Filosofia de Vida

Os perigos de praticar Reiki…

Não falo de receberes Reiki de alguém, mas sim de aprenderes e praticares. Reiki pode ter os seus perigos que se traduzem em… alcançares coerência. E porque poderá ser isto algo de perigoso?

A coerência como resultado do esforço

A maior parte das vezes consideramos que estamos no rumo certo na vida. Que o fazemos está certo, que o que queremos é o que tem que ser, e que tudo o que planeamos, projetamos, manifestamos e ensinamos é o correto.

Mas a prática de Reiki muitas vezes surge como um colocar tudo à prova, não porque a energia é desta ou daquela forma, ou porque um símbolo fará isto ou aquilo, mas sim porque algo nos toca interiormente. Quer a energia, quer a prática dos princípios, são como água limpa que nos vai purificando o interior, removendo os nossos bloqueios e é isso que nos leva a encontrar o mais valioso de todos os tesouros – a coerência.

Para alguns, esse despertar, esse encontrar de tesouro revela o maior dos perigos, pois afinal nem tudo estava certo e há mudanças a fazer.

Se te encontras, neste momento, a deparar-te com a coerência, então continua. Coloca as mãos em gassho e recita os cinco princípios tranquilamente. Dá mais força a esse despontar da coerência e verás que o que achas ser um perigo é afinal uma brisa maravilhosa de primavera.

Dia-a-dia, encontra-te na coerência. Só por hoje

Designer, Mestre, Terapeuta de Reiki, Presidente da Associação Portuguesa de Reiki e fundador da Ser - Cooperativa de Solidariedade Social. Autor dos livros «Reiki Guia para uma Vida Feliz», «O Grande Livro do Reiki», «Reiki Usui», entre muitos outros. Fundador da revista "Budismo, uma resposta ao sofrimento". Acima de tudo quero partilhar contigo o porquê de Reiki ser a «Arte Secreta de Convidar a Felicidade».

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.