Quando a meditação para compaixão nos traz emoções difíceis

A meditação para a compaixão é um profundo desejo para o bem-estar, segurança, felicidade e alegria. Este desejo deve estar direcionado a nós e aos outros, mas apesar de ser algo bom, pode levantar algum desconforto.

O desconforto na meditação para a compaixão

Ao fazermos este tipo de meditação temos cinco direções a seguir:

  1. Nós mesmos, reforçando a autocompaixão;
  2. Um amigo querido ou familiar;
  3. A alguém neutro, que não conheçamos;
  4. A alguém difícil para nós;
  5. A todos os seres sencientes ou mesmo para o planeta.

Por vezes é difícil desejarmos algo de bom para nós, ou até mesmo podemos sentir um retorno estranho quando estamos a enviar para pessoas queridas ou neutras.

No entanto, quando estamos a fazer a meditação para a compaixão para pessoas difíceis, de quem não gostamos ou que não gostam de nós, as coisas podem complicar-se. Podemos sentir-nos mal, repulsa, mágoa, constrangimento, dor, podem surgir.

Tudo isso é muito natural. Recorda-te que quando estás a enviar este desejo de bem-estar, segurança, felicidade e alegria, estás também a lidar com memórias, pensamentos e emoções que são boas, mas ao reconectares-te com alguém que não gostes, também memórias, pensamentos e emoções que não são bons surgem.

O que fazer quando sentimos desconforto na meditação para a compaixão

Lembra-te que este tipo de meditação requer prática, por isso tem sempre em mente o seguinte:

  1. Podem surgir emoções difíceis de gerir, assim como pensamentos e memórias. Não te apegues. Observa apenas, assim como surgem, também partem se não te apegares;
  2. Centra-te na respiração, sente o teu corpo e o prazer de estares contigo mesmo. Não estás mais naquela situação passada, estás no momento presente;
  3. Se quiseres, podes mesmo parar a meditação. Vai beber água, lavar o rosto. Depois, reflete sobre o que surgiu e como reagiste. Porque te custou?

É maravilhoso podermos desejar a todos bem-estar, segurança, felicidade e alegria, mas há momentos em que até um bom desejo nos traz dificuldade.

Não te critiques por esses momento, não penses que falhaste ou não deixes crescer ressentimento e mágoa. Fica contente contigo mesmo, estás a fazer um lindíssimo caminho de mudança, que requer atenção passo a passo.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.