#1 da revista Budismo, uma resposta ao sofrimento

Já há muito tempo que tinha este conceito de que o Budismo, como uma filosofia de vida, pode ajudar-nos concretamente em muito do nosso sofrimento. A ideia foi germinando e reenquadrando-se. Assim, começou por surgir o site onde ia colocando os vários estudos de referência para o meu trabalho e testemunhos que achei importantes. Depois, senti que devia mesmo converter este trabalho numa partilha maior para todos e assim surgiu o conceito da revista.

Este número conta com a contribuição de Paulo Borges, Alexandre Seguro, Ven. Mestre Chueh Yann, Joan Halifax, Jorge Silva, José Prates, Tuck Wai Chan, Elsa Mourão, Sónia Gomes, Elisa Chuang, Luis Jordão e Helena Batista. A todos estou imensamente grato, pela bondade na partilha, pelo desejo de ajudar, mesmo alguns não me conhecendo, nem fazendo ideia de como seria a revista.

Neste conceito editorial apenas convidei a pessoa a escrever, não indicando também quem iria participar para que não houvesse qualquer tipo de influência. Cada vez mais sinto que devemos estar por acreditar nos propósitos e que na diversidade de experiências, encontramos algo de comum para nós.

Também na revista pretendo ter um grafismo de capa sempre diferente, pelo que cada número terá um designer único. Neste número, não posso deixar de agradecer imenso o trabalho da Ana Valentim Santos, da Orion Studio, pela diligência, criatividade e espírito voluntário.

Podes fazer download da revista, gratuitamente, no site https://www.budismo.org.pt, assim como ler vários artigos sobre Budismo e estudos académicos.

Desejo que este trabalho possa ser útil para ti e para todos.

2 thoughts on “#1 da revista Budismo, uma resposta ao sofrimento”

  1. Grata por toda a partilha e conhecimento a que tenho acesso desde que “conheci” o Reiki e ao teu projeto João.
    Vim dar “aqui” porque sou terapeuta e massagista e me diziam que tinha um toque reikiano..pesquisei e comprei o “Grande Livro do Reiki”, desde então – 2018, julgo – que , com dificuldade no início – me sinto, tornei-me melhor pessoa, tenho melhor entendimento, etc etc etc…julgo não ser necessário extender-me mais : )
    e depois veio o conhecimento – ainda muito pouco mas já muito enriquecedor – sobre o Budismo <3
    Ainda não tinha enviado uma mensagem, foi agora e um Muito Obrigado por tornares acessível Todo o conhecimento e sabedoria destes temas que nos despertam.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.