Trabalhar a ansiedade pela preocupação que temos pelos outros

Por vezes temos tanta preocupação pelos outros que ela provoca-nos ansiedade. Por exemplo, se um familiar nosso vai viajar, ficamos preocupados que algo lhe aconteça e isso pode trazer-nos desequilíbrio.

Como trabalhar a ansiedade que surge da preocupação, com compaixão

Podemos trabalhar a ansiedade através da meditação para a compaixão.

A compaixão significa que queremos o alívio do sofrimento, mas estando preocupados, também nós estamos a sofrer. Por isso mesmo, precisamos em primeiro lugar estar bem.

Começa primeiro por ter compaixão por ti

Imagina como se fosses um jardim do qual colhes flores para oferecer aos outros. Se não tiveres mais flores, ficas triste e achas que estás a falhar. Então, o remédio para que haja sempre flores é cuidares em primeiro lugar do jardim. Experimenta fazer esta meditação guiada, acolhe-te, abraça-te, sê bondoso para contigo.

Depois, a compaixão pelo outro

Esta simples meditação vai também ajudar-te a sentir que de alguma forma estás a agir para o bem do outro e que o teu tempo não se consome apenas a pensar como estará.

O desejo genuíno do bem-estar do outro ajuda-nos a perceber que não está tudo sob o nosso controle. Não conseguimos controlar a nossa vida, assim como não o conseguimos ter em relação aos outros. A vida é um fluir onde todos estamos interdependentes, todos interligados.

Sem dúvida que devemos ter cuidado pelos outros, devemos auxiliar, mas esse ato de bondade, deve ser também acompanhado pela sabedoria de que a vida não tem controle, mas que a devemos usufruir a todos os momentos.

É muito bom podermos cuidar dos outros e gostarmos deles, da mesma forma, devemos cuidar de nós e gostar de nós mesmos.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.