O que fazer com a empatia

Sentir o outro, a sua dor, as suas emoções tem muito a ver com a empatia. Esta é uma característica que todos nós temos, mas para uns torna-se mais evidente.

Quando começamos a sentir demasiado o que os outros sentem, a ligação que é tão grande entre nós, o que podemos fazer com isso?

A empatia e uma forma de viver em harmonia e entreajuda

Pensar sem sentir é não tocarmos a realidade do outro, sentir sem pensar é como perdermo-nos da realidade.

A empatia leva-nos a uma ligação especial com o outro, a uma via direta de acesso que pode nos inspirar ou dar inspiração ao outro. Mas por outro lado pode também levar-nos a sentir dor ou a ter apego com emoções e pensamentos que não são nossos.

Desenvolver empatia podia dizer-se que é a capacidade benéfica para um mundo em paz. É uma ação que nos toca o coração e motiva para mais, mas o que fazer com tudo isto.

A prática da empatia

  • Escutar – a escuta ativa é muito importante para sentirmos uma genuína empatia. Pois não se trata de nós, mas sim do outro. Aqui podemos recordar a indicação para os cinco princípios – Só por hoje, ou seja, “agora estou aqui para ti”;
  • Agir em compaixão – Aliviar o sofrimento de todos os seres é o significado mais imediato da compaixão e uma interação empática necessita ter este pilar sempre presente. Estamos ali para o outro e ajudaremos, da melhor forma possível, a aliviar o seu sofrimento;
  • Aliviar a energia – como praticante de Reiki, podes ainda ajudar a aliviar a energia da situação que está a ser partilhada. Isto pode ser feito pelo envio de Reiki ou apenas pelo facto de ali estares e da tua energia estar presente;
  • Saber aguardar – quando temos bons resultados, queremos muitos bons resultados e agir mais, mas na verdade a vida vai sempre colocar-nos no caminho correto e para que possamos realmente aproveitar esses momentos em consciência, precisamos saber aguardar. Se formos ajudar muita gente ao mesmo tempo, poderemos ficar exaustos, por isso tudo irá acontecer no seu momento correto;
  • Não esquecer de nós mesmos – no processo de nos relacionarmos empaticamente, podemos começar a esquecer de quem somos. Tem atenção a isso, lembra-te da importância que o teu equilíbrio tem e se te perderes, não poderás ajudar os outros e quem te poderá ajudar?

Reiki e a empatia

A prática de Reiki é uma excelente forma de treinarmos a nossa empatia e de sermos mais ativos no papel de ajudar o outro.

Novamente, precisamos saber aguardar, estruturar o que aprendemos, vivenciar a filosofia de vida, praticar a arte terapêutica. Passo a passo, Reiki vai ajudando-nos a ser mais conscientes neste processo, mais equilibrados e presentes.

É bom podermos estar para o outro e para nós mesmos, é incrível podermos estar para a vida.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.