2021 - Prática da Bondade,  Compaixão,  Filosofia de Vida

A paciência – cinco dias de autotratamento para a compaixão

A prática de Reiki pede-nos paciência.

Por um lado o estarmos connosco, com as nossas questões, por outro o estarmos para cuidar, de nós e dos outros. Esta paciência está relacionada com um pedido muito simples, mas profundo que o Mestre Usui nos faz.

Só por hoje, sou calmo – a paciência e o autotratamento para a compaixão

A compaixão é a ação para o alívio do sofrimento, o dos outros e o nosso. Mas esta ação não é instantânea, ela requer bondade e sabedoria. Uma e outra coisa, apenas surgem através da paciência.

Então, se queremos cultivar a compaixão, precisamos também saber cultivar a paciência.

Saber aguardar, saber esperar, reservar a energia, agir no que é correto.

Esta paciência que precisamos cultivar é expressa através do Só por hoje, que nos pede uma atenção plena no que estamos a fazer, assim como também se encontra no primeiro princípio – Sou calmo.

O Mestre Usui foi realmente uma pessoa que compreendia as nossas necessidades e a razão de cultivarmos recursos para crescermos. Então como o poderemos fazer?

Exemplo de autotratamento para a paciência

Podes praticar o exercício da paciência através da recitação tranquila e pausada dos cinco princípios. Escuta o ecoar de cada princípio em ti.

E também, para melhor compreendermos a paciência, precisamos compreender a irrequietude. Assim, recorda-te de momentos em que tenhas estado mais inquieto.

Em que parte do teu corpo essa inquietude surgiu? O que sentiste e como?

Essas sensações no corpo são os efeitos e eles precisam também ser tratados. Assim, no teu autotratamento, aplica Reiki nessas zonas e, se quiseres, recita os cinco princípios em cada uma delas, interior e profundamente. Esta prática de Recitar os cinco princípios também te ajudará a cultivar paciência, assim como tu escutares aquilo que sentes em ti.

Como precisamos estruturar para ter paciência, vamos colocar uma mão no Chakra Cardíaco e outra no Plexo Solar. Depois, vamos tratar a nossa cabeça, principalmente com o propósito de a esvaziar.

Se quiseres, envia também Reiki para as situações que te lembras em que não tiveste paciência.

Em cada momento, entrega-te, deixa-te estar… permite-te sentir e usufruir.

Este é o cultivo da paciência para a compaixão

Sou Designer, Mestre, Terapeuta de Reiki, Presidente da Associação Portuguesa de Reiki e fundador da Ser - Cooperativa de Solidariedade Social Autor dos livros «Reiki Guia para uma Vida Feliz», «O Grande Livro do Reiki», «Reiki Usui», entre muitos outros. Fundador da revista "Budismo, uma resposta ao sofrimento". Acima de tudo quero partilhar contigo o porquê de Reiki ser a «Arte Secreta de Convidar a Felicidade».

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.