons Mestres existirem no mundo, melhor será para o planeta e para a Humanidade.
Do fundo do meu coração, obrigada, João, pela pessoa extraordinária
que és e por deixares contribuições positivas para todos nós.

[/et_pb_testimonial][et_pb_testimonial admin_label=”Testimonial” author=”Sílvia Oliveira” job_title=”Directora” company_name=”CENIF” url=”http://www.cenif.com” url_new_window=”on” quote_icon=”on” use_background_color=”on” background_color=”#f5f5f5″ background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid” portrait_url=”https://www.joaomagalhaes.com/o-tao-do-reiki/wp-content/uploads/2015/04/silvia-oliveira-super-reikinho.jpg”]

Para mim é uma grande alegria ver este livro publicado. Quando o recebi para ler, veio-me logo como recordação as nossas longas conversas sobre a melhor forma de ajudar os outros.
Sei que este é um livro com muito trabalho de investigação, de partilha de experiências e muitas alegrias! Sim, porque sempre que sentimos que, de uma forma ou de outra, conseguimos ajudar quem nos procura enquanto terapeutas de Reiki isso é sem dúvida alguma uma grande alegria.
Antes de sermos terapeutas de Reiki somos praticantes e temos a consciência da importância dos Cinco Princípios na nossa vida e que para estarmos bem para os outros temos mesmo que primeiro estar bem com nós próprios.
Perceber que sermos praticantes de Reiki não nos impede de ficarmos doentes é tomarmos consciência da nossa humanidade, da nossa fragilidade. E que a nossa doença muitas vezes nos ajuda a compreender melhor os outros.
Um terapeuta de Reiki não é só aquele que usa todas as técnicas de Reiki mas também aquele que trabalha com o coração. Cada pessoa que está à nossa frente é única e merece todo o nosso respeito e amor. É tão bom ver as pessoas a despertar e ter uma enorme vontade de fazer Reiki a outros. Mas quase sempre nos surgem tantas dúvidas, tantas inseguranças.
Será que estou a fazer bem? Será que é normal o que estou a sentir? Como posso explicar o que é Reiki a quem me procura? Que valores devo cobrar?
Estas são algumas das muitas questões que nos surgem e nem sempre é fácil encontrar quem nos possa orientar.
Este livro é sem dúvida um excelente guia para nos auxiliar na nossa prática, com uma leitura muito fácil e que nos ajuda a esclarecer muitas das nossas questões.

[/et_pb_testimonial][et_pb_text admin_label=”Text” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”]

Índice

INTRODUÇÃO
As bases do Mestre Usui para um método de cura
I — O CAMINHO DO TERAPEUTA DE REIKI
A aprendizagem
Quinze reflexões para um caminho universal
A preparação
A profissão de terapeuta
A profissionalização e valores — uma reflexão
A postura de um terapeuta
Resumo
II — O REIKI COMO TERAPIA
O objetivo da terapia Reiki
Como explicar o que é o Reiki
Sensações de um paciente
O esclarecimento
O processo terapêutico
Passos de uma consulta
Ferramentas para um terapeuta de Reiki
Perguntas e respostas sobre o caminho terapêutico
Respostas a perguntas colocadas por pacientes
Resumo
III — O TRATAMENTO E O CORPO ENERGÉTICO
O byosen
Chacras
A aura
Tipos de energia
A aplicação de Reiki
Formas de tratamento
Resumo
IV — CUIDADOS DO TERAPEUTA
Cuidados a ter
A proteção
Fatores de influência na recetividade
Resumo
V — O CORPO E O TRATAMENTO
A homeostasia
O corpo físico
O corpo mental
O corpo emocional
O corpo espiritual, a essência e o karma
Conhecer a dor
Resumo
VI — TRATAMENTOS COMUNS
A terapia dos três corpos
O tratamento de questões comuns
Resumo
VII — GUIA DO MÉTODO DE CURA
Ryoho Shinshon
Usui Reiki Ryoho Hikkei
Código Deontológico do Terapeuta de Reiki
Manual da Terapia Reiki
NOTAS FINAIS
POSFÁCIO
AGRADECIMENTOS
BIBLIOGRAFIA

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

Adormecer no autotratamento Reiki – porque é tão bom?

Se estás nos teus 21 dias de autotratamento Reiki e isso te faz sono, será que há com que te preocupares?

O autotratamento serve para tu estabeleceres uma maior harmonia e equilíbrio, por isso mesmo, vamos ver porque adormecer no autotratamento Reiki poderá ser bom ou não e o que poderás fazer.

Adormecer no autotratamento Reiki

Eu gosto muito de adormecer a fazer Reiki. Basta colocar as mãos em qualquer parte que, ao sentir a energia a fluir, fico relaxado e facilmente adormeço. Isto acontece porque Reiki, dependendo de pessoa para pessoa, pode trazer uma grande sensação de conforto, de paz interior, de calor, que nos ajuda a relaxar e a sentir em harmonia. Com esta sensação de conforto tão bom, é muito natural adormecer no autotratamento.

Se no teu caso, costumas ficar muito desperto depois do autotratamento, mesmo à noite, experimenta enraizares-te mais, isto porque a energia pode ter ficado mais intensa dentro de ti e causado uma sensação de que “não é preciso descansar agora”. Ao fazeres o enraizamento, naturalmente, a energia vai escoar, também ajudando a libertar alguma pressão interior que tivesse presente.

adormecer no autotratamento Reiki

Como fazeres o autotratamento Reiki se adormeceres todos os dias

Lembra-te sempre do objectivo do autotratamento – equilíbrio e harmonia, desenvolvimento da percepção sobre a energia, cultivar a prática.

Adormecer no autotratamento Reiki pode tirar-te algumas percepções essenciais e por isso mesmo, podes ter em conta o seguinte:

  • Geralmente adormecemos no chakra cardíaco ou no plexo solar. Então, no dia seguinte a adormeceres, começa o teu autotratamento pelo local onde adormeceste e depois vai descendo;
  • Se no outro dia adormeceres noutra posição, não tem problema algum, inicia o teu autotratamento do dia seguinte nessa mesma posição.

Como vês, não tem problema algum em adormecer no autotratamento Reiki, mas deves também esforçar-te para continuares o tratamento ao longo de todo o corpo.

O autotratamento é essencial para desenvolveres a tua prática, mas também muito importante para o teu equilíbrio e harmonia. Não te esqueças dos cinco princípios, que também te ajudarão no teu crescimento pessoal.

O que são as pontas de cristal

As pontas de cristal são as formações naturais que muitos cristais como o quartzo ou a ametista fazem, crescendo como uma espécie pilar. Assim, os seus tamanhos variam muito, desde obeliscos com mais de um metro ou dois metros a pequenas formações com três centímetros. As pontas de cristal é o que se usa para construir grelhas. Servem como canalizadoras e transmissoras de energia. As pontas de cristal mais comuns que são usadas são as de cristal quartzo, translúcidas.

Tipos de pontas de cristal

Nas formações de cristais quartzo, poderás encontrar vários tipos de características. As mais comuns são:

  • Quartzo rocha (translúcido);
  • Quartzo fumado;
  • Quartzo citrino (não confundir com o citrino originado da ametista);
  • Quartzo lemuriano (é um quartzo rocha com traços horizontais muito sulcados numa das superfícies);
  • Quartzo fantasma (mais raro, duplicação semi-translúcida da forma da ponta, no interior do cristal).

As duas primeiras são as mais fáceis de encontrar e mais baratas. Cada um destes tipos de formações irá trabalhar com a energia de uma forma muito própria.

E as suas terminações:

  • Terminação simples – apenas uma ponta;
  • Biterminados – duas pontas (em cada lado do cristal, naturais).

Poderás ainda encontrar terminações polidas pelo homem quer no aspecto simples ou biterminado. Trabalha com aquelas que te disserem mais, que façam uma ligação a ti mesmo e à energia da Terra, isso sim é que será o mais importante.

Os efeitos do envio de Reiki à distância

O envio de Reiki à distância é uma técnica que, em japonês, se chama Enkaku Chiryo. Foi mais divulgada pela Mestre Takata, mas algumas referências indicam que era algo também possivelmente usado no tempo do Mestre Hayashi. O envio de Reiki à distância não tem nada de extraordinário ou incomum, se pensarmos que também os nossos pensamentos são energia.

O envio de Reiki

Compreender os efeitos de enviar energia é como tentar compreender os efeitos de enviar pensamentos positivos para amigos que precisam de uma força na vida, ou mesmo quando enviamos pensamentos negativos sobre alguém que nos incomoda. Existem já vários estudos sobre esse tema e o que é académico deve ser feito por académicos, por isso mesmo, neste artigo apenas se falará sobre aquilo que é a nossa área – o Reiki.

O Mestre Usui indicava que “Tudo no Universo possui Reiki, sem excepção alguma”. Isto significa que tu és feito de energia Reiki, assim como uma pedra, como uma estrela distante ou como o ar que respiramos. Tudo possui Reiki. Assim, Reiki flui entre tudo e tudo permeia. Os teus pensamentos terão também energia e essa energia flui de um remetente para um receptor. Mas como pode isso acontecer? Não sabemos.

Quando tu pensas numa pessoa e recebes um telefonema ou email dela, é uma espécie de ligação que se cria entre ambos e de facto, muitas pessoas já sentiram isto. Então é por esta ligação que possivelmente a energia flui. O que acontece também é que este tipo de fluxo é bidireccional, o que quer dizer que no caso do envio de Reiki, não só enviamos Reiki como também poderemos sentir o byosen, ou seja, algo que não esteja bem na pessoa.

Na técnica enkaku chiryo, pode ser apenas enviado Reiki através da visualização, ou para os que necessitam de um reforço físico, através do caderno, caixa, ou fotografia. Isto apenas serve como reforço para a mente orientar a energia.

Envio de reiki

Os efeitos do envio de Reiki à distância

Quando enviamos Reiki, a outra pessoa poderá sentir. Para que sinta, será também importante que coloque um objectivo, uma intenção para este tratamento… e que seja para o seu bem supremo. Esta última parte tem a ver que o envio de Reiki não é para intenções egoistas mas sim para uma necessidade real, mas que também resulte dentro das condições da pessoa.

Pessoas que estão predispostas a uma hora combinada para receber Reiki, poderão mesmo sentir como se estivessem a receber um tratamento sem nunca o ter feito antes. Da mesma forma poderão sentir os efeitos da energia – a calma, o bem-estar e equilíbrio interior. Alguns poderão sentir uma grande sede (comum nos tratamentos) ou até vontade de algo que ajude o corpo a encontrar o seu equilíbrio e harmonia.

Por isso mesmo, o envio de Reiki pode ser útil. Desde pequenas constipações, à calma necessária para um teste, à recuperação de grandes intervenções. Não sabemos como é que realmente funciona a mecânica do envio de Reiki à distância, mas será assim tão necessário o compreender? Nada que a prática não nos traga de esclarecimento interior.

Page 30 of 116

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén