O Tao do Reiki

Descobrir, Desenvolver e Crescer com Reiki

Page 10 of 116

Quartzo Rosa – a energia do amor, perdão e harmonia

O quartzo rosa é um cristal bastante comum, que poderás encontrar também em Portugal em bastantes veios, mas a sua energia extraordinária poderá ajudar-te em bastantes situações que necessites de harmonia.

O quartzo rosa e a sua aplicação

Há muitos anos atrás, foi feito um estudo sobre a influência das cores, num programa televisivo. Um alterofilista levantava pesos com muita facilidade num quarto vermelho, mas quando estava num quarto rosa, o esforço era muito maior. Esta era a influência calmante da cor rosa.

O quartzo rosa tem a sua coloração devido a um fosfato e também a algumas impurezas de titânio. A sua energia é muito leve e em alguns cristais de grande qualidade cá em Portugal, podemos sentir a sua real força e influência.

O quartzo rosa serve, então, para trazer tranquilidade, acalmar o coração, as emoções, a desbloquear os sentimentos e o coração quando este está fechado. É um cristal para o desenvolvimento da expressão do Amor e Compaixão, para o entendimento da bondade e de uma vida pacífica. Pode parecer uma ilusão, mas experimenta ter um destes cristais na mão, um que seja de boa qualidade e que ressoe contigo.

  • Senta-te confortavelmente e coloca-o nas tuas mãos;
  • Ao inspirares, traz a sua energia para dentro de ti, fazendo o coração preencher-se de amor, bondade, das virtudes que necessitas em ti;
  • Ao expirar, imagina todos os teus bloqueios a desvanecerem-se e a sentires-te cada vez mais leve;
  • Quando estiveres bem equilibrado, podes experimentar trazer cada vez mais energia com a inspiração e ao expirar, deixares essa energia compassiva e bondosa, fluir para os outros, para quem tu queiras, pacificamente;
  • Quando terminares, agradece.

Se tiveres alguma situação que necessite de perdão, experimenta também sentir essa energia a fluir para a situação, fazendo a vibração do quartzo rosa limpar qualquer bloqueio.

O plexo solar e como tratar com Reiki algumas questões

O plexo solar é o centro energético que nos auxilia a gerir as emoções e o poder pessoal. Hoje em dia, é um centro muito afectado porque estamos submetidos constantemente a pressões, exigências interiores, exteriores e estímulos em exagero. O plexo solar pode então apresentar muitos desequilíbrios que te poderão tirar bastante qualidade de vida e capacidade relacional.

Tratar o plexo solar com Reiki

Quando o plexo solar apresenta um grande desequilíbrio ao longo de muito tempo, afecta toda a região abdominal onde está localizado. Poderão surgir problemas ao nível da digestão, vómitos ou diarreia, hipersensibilidade que causa irritação ou crises de choro, preocupação em demasia e desgaste vital. É uma zona realmente muito importante e que precisa ser bem trabalhada.

Por vezes a energia fica tão descontrolada, que é como se ficasse uma espécie de pântano na barriga. Então vamos ver como equilibrar a região do plexo solar:

  1. Liga-te à energia;
  2. Sente-a a fluir para a mente, para todo o corpo, como se fosse um rio;
  3. Coloca a intenção de trazeres harmonia ao teu plexo solar;
  4. Se quiseres, faz o autotratamento, antes de fazeres o tratamento específico nessa zona;
  5. Podes depois colocar a mão esquerda no chakra cardíaco e a mão direita no plexo solar;
  6. Visualiza o chakra e o espaço envolvente, como se estivesse numa gruta;
  7. Começa por observar esse espaço envolvente e limpa-o, como se estivesses a limpar uma sala tua;
  8. Depois, imagina que vais para dentro do teu plexo solar;
  9. Sente como ele está;
  10. Limpa-o também interiormente. Se quiseres, podes usar a respiração para auxiliar. Ao inspirar, trazes energia até ao plexo, ao expirar, removes a sujidade ou desequilíbrio que esteja nele;
  11. Quando sentires que pode ser, coloca as duas mãos no plexo solar e aplica Reiki, visualiza como se o preenchesses com um grande sol que te traz força e equilíbrio;
  12. Quando quiseres terminar, agradece.

Reflete também com os cinco princípios sobre porque é que o plexo se encontra em desequilíbrio, ou seja, em relação à tua gestão emocional ou poder pessoal, questiona-te:

  • O que me faz perder a calma?
  • Porque não tenho confiança em mim para colocar uma fronteira, saber dizer não, ou gerir as situações?
  • O que tenho a aprender com estas situações?
  • De que forma tenho trabalhado para resolver este problema e tenho sido honesto para comigo mesmo?
  • Como posso ser mais bondoso para comigo e para com os outros, nestas situações?

Observa também a forma como ages perante as situações que te deixam mal no plexo solar e isso irá ajudar-te a ficares cada vez mais consciente e assim poderá levar-te a percorrer um caminho em que estarás cada vez melhor.

Como limpar ou trazer boa energia para uma casa

Assim como devemos limpar fisicamente um espaço, também o devemos limpar ou trazer uma boa energia para uma casa. Este conceito de limpeza energética ou de trazer boa energia não tem nada de estranho, mas sim da necessidade que todos temos de ter um espaço acolhedor e revitalizante.

A aplicação de Reiki para limpar ou trazer boa energia para uma casa

Existem muitas formas de limpar, renovar, a energia de um espaço, por isso estas são apenas algumas das dicas possíveis.

Incenso e Seiheki

Um bom incenso ajuda sempre a mudar a energia de um espaço e como existe uma enorme diversidade, hoje em dia, tenta sentir aquele que se identifique melhor contigo e com o que pretendes alcançar. Podes usar Pau Santo, Incenso de massa indiano, Salvia, Incenso Mantram ou então até poderás antes usar a aromaterapia. O que é importante é não teres acenderes incenso que faça muito fumo. Lembra-te de depois arejares a casa.

Podes também limpar cada sala da casa usando a técnica de segundo nível de Reiki para a limpeza de espaços. Colocas um Seiheki em cada canto superior e um Chokurei ao centro. Podes fazê-lo com o pauzinho de incenso a queimar, o que te poderá auxiliar a lidar melhor com as energias do próprio espaço.

Se sentires que o espaço está um pouco pesado e se for a tua casa, porque não arranjares uma fonte de água? Ajuda também a renovar e reciclar a energia mais parada.

Meditação e visualização

Caso queiras, podes também usar as técnicas de visualização para limpar e trazer boa energia para a casa. Por exemplo, podes ir para o centro da casa, ou então mesmo num sítio onde te sintas confortável e podes realizar a seguinte meditação:

  1. Liga-te à energia e sente-a a fluir para a mente e coração;
  2. Sente que tipo de energia a casa precisa e observa se sentes que deve ser de alguma cor em especial;
  3. Sente essa cor a vir com a energia Reiki;
  4. Ao inspirares, trazes mais cor, mais energia;
  5. Ao expirares, deixas essa energia fluir para toda a casa;
  6. Se quiseres, vai visualizando divisória a divisória a preencher-se com energia;
  7. E também se quiseres, podes fazer esta meditação a andar, deslocando-te para cada divisão;
  8. Quando terminares, agradece.

Lembra-te que aplicar técnicas de limpeza em espaços, pode também ser muito exigente, por isso, nada melhor que depois tomares um bom banho revigorador.

Os vários passos do autotratamento Reiki em video

A prática de autotratamento Reiki é o que nos auxilia a encontrar equilíbrio e harmonia de forma natural. Reiki, a energia universal, é a energia que tudo vitaliza, é a energia da própria natureza e como tal, parte de tudo. Ao trabalharmos mais diretamente com esta energia, poderemos compreender como estamos e o que possa ser necessário para nos equilibrarmos.

O autotratamento Reiki e os seus vários passos

São muitas as formas de aplicares o autotratamento, poderás ter um aspecto formal ou mesmo informal para a prática. Podes querer fazer todas as posições, ou apenas algumas. Não há o conceito de errado, apenas o conceito de prática, de bem-estar.

Vou dar-te algumas dicas para um autotratamento mais completo, mas já sabes que não precisa ser exactamente assim.

A limpeza

Antes de iniciares o autotratamento, podes começar por realizar o enraizamento, que será útil ao longo de todo o tratamento, o banho seco e a chuva de Reiki.

A técnica da respiração – começar com meditação

E porque não começares com meditação?

É mesmo esse o conceito do Joshin Kokyu Ho, a técnica da respiração que te permite revitalizar e acumular energia vital. Experimenta praticar durante quinze minutos.

Os cinco princípios como transformação da consciência

Começa a tua prática com a recitação e vivência dos cinco princípios. Eles irão mudar a tua forma de encarar a vida e também a forma como olhas para ti mesmo.

O autotratamento

Liga-te à energia, deixa-a fluir para a tua mente e coração. Coloca a tua intenção e faz as posições que aprendeste. Lembra-te que podes sempre aplicar mais posições se sentires que deves tratar outras partes do corpo. Podes fazer o autotratamento deitado ou sentado.

Este é um exemplo de música com sininhos que podes usar para mudar as posições no autotratamento. Se houver alguma parte que precise ser mais tratada, fica mais tempo.

No final agradece e se quiseres, volta a recitar os cinco princípios.

A seguir ao dia da sintonização podes praticar durante 21 dias, de preferência seguidos. Após esse tempo, vai fazendo também de forma regular.

Se sentires que o autotratamento esteve a limpar muita coisa, então volta a aplicar o banho seco e a chuva de Reiki. A prática de Reiki requer uma atitude positiva, porque vale mesmo a pena cuidarmos de nós mesmos.

Dores de cabeça no autotratamento Reiki

Ao fazeres o autotratamento Reiki poderás em algumas situações ficar com dores de cabeça. Não te preocupes que não é nada de extraordinário nem indica que estás a fazer mal a prática, há apenas que trabalhar algum bloqueio presente.

O autotratamento Reiki e o surgimento de dores de cabeça

Uma das razões de se fazer o autotratamento é proporcionar equilíbrio e harmonia ao nosso corpo. Então porque razão alguma vez ficaríamos com dores de cabeça, ao aplicar Reiki?

O nosso corpo é permeado por muitos canais energéticos, por fluxos ascendentes e descendentes. Quando existe um bloqueio, a energia fica estagnada e poderá criar uma espécie de inflamação, que se torna mais evidente quando Reiki flui. As dores de cabeça que surgem são uma indicação dessa inflamação, desse bloqueio e Reiki está a trabalhar para desbloquear essa parte. Claro que ninguém quer fazer Reiki com dores de cabeça, por isso mesmo, podemos antes considerar formas mais simples do que apenas estar a aplicar Reiki continuamente no mesmo local, até aliviar.

Verifica se o chakra da coroa ou laringeo não estão bloqueados.

O não fluir da energia pode vir do bloqueio de um destes chakras, então experimenta o seguinte:

  1. Coloca a mão esquerda no chakra cardíaco e a mão direita no chakra laringeo;
  2. Deixa fluir Reiki durante algum tempo, até visualizando a energia a ir no sentido descendente, da cabeça para os pés;
  3. Depois, coloca a mão direita na coroa e visualiza o mesmo.

Como te sentes?

Verifica se o enraizamento está a fluir

Poderá haver problema no chakra raiz e na ligação com a energia da Terra, por isso mesmo, faz o seguinte:

  • Aplica o tratamento ao chakra raiz;
  • Depois joelhos, depois pés;
  • Experimenta agora fazer na cabeça.

Como te sentes?

A prática de Reiki pede-nos também este sentir interior – o que está bloqueado em mim e como?

É por isso que é um método excelente e vale a pena praticar.

A energia num espaço no caso de se ficar acamado

Se tens alguém acamado em casa, verifica as condições energéticas do espaço, para que a recuperação ou o estar possa ser feito nas melhores condições de equilíbrio e harmonia para todos.

Quando se fica acamado, a energia pode afectar o espaço onde se está

Quando uma pessoa fica acamada, a energia estagnada do seu desequilíbrio manifesta-se também no espaço envolvente. A energia tem um circuito que vai de dentro para fora. É como um pequeno remoinho, mas para fora, que se vai alastrando lentamente desde a sua localização no corpo para a aura e daí para o espaço envolvente. A sensação que se tem, quando se entra no quarto de alguém doente, acamado, poderá ser a de um espaço onde pouco ar circula, um pouco mais pesado que outras divisórias. Este é mesmo o efeito da energia estagnada de uma doença, parece parar o tempo e ocupar o espaço e densidade do ar.

O uso de Reiki

Uma das formas de poderes limpar este espaço é promover o arejamento do mesmo, a mudança dos objetos e claro, a prática de Reiki. Para estes espaços, não é recomendado o uso de incensos, a aromaterapia deve ser usada com muita atenção e até aconselhamento médico, pela inalação de vapores que poderá ser ou não prejudicial à condição da pessoa.

O uso da prática de Reiki poderá ser feito com o nível 2 de Reiki, usando a limpeza do espaço, principalmente com o Seiheki. O uso de uma fonte de água poderá também ser benéfico.

Também poderá ser enviado Reiki à distância para a pessoa e para a sua energia emanada, assim como para a energia que se vai estagnando na sala.

O uso de Cristais

No caso de gostar de cristais, poderão ser usados os seguintes, para a limpeza do espaço:

No caso de serem usados cristais, estes devem ser limpos regularmente.

Qualquer uma destas práticas requer à mesma que o quarto seja arejado constantemente.

Ajudar na recuperação com Reiki no pós operatório

Se fizeste uma cirurgia ou conheces alguém que a tenha realizado, podes auxiliar a recuperação com Reiki no pós operatório. Verifica com o médico ou enfermeiras os cuidados a ter com a parte do corpo onde foi realizada a cirurgia e o quais poderão ser as reacções naturais do corpo para a sua recuperação natural.

Reiki no pós operatório

A aplicação de Reiki, a energia vital que nos permeia, pode ser benéfica nas situações de pós operatório, porque de uma forma natural, irá auxiliar o corpo na sua autoregeneração, no equilíbrio e harmonia a todos os níveis, mesmo mental e emocional, que são muito necessários para que não sofra stress, representando mais esforço e mais limitações para a sua autocura.

Vamos imaginar uma situação onde há a reconstrução de um umbigo, por exemplo. A aplicação de Reiki no pós operatório poderá ser feito, de uma forma muito natural no próprio local. Mas vamos ver alguns pontos a ter em atenção que poderão auxiliar num tratamento e recuperação mais eficaz:

  1. Recolha de informação sobre como o corpo deve recuperar e o que deve acontecer, pois isto irá auxiliar no uso da intenção e até no entendimento de todo o processo de recuperação;
  2. Aplicar o byosen nessa parte do corpo e nas regiões mais próximas, para compreender a irradiação da energia dessas zonas, entendendo melhor como pode ser tratado;
  3. Limpar qualquer tipo de energia dissonante que se sinta com o byosen, antes de fazer a aplicação;
  4. Aplicar Reiki com as mãos das extremidades para o centro, tendo em conta que no pós operatório será melhor não colocar as mãos em contacto com a zona tratada, por isso, se quiseres, afasta ligeiramente do corpo;
  5. Se tiveres o segundo nível de Reiki, poderás usar também o Seiheki para te auxiliar a limpar a zona, energeticamente, e a harmonizar o corpo;
  6. Se sentes que a cirurgia foi algo de traumatizante para ti, há que enviar Reiki para essa situação,  para que essa energia não te dificulte o tratamento e recuperação natural do corpo;
  7. Aplica Reiki de forma consistente e, de preferência, se a recuperação for longa, pede para alguém te aplicar Reiki.

 

Em momentos de paz a insatisfação traz sofrimento

Nunca sentiste que nos momentos de paz, em que parece que não há desafios, que tudo está bem, por vezes a nossa insatisfação anula a tendência para tudo estar bem?

A insatisfação como auto boicote para os momentos de paz

Tudo está bem, mas existe uma certa agitação latente em nós que impede que tudo continue bem. Esta é a nossa natureza humana. Vemo-lo na nossa vida quotidiana e nas infelizes decisões políticas ao nível global. Momentos de paz trazem-nos serenidade, mas são os momentos de perturbação que nos podem trazer grande crescimento, será por isso que vivemos mais tempos perturbados que pacíficos?

A nossa insatisfação é como uma vozinha interior, umas vezes imperceptível, outras demasiado ruidosa. É por isso que precisamos cultivar uma atitude consciente, para escutar essa voz insatisfeita e curar esse veneno que desde sempre cresce em nós.

Então como poderemos tratar a nossa insatisfação?

Podes seguir duas vias muito importantes na prática de Reiki, a meditação e os cinco princípios.

Entrega-te diariamente à prática meditativa, torna-a uma disciplina, um gosto, uma vivência no teu quotidiano. Não te deixes sucumbir à pressão interior e exterior, cria um espaço vazio para o teu bem-estar, pois nada é mais importante que isso – tu estares bem.

Observa a tua relação com os cinco princípios e questiona-te sobre quais os mais difíceis, quais os que exigem mais de ti e os que surgem com maior frequência através das situações. Aí está a observação da tua insatisfação e uma boa forma de a começares a tratar, através da tua consciência.

Recebe Reiki e pratica Reiki, entrega-te a uma vivência positiva e a insatisfação irá desfazer-se como um sonho sem sentido. A nossa tendência natural é ter uma vida pacífica, quando não há insatisfação.

Reiki e a mudança de trabalho

Se estás a pensar fazer uma mudança de trabalho e tens alguma dificuldade, podes trabalhar o aspecto energético da questão com a tua prática de Reiki.

Como preparar uma atitude para a mudança de trabalho com Reiki

Antes de mudares de trabalho, sentes uma necessidade, quando escutas essa necessidade e se ela faz parte do teu sentido de vida, então começa-se a formar uma urgência. A mudança faz sempre parte da nossa vida, mas há coisas que precisamos reflectir antes de uma mudança de trabalho ou de uma mudança de vida:

  • Porque vou mudar de vida ou de trabalho?
  • Terei resolvido tudo o que tinha a aprender e as situações a lidar com o emprego?
  • Sinto que tenho condições para uma mudança de trabalho ou ainda estou apenas a sentir que há essa necessidade?

Quando precisamos fazer a mudança de trabalho devemos contemplar estas três questões interiormente e refletir com elas em profundidade. Temos mesmo que perceber se fechamos em paz e harmonia um ciclo de vida, caso contrário, as questões a resolver sempre irão aparecer. Elas surgirão não para nos perturbar, mas sim para que possamos crescer na vida.

Quando tudo está resolvido, precisamos ter a consciência clara das condições que criamos para uma mudança de trabalho, principalmente se aquele que pretendemos inicialmente nos trará menos dinheiro. O importante não é quanto ganhamos, mas sim quanto gastamos. As condições são muito importantes, porque poucas condições levam à frustração e esta ao sofrimento.

Então como fazeres uma prática de Reiki para esta mudança de trabalho?

Cria um período de retiro interior. Ao longo deste tempo, por exemplo 10 ou 21 dias, pratica o seguinte:

  1. Meditação Joshin Kokyu Ho, todos os dias, para que a tua mente não sofra;
  2. Autotratamento, todos os dias, para que todos os corpos estejam em harmonia e te disciplines;
  3. Se houver necessidade, faz desintoxicação de alguma situação ou estado, pelo menos cinco dias;
  4. Aplica o nentatsu, para que possas reforçar a tua vivência e energia para essa mudança de trabalho ou de vida;
  5. Envia Reiki para a situação, não para forçar nada, mas sim como atitude positiva que tu geras na vida;
  6. Pratica o agradecimento por todas as coisas maravilhosas que chegam à tua vida, mesmo os desafios.

A atitude positiva na prática de reiki

Ter uma atitude positiva é muito importante em todos os campos da nossa vida e o mesmo se aplica também à prática de Reiki, quer ao fazer aos outros, quer a fazer o autotratamento, ou seja, o cuidado a nós mesmos.

A atitude positiva e como a adquirir e viver na prática de Reiki

Com a prática do Usui Reiki Ryoho, podes (deves) desenvolver uma atitude positiva na vida. Esta possibilidade e dever é o entendimento que a nossa vida deve mesmo trilhar um caminho pacífico e feliz, como o Mestre Usui indicava. Para o fazer, temos uma filosofia de vida que nos orienta e é indicada por cinco princípios:

  • Só por hoje, sou calmo – Em todas as coisas na vida, pretendo cultivar harmonia;
  • Confio – Aprendo a viver abertamente, compreendendo o que é confiar em mim mesmo e aprender a confiar nos outros, sabendo ser claro no que pretendo e sabendo procurar a clareza no que os outros pretendem;
  • Sou grato – Agradeço por todas as oportunidades, mesmo as mais duras;
  • Trabalho honestamente – Comunicarei sempre comigo mesmo e com os outros, serei diligente no que tenho a fazer;
  • Sou bondoso – A bondade faz gerar paz e felicidade, devo-o ser em primeiro lugar comigo mesmo para depois saber levar essa bondade aos outros.

Além dos cinco princípios, temos também os 125 poemas do Imperador Meiji, que nos auxiliam a refletir sobre as questões na vida e a forma de ter uma atitude positiva perante elas.

Os poemas do Imperador Meiji são apenas uma forma de reflexão, uma conexão com o universo e com a vida, uma perspetiva para as nossas situações. Quando temos este tipo de receptividade, quando escutamos e tentamos compreender, já estamos a gerar uma atitude positiva. Com ela, temos tudo para estar no bom caminho.

Como praticar com uma atitude positiva

Se estás na prática de Reiki é porque com toda a certeza queres mudar algo e para o fazer, precisas de cultivar uma atitude positiva. Isto quer dizer que é preciso teres essa semente no teu coração e na tua mente, para que quando a adversidade surge, como por exemplo, um autotratamento mais exigente, ou que faz surgir situações passadas, então tu saberás lidar com elas através da tua atitude positiva. Ou seja, colocas em prática os cinco princípios e sabes que precisas encarar com harmonia, confiança, gratidão, honestidade e muita bondade, todas essas situações, que sejam tuas internas, ou externas que surgem pela acção dos outros.

Pratica com um sorriso, não te deixes infectar por insatisfação ou desmotivação, pratica, pratica, pratica, cultiva em ti a atitude positiva de uma filosofia de vida.

Mantém a tua prática de autotratamento com regularidade, observa os teus pensamentos e emoções mais negativos e aplica a técnica Nentatsu para os tratares. A mudança do pensamento é muito importante para a ação correta.

O Jaspe Sanguíneo ou Heliotropo

O jaspe sanguíneo é também conhecido como heliotropo e trata-se de um cristal excelente para a purificação energética do fígado. Alberto O Grande, também chamava a este cristal a Pedra de Babilónia.

O Jaspe Sanguíneo

No período medieval japonês, a pedra era conhecida como sendo protetora dos samurais, quando a levavam para batalha, ela os protegeria dos golpes. Na idade média na Europa, era considerada uma pedra para adivinhação, para cura e mesmo invisibilidade. O seu nome Heliotropo vem do grego “aquele que traz o sol”, ou seja, a pessoa com esse cristal evitaria a doença tendo o poder do sol consigo.

O Jaspe Sanguíneo é uma calcedónia verde pontuada com jaspe de várias tonalidades, vermelho e amarelo em alguns veios, assim como hematites e óxidos, dependendo dos casos. Na África do Sul há um tipo que é mais cinzento, sendo depois pontuado por partes vermelhas.

Este cristal auxilia energeticamente o sistema imunitário, proporciona um fortalecimento da memória e também proteção do campo energético, a aura.

É uma pedra excelente para o chakra cardíaco e também chakra raiz, além do fígado. Pode ser usado como pendente ou mesmo no bolso.

Como visitar um familiar e aplicar Reiki no hospital

Se tiveres um familiar doente e quiseres aplicar Reiki no hospital há algumas dicas muito importantes que deves seguir e também uma atitude.

A aplicação de Reiki no hospital a um familiar

Para fazeres a aplicação de Reiki no hospital ao teu familiar, verifica em primeiro lugar o horário de atendimento a que possas estar presente. Se o quarto não for privado, fala com a enfermeira, pergunta se podes ter alguma privacidade com o teu familiar e possivelmente irão correr as cortinas. Poderás também indicar que gostarias de aplicar Reiki a ele durante esse tempo.

Lembra-te que não deves mexer em quaisquer instrumentos que estejam presentes, assim como tubos, acessórios ou mesmo na cama sem pedir autorização a um enfermeiro.

Mas e se apenas tens o nível 1 de Reiki?

Acima de tudo, aprendemos que Reiki é uma energia universal para o equilíbrio e harmonia da pessoa, que em primeiro lugar aplicamos em nós e que no primeiro nível poderemos aplicar nos familiares e amigos mais próximos, por estarmos já habituados à sua energia.

Por isso, quando fores aplicar Reiki no hospital a um familiar, lembra-te de ir com uma atitude de cinco princípios:

  1. Só por hoje, sou calmo – Vou aplicar Reiki dentro do meu saber, com harmonia e para a harmonia da pessoa;
  2. Confio – Entrego-me à prática e deixo apenas a energia fluir. Se os pensamentos surgirem… entrego-me aos cinco princípios e ao fluxo da energia;
  3. Sou grato – Agradeço pela oportunidade de estar a tratar do meu familiar no hospital, desejo o seu Bem Supremo e espero que tudo corra em harmonia e equilíbrio;
  4. Trabalho honestamente – Sei que estou a fazer uma boa prática e vou fazer todas as vezes que possa, presencialmente ou à distância;
  5. Sou bondoso – Tratarei todas as pessoas no hospital respeitosamente, assim como terei respeito por mim mesmo, ou seja, caso me seja difícil lá aplicar Reiki, não me irei recriminar por isso, farei sempre o melhor e o mais correcto.

A aplicação de Reiki por si, a forma de aplicar, será uma grande demonstração do conceito de montanha e bambu, ou seja, tens que ser forte, equilibrado e ao mesmo tempo flexível e resiliente. O que isto quer dizer é que tens que te preparar para um ambiente onde a energia pode estar mais em desequilíbrio, poderás ter que fazer a tua limpeza na casa de banho, trabalhar muito a respiração como se estivesses a fazer o Joshin Kokyu Ho e ser flexível nas posições.

As posições têm que ser muito adaptadas. Por exemplo, a questão está na cabeça, mas só consegues ter as mãos num braço. Não há problema algum, deixa a energia fluir nessa posição, que ela irá circular pelo corpo. A tua visualização criativa também irá ajudar.

Lembra-te de visualizar a energia a fluir por todo o corpo, saindo pelas mãos e pelos pés. No caso de sentires um byosen mais agressivo, não deixes a mão ficar no local, verifica o enraizamento e afasta as mãos, para teres mais segurança.

Confia.

Lembra-te que fazer Reiki no hospital envolve muito respeito por todos os que lá estão, por isso mesmo, quanto melhor tratares as pessoas, mais aceite é. Se não tiveres privacidade, coloca apenas uma mão onde for possível, discretamente, ou mesmo as duas mãos. Não necessitas fazer símbolos com as mãos ou gassho, tudo podes trabalhar na mente e assim estás a respeitar as crenças daqueles que possam estar no quarto e possam não compreender o que estás a fazer.

O enraizamento, a atenção plena e ser uma montanha

A prática do enraizamento é um grande auxiliar para mantermos a nossa atenção plena, para descarregarmos o excesso de electricidade, energia densa e também uma forma de fortalecer o nosso poder pessoal e autocentramento.

O enraizamento é estar centrado e conectado

Já alguma vez te sentiste como uma montanha?

É estar forte, equilibrado, é sentir todo o vento adverso da vida, todas as dificuldades exteriores, mantendo o equilíbrio e a disciplina, a harmonia e a autoconsciência. O enraizamento pode ajudar-nos dessa forma, não precisas estar sempre enraizado, mas sempre que notas ser necessário, então essa conexão com a Terra tem que estar presente.

Através do enraizamento, tu deixas a energia fluir, aquela que se acumula em ti e é desnecessária, como a electricidade ou a energia densa. E como praticar o enraizamento?

Podes fazer de duas formas:

  1. Visualizas que o teu corpo é como uma árvore e que dos teus pés se esticam raizes para o centro da Terra. Dará uma sensação de ancoragem e assim irás sentir-te enraizado;
  2. Visualiza as tuas pernas como tendo uns canos interiormente, esses canos ligam-se à Terra. Ao inspirar, trazes energia Reiki, ao expirar, envias todo o teu excesso de energia, por esses canos, para a Terra, para ser transformado.

Lembra-te que ao fazeres estas técnicas de limpeza tens que ter em atenção duas coisas. A limpeza deve ser mudada com a tomada de consciência e deves manter também um trabalho de cuidado físico e energético do planeta Terra.

 

Joshin Kokyu Ho – a técnica da respiração que nos ajuda a meditar

O Joshin Kokyu Ho significa Técnica de Respiração da Parte Superior e é uma das técnicas mais importantes na prática do Usui Reiki Ryoho.

Os benefícios do Joshin Kokyu Ho

São inúmeros os benefícios desta prática e ficam aqui alguns dos mais importantes:

  1. Relaxamento mais profundo do corpo e mente;
  2. Ajuda a baixar a tensão arterial;
  3. Ajuda a reduzir a ansiedade;
  4. Aumenta a energia vital da pessoa;
  5. Recicla a energia estagnada;
  6. Ajuda na tomada de consciência;
  7. Maior controlo sobre os pensamentos e emoções;
  8. Auxilia no cultivo da compaixão;
  9. Ajuda na compreensão do fluxo da energia no corpo;
  10. Realiza uma circulação da energia pelo corpo;
  11. Entre muitos outros benefícios;

Ao realizares o Joshin Kokyu Ho estás também a promover a tua concentração e capacidade meditativa, o teu entendimento com o universo e com a vida, assim como a harmonia contigo mesmo.

Como praticar o Joshin Kokyu Ho

Esta é uma prática que devia ser realizada diariamente, uma a duas vezes por dia, ou mesmo mais vezes. Podes começar com pequenos momentos de 5 minutos, 10, 15, 20, 40 minutos, até o tempo que queiras estar em meditação. Até atingires a capacidade de entrega, podes colocar um despertador para não ficares a pensar quando deves acabar.

Tradicionalmente, no Usui Reiki Ryoho, o praticante estaria sentado em seiza com as mãos em cima das pernas. Como é uma posição mais exigente para os joelhos, poderás estar sentado normalmente, colocando as mãos em postura de meditação, ou só com as palmas para cima, ou até com as mãos no tanden, abaixo do umbigo, para ires seguindo o movimento do corpo.

Apesar de na altura não se usar música, se quiseres, coloca uma música suave que te ajude a estar relaxado.

  1. Se quiseres podes fazer as técnicas de limpeza antes de começares;
  2. Senta-te direito, relaxa as pernas, as mãos, os braços, o troco e os ombros;
  3. Deixa a cabeça descair ligeiramente;
  4. Se quiseres fecha os olhos ou deixa-os ligeiramente abertos, mas a olhar para o chão;
  5. Liga-te à energia, com as mãos em gassho e recita os cinco princípios;
  6. Sente o teu corpo e se houver alguma tensão, deixa-a sair pela tua expiração;
  7. Quando quiseres, inicia a técnica do Joshin Kokyu Ho;
  8. Ao inspirar, o abdómen enche, os pulmões enchem, a energia flui até ao tanden;
  9. Ao expirar, os pulmões esvaziam, o abdómen esvazia e encolhe, a energia espalha-se por todo o corpo;
  10. Leva a tua atenção apenas ao movimento da respiração ou ao movimento da energia, não te apegando aos pensamentos que sempre surgem;
  11. Quando quiseres terminar, podes recitar novamente os cinco princípios.

Poderás aprender a realizar a técnica Joshin Kokyu Ho e muitas outras para a prática meditativa, com Reiki Guia para Uma Vida Feliz.

Criar uma rotina de atenção para relaxar o corpo e a mente

Se sentes dificuldade em meditar, começa primeiro com práticas simples, para levares a atenção à tua respiração e ao corpo. São práticas que possivelmente até já fazes de forma informal, mas que podem ser grandes aliadas à tua capacidade para meditar.

Desenvolver a atenção com a respiração e o sentir do corpo

A atenção à respiração

Uma forma de perceberes como estás é tomares a atenção à tua respiração. Experimenta fazer esta prática 10 a 15 minutos diariamente, num intervalo que tenhas.

  • Fecha os olhos, senta-te confortavelmente e sente o teu corpo;
  • Deixa a respiração ir abrandando, se quiseres expira pela boca mais profundamente, para ires desbloqueando o canal da respiração;
  • Se sentires em ti algum bloqueio, alguma zona no corpo em desconforto, experimenta levar a atenção da respiração para essa zona;
  • Ao inspirar, leva o ar até esse bloqueio, ao expirar, imagina esse bloqueio, nó, dor a dissolver-se.

A atenção ao corpo

Dedicar atenção ao corpo pode ajudar-nos a relaxar, a dissolver tensões que ainda estejam presentes em nós que nos podem dificultar o correto pensamento, a gestão emocional e até mesmo o bem-estar físico. Podes experimentar a seguinte prática também em 10 a 15 minutos.

  • Podes deitar-te ou estar sentado confortavelmente;
  • Fecha os olhos e vai respirando lenta e confortavelmente;
  • Leva a atenção até aos pés, verifica se têm alguma tensão e com o foco da atenção nesse lugar, leva a inspiração lá e ao expirar, sente essa zona a relaxar;
  • Passa agora para as pernas e vai fazendo o mesmo;
  • Bacia, região lombar, abdómen, peito, costas, ombros, pescoço, cabeça;
  • Vai sempre levando a respiração, a inspiração e expiração a cada ponto em tensão.

Page 10 of 116

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén