2021 - Prática da Bondade,  Filosofia de Vida

Só por hoje, trabalho honestamente – cinco dias para a tua paz interior

A nossa paz interior requer um sentido de verdade, de honestidade. Uma capacidade de abertamente falarmos connosco e de expressarmos aquilo que pensamos e sentimos.

A honestidade como ponte para a paz interior

Claro que muitas vezes falamos com nós próprios, mas muitas vezes apenas para resmungar ou apegar a pensamentos que não são muito bons, quando na verdade, devíamos ser os nossos maiores amigos.

Então como pode começar este processo de honestidade e conversa íntima?

Sabemos que os pensamentos se passam na nossa cabeça, mas há algo que se passa na região do nosso coração, um sentir. Então, experimenta descer o teu pensamento até essa região do sentir e começa aí o teu diálogo.

Para que este diálogo entre o que pensas e o que sentes seja proveitoso, tem que haver momentos de pausa e de escuta. Escutar é aquilo que te vai permitir ter tempo para expressares o que sentes e pensas.

Experimenta, coloca as mãos em gassho e recita os cinco princípios.

Nesse estado de tranquilidade que eles te trazem, convida o que pensas e o que sentes para esse espaço protegido que está em ti mesmo.

Escuta-te com bondade e deixa vir ao de cima tudo o que haja para dizer.

Cuida com amor cada questão e assim convidarás a paz interior.

É por isto também que o Mestre Usui chamava ao seu método a “Arte Secreta de Convidar a Felicidade“.

Sou Designer, Mestre, Terapeuta de Reiki, Presidente da Associação Portuguesa de Reiki e fundador da Ser - Cooperativa de Solidariedade Social Autor dos livros «Reiki Guia para uma Vida Feliz», «O Grande Livro do Reiki», «Reiki Usui», entre muitos outros. Fundador da revista "Budismo, uma resposta ao sofrimento". Acima de tudo quero partilhar contigo o porquê de Reiki ser a «Arte Secreta de Convidar a Felicidade».

Um comentário

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.