Porque um Mestre de Reiki é uma pessoa como qualquer outra e o respeito não implica dependência

Ao longo dos tempos vamos verificando como seguir obstinadamente uma pessoa nos pode levar à desilusão. Umas vezes seguimos porque acreditamos naquela pessoa como um exemplo, outras porque apenas estamos perdidos e ali fomos acolhidos. Na verdade, precisamos sempre nos interrogar porque seguimos algo ou alguém, o que isso nos traz para a vida e o que nos leva a dar de volta.

Respeito não é dependência

A prática de Reiki começa com as mãos em gassho, as mãos juntas e esse é um sinal de respeito. No Usui Reiki Ryoho, existem níveis que distiguem a aprendizagem, mas não existe a diferenciação entre os praticantes.

Podemos achar que quando se faz o último nível, o Gokukaiden, que chegamos ao fim… mas na verdade, apenas começamos a longa jornada da vida. Então, porque nos considerarmos melhor que os outros?

Quanto mais aprendemos, mais nos devíamos formar, mas como compreender isso observando a razão pela qual o Mestre Usui criou o seu método?

Pelas suas palavras, mesmo em 1922 as pessoas precisavam reconstruir e melhorar a sua vida, interior e exteriormente, da mesma forma nos dias de hoje o precisamos fazer.

Reflexões sobre porque precisamos seguir alguém?

  1. Tens confiança em ti mesmo, ou necessitas da aprovação de outra pessoa?
  2. Sentes que pensas por ti e os teus valores conseguem guiar-te, ou precisas que outro te dê continuamente essas indicações?
  3. O que pensas, sentes e fazes está em coerência, ou precisas que alguém te indique o que é correto ou errado?

Estas são apenas três simples questões, mas que representam muitas profundas reflexões. Não há nada de errado em pertenceres a um grupo, a teres alguém que te oriente, que te ensine, mas poderá haver algo de errado se colocas toda a tua felicidade nessa pessoa, ou todas as indicações para a tua vida.

A prática de Reiki, como ensinada pelo Mestre Usui, indica respeito individual e coletivo, crescimento e aprimoramento. Qualquer um desses valores, qualquer uma dessas direções de caminho, não implicam subserviência, mas sim respeito… individual e coletivo.

Ser Mestre de Reiki é ser um praticante, ser praticante de Reiki é cumprir os cinco princípios. Todos começamos com as mãos em gassho, as mãos juntas… só por hoje.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.