Reiki

Quando tudo parece depressa demais, abranda

Já reparaste que há dias em que parece que tudo está demasiado acelerado e que parece que nem controlamos bem os nossos movimentos ou pensamentos?

Pois é, em termos de energia há dias assim, umas vezes provocados pelo excesso de energia sobre estimulada das pessoas por algum evento ou por algo que nem se percebe bem o que possa ser. Mas o importante é a reação que possamos ter.

Saber abrandar quando tudo parece depressa demais

Sempre que sintas que parece que estás em modo automático, ou que todos ao teu redor estão e, por exemplo, a condução até está mais perigosa, então abranda. Com isto quero dizer, acalma o teu ritmo, torna-te mais consciente e observa o que se passa em ti e no teu redor.

Quando nos deixamos ir no fluxo da energia que nos rodeia, por vezes acabamos por ir numa correnteza que nada tem a ver connosco. Que pode levar-nos a estar desatentos, ou consumistas, ou a dar demasiada importância a coisas que nada interessam, ou a sentirmo-nos perdidos no meio de tanto correr.

Há momentos em que temos que parar e refletir… para onde estou a ir? Para que? Como? Porque?

Por isso, nem que seja interiormente, recorda-te de colocar as mãos em gassho. De escutar o teu coração e sentir o teu pensamento. Deixa que os princípios te preencham e ecoem nas tuas ações. Só por hoje… como dizia o Mestre Usui.

Sou Designer, Mestre, Terapeuta de Reiki, Presidente da Associação Portuguesa de Reiki e fundador da Ser - Cooperativa de Solidariedade Social Autor dos livros «Reiki Guia para uma Vida Feliz», «O Grande Livro do Reiki», «Reiki Usui», entre muitos outros. Fundador da revista "Budismo, uma resposta ao sofrimento". Acima de tudo quero partilhar contigo o porquê de Reiki ser a «Arte Secreta de Convidar a Felicidade».

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.