Lidar com a raiva

Muitas vezes não identificamos a raiva em nós mesmos. Vemos nos outros, indignamo-nos, mas colocamos de lado a irrequietude fervilhante que sentimos no nosso interior.

A inquietude e a raiva, como a transformarmos desde o princípio

Reconhece o que sentes

Aceita

Acolhe a tua inquietude ou raiva, ampara-te. Se te preencheres de bondade e acolheres o que te inquieta, que força poderá ter essa raiva para continuar?

Observa

De onde surge, porque, o que a alimenta?

A tua inquietude ou raiva ela tem uma origem. Poderás reconhecer uma determinada situação ou incapacidade, mas e se fizeres um trabalho de observação e tentares ir mais longe no tempo?

De onde vem a tua inquietude e raiva? Quando ela surgiu pela “primeira vez”?

Descola-te

Descolar significa que reconhecemos que estamos inquietos, que estamos num determinado estado, mas que também sabemos que essa não é a melhor condição para nós próprios e para os outros.

A inquietude traz agitação e esta leva-nos a ações nem sempre refletidas. Quando estas sementes germinam em raiva, a nossa dor extravasa. Será isso que queremos para nós próprios?

Então, este descolar do comportamento é o entendimento que estamos de determinada forma, mas que sabemos não ser a melhor e, por isso mesmo, vamos melhorar a nossa atitude.

Cinco princípios para a inquietude e raiva

Aceitar, observar e descolar destas emoções prejudiciais pode ser reforçado pela nossa prática dos cinco princípios que nos pedem “Só por hoje, sou calmo, confio, sou grato, trabalho honestamente, sou bondoso”.

Então, neste preciso momento, acolhe-te em harmonia e permite-te viver assim. Confia em ti, gosta de ti mesmo e recorda as lições que esta situação te traz.

Que possas ser diligente neste cuidado e bem-estar contigo mesmo e com os outros. E tudo isto é a expressão da bondade, é o estar presente na vida com amor, cuidado e sensibilidade.

A inquietude e raiva são naturais na vida, precisamos reconhecê-las e aceitá-las, mas não precisamos alimentar a sua continuidade.

1 thought on “Lidar com a raiva”

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.