Porque uma cirurgia parece mexer com a nossa energia

Ao fazermos uma cirurgia, parece que tudo ficou mexido em nós.

Não só na parte física, mas também mental, emocional e mesmo energética. Em relação à energia, muitas vezes até sentimos que tudo ficou diferente.

Uma cirurgia e como a nossa energia fica diferente até se realinhar

O nosso corpo é algo de verdadeiramente milagroso e perfeito. É incrível como temos tantas funções e uma existência.

Por vezes precisamos de cuidados médicos que requerem intervenções mais exigentes e que mexem na nossa estrutura. É uma intervenção necessária para a nossa sobrevivência e cuidado, então o que acontece com a nossa energia?

Há quem sinta, após uma cirurgia, que a energia não circula da mesma forma. Que ficou mais fraca e que no local da cirurgia até ficou uma espécie de energia fria ou estranha.

Tudo isso é muito natural.

O corpo como um fluxo que se realinha após uma cirurgia

Vamos imaginar uma pessoa que fez uma operação ao braço que estava partido. Ela pode sentir, por exemplo, muito calor em determinadas partes, muito frio noutras e parece que a energia não flui corretamente para a sua mão.

Será que a cirurgia danificou o corpo energético? Não.

O efeito de calor tem a ver com o byosen de uma inflamação no campo energético ou de uma requisição grande de energia nessa parte do corpo. A irradiação de frio, tem a ver com o corte ou intervenção que é feito naquele local. Há uma ausência de energia que requer uma reativação.

A ausência ou diminuição de fluxo de energia para a mão tem a ver com todo o esforço que a energia está a fazer para reequilibrar as partes do corpo que requerem mais atenção e que estão no caminho do canal energético.

Este é um exemplo muito simples, mas que ajuda a transportar os conceitos para intervenções mais exigentes, como operações ao apêndice, tiroide, entre outras.

Como ajudar a reequilibrar o canal energético após uma cirurgia

Aliar a prática da energia ao cuidado médico pode ajudar-nos numa recuperação mais harmoniosa. Então, compreendemos que a energia fica condicionada onde houve intervenção e que isso é natural, para a devida recuperação do corpo.

Nós, praticantes de Reiki, vamos então concentrar-nos na revitalização e retoma do fluxo da energia, que é um processo longo. Para isso há três tipos de ação que podes fazer:

Gassho Kokyu Ho

Podes revitalizar e reciclar a tua energia com a técnica Gassho Kokyu Ho. Pratica durante 15 minutos

  1. Coloca as mãos em gassho;
  2. Ao inspirar imagina a energia a fluir para o tanden e a acumular-se;
  3. Ao expirar, a energia flui para todo o corpo;
  4. Quando sentires que esse fluxo está a acontecer podes iniciar os passos seguintes;
  5. Inspira energia, como se entrasse também pelas mãos;
  6. Ao expirar, deixa a energia fluir para todo o corpo e para a aura também.

Autotratamento / Receber Reiki

Vai aplicando o teu autotratamento. Claro que sentirás a energia de uma forma diferente devido às condicionantes da recuperação do corpo, mas irá também ajudar à recirculação da energia. Visualiza sempre na tua prática a energia a fluir por todo o corpo, como um rio, a sair pelos dedos das mãos e dedos dos pés.

Recebe Reiki pois poderá ajudar-te a aliviar as dores e desconforto que sintas, assim como também promove o fluxo de energia.

Reiju

Pede ao teu Mestre que te faça um Reiju ou sintonização novamente, para auxiliar no fluxo da energia.

Podes ler várias dicas de tratamento no livro Reiki Guia do Método de Cura.

Please wait while flipbook is loading. For more related info, FAQs and issues please refer to DearFlip WordPress Flipbook Plugin Help documentation.

Esclarecimento

A prática de Reiki não substitui os cuidados médicos, é apenas um auxiliar integrativo e exclusivamente do campo energético.
Não são dadas consultas de Reiki à distância.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.