Aplicação de Reiki para reduzir problemas de memória e comportamento em leve diminuição cognitiva e doença de Alzheimer em estágio inicial – um estudo académico

Reiki é um método para “a melhoria do corpo e da mente”, que se fundamenta numa filosofia de vida e prática terapêutica da energia vital. As suas aplicações são inúmeras, pois Reiki não é aplicado a uma condição médica, mas sim à condição de energia da pessoa, com o intuito de promover o equilíbrio e harmonia.

A doença Alzheimer traz um número de exigências significativas não só para a pessoa, mas também para o seu cuidador. Um estudo de Reiki, realizado nos Estados Unidos, indica que pode ser positivo para o cuidador esta aproximação integrativa de cuidado.

Acredito também que é muito importante os cuidadores receberem Reiki para manterem o seu próprio equilíbrio e harmonia.

Aplicação de Reiki para reduzir problemas de memória e comportamento em leve diminuição cognitiva e doença de Alzheimer em estágio inicial

Objetivos: Este estudo empírico explorou a eficácia do uso do tratamento de Reiki para melhorar as deficiências de memória e comportamento em pacientes com comprometimento cognitivo leve ou doença de Alzheimer leve. Reiki é uma antiga técnica de cura prática…

Projeto: Este estudo foi um estudo quase experimental comparando as pontuações pré e pós-teste do Mini-Exame do Estado Mental Anotado (AMMSE) e Lista de Verificação Revisada de Problemas de Memória e Comportamento (RMBPC) após quatro tratamentos semanais de Reiki com um grupo de controle.

Configurações / localização: Os participantes foram tratados numa instalação fornecida pelo Pleasant Point Health Centre na Reserva Indígena de Passamaquoddy.

Participantes: A amostra incluiu 24 participantes com pontuação entre 20 e 24 no AMMSE. As características demográficas da amostra incluíram uma faixa etária de 60 a 80 anos, com 67% do sexo feminino, 46% de índios americanos e o restante da raça branca.

Intervenções: Doze participantes foram expostos a 4 semanas de tratamentos semanais de Reiki com dois praticantes de Mestres de Reiki; 12 participantes serviram como controle e não receberam tratamento.

Medidas de resultado: Os dois grupos foram comparados nas pontuações pré e pós-tratamento no AMMSE e na Lista de verificação revisada de problemas de memória e comportamento (RMBPC).

Resultados: Os resultados indicaram aumentos estatisticamente significativos no funcionamento mental (conforme demonstrado por melhores pontuações do AMMSE) e problemas de memória e comportamento (conforme medido pelo RMBPC) após o tratamento com Reiki. Esta pesquisa acrescenta-se a um banco de dados muito esparso de estudos empíricos sobre resultados de Reiki.

Conclusão: Os resultados indicam que os tratamentos de Reiki são promissores para melhorar certos problemas de comportamento e memória em pacientes com diminuição cognitiva leve ou doença de Alzheimer leve. Os cuidadores podem administrar Reiki com pouco ou nenhum custo, resultando num valor social significativo ao reduzir potencialmente as necessidades de medicação e hospitalização.

Estudo de: Stephen E. CrawfordV. Wayne LeaverSandra D. Mahoney
Fonte: https://doi.org/10.1089/acm.2006.12.911

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.