Do ideal ao real numa pequena meditação

Manifestar o que imaginamos, ou seja, ir do ideal ao real muitas vezes é frustrante pois parece não acontecer. Na verdade não seremos todos uma Madre Teresa de Calcutá ou um Gandhi, mas seremos a pessoa que somos e com capacidade de manifestar o nosso melhor.

Do ideal ao real – manifestares-te a ti mesmo

O ideal que nos surge é um exemplo, uma indicação, ou seja, é como quando sentes necessidade de comer um pacote de batatas fritas. Na verdade, não precisas comer um pacote, mas o teu corpo necessita de sal e está a transmitir por uma imagem que compreendes.

Da mesma forma, quando sentes um impulso para uma ação ideal, não quer dizer que vás fazer exatamente isso ou que serás exatamente assim.

Compreende o teu ideal

Então precisas mergulhar no teu ideal, mas experimenta fazê-lo escrevendo.

  • O que vês?
  • O que estás a fazer idealmente?
  • De que forma isso se pode transpor para a tua vida atual e para as condições que tens?
  • Como sentes que podes ir melhorando para manifestares mais o teu ideal no real?

Passar do ideal ao real requer acima de tudo uma grande atitude de amor-próprio, de uma grande bondade para contigo mesmo. Aceita-te em primeiro lugar. Aceita este momento e este lugar.

Uma pequena meditação para trazeres o ideal ao real

  1. Senta-te confortavelmente;
  2. Equilibra o teu corpo e leva a atenção à respiração;
  3. Sente como o ar entra e sai e do teu corpo, se quiseres faz algumas respirações mais profundas para desbloquear algum desconforto na respiração;
  4. Coloca agora uma intenção nesta meditação, recorda-te de algo ideal que queiras trazer para este momento da tua vida;
  5. Imagina agora o oitavo chakra, um centro de consciência que está a cerca de 20 centímetros acima da tua cabeça;
  6. Deixa a tua atenção ir serenamente até essa energia;
  7. Permite-te flutuar o teu mundo de ideias que correspondem a essa energia, vai sentindo como ela preenche a tua mente e trá-la também para o teu corpo;
  8. Quando sentires que estás preenchido então recorda-te da intenção que colocaste;
  9. Pede para que essa energia e todos os teus ideais bondosos para contigo e para com a humanidade se manifestem na vida;
  10. Como se fosses visualizando a vida presente e futura impregnada pela energia desses ideais, tornando-se cada vez mais reais;
  11. Quando quiseres terminar, enraiza-te e agradece;
  12. Ao longo do dia, vai mantendo esse conceito da energia dos ideais se manifestarem no mundo real.

Já sabes, coloca as mãos em gassho quando estiveres em maior desespero. Recorda-te da união que esse gesto representa. Manifesta interiormente o teu ideal e trá-lo para este momento presente, da forma como é possível.

2 thoughts on “Do ideal ao real numa pequena meditação”

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.