Estudos sobre Reiki

“O Poder do Reiki”: Viabilidade e Eficácia na Redução da Dor em Crianças com Cancro Submetidas a Transplante de Células Estaminais Hematopoiéticas

Este estudo foi realizado por Giulia Zucchetti, Filippo Candela, Cristina Bottigelli, Gabriela Campione, Annalisa Parrinello, Paola Piu, Elena Vassallo, Franca Fagioli, para a viabilidade do alívio da dor em crianças com doença oncológica.

Viabilidade e Eficácia na Redução da Dor em Crianças com Cancro Submetidas a Transplante de Células Estaminais Hematopoiéticas

O Reiki é uma terapia complementar em crescimento na oncologia pediátrica que necessita de evidência para se tornar mais credível entre a comunidade de saúde. Foi realizada uma experiência com um desenho dentro do sujeito para testar a viabilidade e eficácia do Reiki no alívio da dor em doentes pediátricos submetidos a transplante de células estaminais hematopoiéticas (HSCT).

Método

Os pacientes pediátricos submetidos a TCTH durante a fase de internamento na Unidade de Transplante de Células Estaminais foram elegíveis para participar no estudo piloto. Foram avaliados os efeitos a curto e médio prazo, investigando o aumento ou diminuição da dor do paciente em três períodos específicos (“delta”) do dia: manhã da sessão de Reiki versus avaliação antes da sessão de Reiki (período de controlo dos sujeitos), avaliação antes da sessão de Reiki versus avaliação após a sessão de Reiki (período experimental dos sujeitos) e avaliação após a sessão de Reiki versus manhã do dia seguinte à sessão de Reiki (período de seguimento dos sujeitos). Os efeitos a longo prazo foram verificados comparando a evolução da dor no dia da sessão de Reiki com o dia de descanso seguinte.

Resultados

Foi analisado o efeito de 88 sessões de terapia Reiki em nove doentes (Mage = 12; Female = 61%) numa perspetiva de curto, médio e longo prazo. A análise de variância de medidas repetidas revelou uma diferença significativa entre os três períodos (F = 17,17 p < .0001): No período experimental ocorreu uma diminuição da dor a curto e médio prazo, enquanto que no período de follow-up o nível de dor permaneceu estável.

Conclusões

Este estudo demonstra a viabilidade do uso da terapia Reiki em pacientes pediátricos com cancro submetidos a TCTH. Além disso, estes achados evidenciam que enfermeiros oncológicos pediátricos treinados podem inserir o Reiki na sua prática clínica como um instrumento válido para diminuir o sofrimento causado pelo cancro na infância.

Palavras-chave: Reiki; terapia complementar; dor; oncologia pediátrica.

Fonte: Pubmed

Designer, Mestre, Terapeuta de Reiki, Presidente da Associação Portuguesa de Reiki e fundador da Ser - Cooperativa de Solidariedade Social. Autor dos livros «Reiki Guia para uma Vida Feliz», «O Grande Livro do Reiki», «Reiki Usui», entre muitos outros. Fundador da revista "Budismo, uma resposta ao sofrimento". Acima de tudo quero partilhar contigo o porquê de Reiki ser a «Arte Secreta de Convidar a Felicidade».

Um comentário

  • Isa Marçal

    Fantástico. Os ensaios clínicos são a melhor forma de credibilizar o Reiki, aumentando a procura de técnicos especializados nesta forma de tratar.
    É mesmo lindo poder aliviar do seu sofrimento quem necessita, sem ter de acrescentar mais Medicações, que ao mesmo tempo que ajudam por um lado, estragam por outro.
    Porque nada é inócuo.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.