A Sabedoria do Reiki,  Filosofia de Vida,  Imperador Meiji

A parábola do caminho bem sucedido

Era uma vez um praticante de Reiki que desejava muito sucesso na sua vida. Ele via muitas pessoas tinham milhares e milhões de seguidores no Youtube e facebook e que ele também queria ter algo assim.

Aprendeu Reiki, porque era algo que parecia ser fácil de aprender, com bons resultados e que muitas pessoas tinham interesse… facilmente chegaria ao fim do percurso e teria muitos seguidores, pois tinha algo a dizer e queria sucesso.

Começou a sua jornada, mas ter que cuidar de si mesmo já era algo que exigia muito tempo e não era bem o que tinha pensado. Depois, ainda precisava refletir com os princípios? Como assim? Ele estava a apontar para o sucesso e todo esse trabalho mais parecia um impedimento para o alcançar.

Então mudou de Mestre e fez um nível seguinte. Ainda mais trabalho? Não faz sentido.

Mais uma mudança e mais um curso… mais trabalho ainda. E ele silenciava-se nas aulas como se tentasse passar pelos pingos da chuva para não se molhar.

E mudou mais uma vez e chegou ao último nível. Aí sentiu que já podia ser ele mesmo, que já era Mestre e que a sua voz podia e devia ser ouvida. Mas ouvia-se tudo sem ser a prática de Reiki. Um dia, precisavam refletir com um poema do Imperador Meiji sobre o seu percurso como Mestres de Reiki e a ele calhou o poema 25 – Cascata.

Não se ouviria o som da água
na cascata torrencial,
Se não houvesse rochas a formar barreiras.
O sucesso das pessoas não pode
Ser alcançado sem trabalho árduo.

– Imperador Meiji

Pareceu um sinal muito claro… o sucesso era garantido, era isso que dizia o poema.

O que realmente teria escutado este praticante de Reiki ao longo de todo o seu caminho? Possivelmente a sua voz interior que pedia “sucesso”, mas recusou-se a compreender que para ter, teria que ser.

Assim é a prática de Reiki, um caminho de aprendizagem que vai da nossa mente ao nosso coração, do nosso universo individual ao grande universo da vida, que nos leva pelos rios tumultuosos das nossas questões e defeitos, que serão aprimorados pela prática contínua. Coloca as mãos em gassho, recita os cinco princípios, vive-os, cuida de ti e verá como tudo tem um sentido. Faz o caminho ao teu ritmo, mas escuta, pratica e vive.

Podes ler em A Sabedoria do Reiki, os poemas do Imperador Meiji e colher os frutos da tua reflexão diária… Só por hoje….

Designer, Mestre, Terapeuta de Reiki, Presidente da Associação Portuguesa de Reiki e fundador da Ser - Cooperativa de Solidariedade Social. Autor dos livros «Reiki Guia para uma Vida Feliz», «O Grande Livro do Reiki», «Reiki Usui», entre muitos outros. Fundador da revista "Budismo, uma resposta ao sofrimento". Acima de tudo quero partilhar contigo o porquê de Reiki ser a «Arte Secreta de Convidar a Felicidade».

5 comentários

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.