Nível 2 - Okuden

Enviar Reiki é como dar uma flor

Tantas vezes pensamos que ao enviar Reiki podemos estar a condicionar a outra pessoa. Por um lado, esse é um pensamento positivo pois temos consideração pelos outros, por outro lado precisamos compreender que Reiki não condiciona alguém, o nosso desejo sim.

Enviar Reiki com a intenção correta e o desapego necessário

Ao chegares ao segundo nível de Reiki, o Okuden, despertas para outros conceitos na prática de Reiki e aprofundas as técnicas. Uma delas é chamada de Enkaku Chiryo, o tratamento ausente, que costumamos chamar de envio de Reiki à distância.

Entre a escola tradicional e a ocidental, existem algumas diferenças na técnica, mas há algo que se mantém sempre presente – para que se envia Reiki?

Seguindo o nome da técnica, é a continuação de um tratamento presencial que está impossibilitado de ser realizado, mas e quando a pessoa apenas nos pede para enviar Reiki e nunca chega a ter um encontro presencial?

E quando sentimos a necessidade de enviar Reiki para uma situação de conflito? Ou para a família?

Em qualquer uma destas situações, a intenção e o desapego são importantes.

Como colocar a intenção e o desapego ao enviar Reiki

Reiki é uma energia passiva, ou seja, não pode ser “recebida” se a pessoa não a quiser, pois funciona por requisição.

Então, ao colocar a intenção devemos fazê-lo de forma a que corresponda à harmonia e equilíbrio da pessoa, não a um desejo nosso. Parece estranho? É, claro que sim!

Por exemplo, não posso enviar Reiki e desejar que alguém goste de mim, isso não é Reiki. Nem enviar Reiki para ter dinheiro, também não é Reiki. Mas posso enviar Reiki para que esteja consciente e em equilíbrio para determinada situação que tenha que tomar.

Para outra pessoa, desejar a sua cura imediata ou solução imediata dos problemas parece-nos o ideal… mas será o real?

Não é… não sabemos o percurso da pessoa na vida nem que lições a situação lhe trará. Então, que a energia possa fluir para o equilíbrio e harmonia da pessoa, para que ela esteja bem, esteja consciente e em harmonia consigo, com a situação, com a vida.

Pode parecer limitativo, mas não é… apenas tens que por o desejo de lado.

Enviar Reiki é como dar uma flor a alguém. Representa vida, beleza, tudo de bom. Mas a pessoa é que sabe se a quer, de que forma a irá utilizar e dar sentido. Poderá recusá-la, até destratá-la. Como reagirás a isso?

Não precisamos de pedir um retorno, apenas estar em paz com o que pretendemos fazer.

Sou Designer, Mestre, Terapeuta de Reiki, Presidente da Associação Portuguesa de Reiki e fundador da Ser - Cooperativa de Solidariedade Social Autor dos livros «Reiki Guia para uma Vida Feliz», «O Grande Livro do Reiki», «Reiki Usui», entre muitos outros. Fundador da revista "Budismo, uma resposta ao sofrimento". Acima de tudo quero partilhar contigo o porquê de Reiki ser a «Arte Secreta de Convidar a Felicidade».

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.