2020 - Esforço Correto,  Reiki,  Reiki no tratamento da pessoa com doença oncológica

Não faz mal sentires tristeza

A tristeza é uma emoção que todos conhecemos algures na nossa vida. Ter momentos de tristeza não nos faz mal, é natural, assim como expressá-la e não a devemos camuflar com uma máscara de “felicidade”.

A tristeza, o caminho para a felicidade e a prática de Reiki

Quando expressamos tristeza estamos a ser coerentes. Temos pensamentos tristes, emoções de tristeza e uma memória triste. Exprimir, chorar, falar sobre, não faz mal, é bom e todos o devemos fazer.

Quando camuflamos a tristeza, ou porque “um homem não chora”, ou porque “não posso estar triste”, começamos a juntar camadas superficiais de outras emoções… mas há um ruído de fundo, uma base que se torna sólida – a tristeza passou de emoção a sentimento.

Quando praticamos Reiki e nos sentimos tristes, por vezes queremos agarrar-nos aos princípios para mudarmos de registo, mas quando colocamos as mãos no corpo, surgem lágrimas nos olhos e tudo parece desabar. A torrente de memórias, pensamento e emoções jorra de dentro de nós, daquele lugar fechado onde guardamos a tristeza. E o que devemos fazer?

Chorar, deixar sair.

Quando trazemos para nós algo de bom, como Reiki, a energia vital que nos rodeia e também está em nós, ela pode-nos ocupar na totalidade, mas encontra espaços ocupados por energia que não é condincente com a nossa natureza e potencial. Então, Reiki traz ao de cima o que é para tratar. Assim, abre o baú das nossas emoções, areja e esvazia, para que possamos ter uma visão correta de como somos e do verdadeiro tesouro de felicidade que está dentro de nós.

Sentir tristeza não faz mal, precisamos acolher-nos também nesse momento. Quando sentires tristeza, acolhe-te. Reconhece o que se passa e permite-te exprimir. Depois sim, podes firmar-se nos cinco princípios e transformares a tua forma de pensar e agir, evitando os padrões que te possam gerar tristeza.

Quando esta é a perda de alguém, então faz mesmo parte da nossa vida e é algo que dura um pouco mais de tempo. Saudades sempre sentiremos, apenas aprendemos a viver com elas. Precisamos também deixar espaço para que outras coisas nasçam na nossa vida, este é o processo natural da nossa existência.

Esta é a Arte Secreta de Convidar a Felicidade.

Só por hoje… permite-te sentir, expressar, conviver e ultrapassar com paz a tua tristeza.

Sou Designer, Mestre, Terapeuta de Reiki, Presidente da Associação Portuguesa de Reiki e fundador da Ser - Cooperativa de Solidariedade Social Autor dos livros «Reiki Guia para uma Vida Feliz», «O Grande Livro do Reiki», «Reiki Usui», entre muitos outros. Fundador da revista "Budismo, uma resposta ao sofrimento". Acima de tudo quero partilhar contigo o porquê de Reiki ser a «Arte Secreta de Convidar a Felicidade».

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.