Ao encontro de mim mesmo – uma meditação para a autoaceitação e autoestima

Muitas vezes fazemos tudo pelos outros e depois esquecemo-nos de nós mesmos. Uns por umas razões, outros por outras, mas para alguns isso acontece porque não se acham merecedores. Mas que sentido terá a vida se só os outros podem ter amor, bondade, compaixão, ou até mesmo atenção?

Tudo precisa ter um equilíbrio na vida e o dar significa também saber receber. Quando melhoramos a nossa capacidade de autoaceitação, melhoramos também a nossa autoestima.

Meditação para a autoaceitação e autoestima

É preciso que esta meditação seja feita passo a passo e com serenidade, ou seja, vai só a uma situação de cada vez e não comeces logo pela situação mais grave na tua vida. Com esta meditação podes começar a cultivar mais amor por ti mesmo, mais sentido de que és capaz de cuidar de ti, que vale a pena aceitares-te e seres bondoso para contigo.

  1. Senta-te confortavelmente, ou se quiseres podes estar deitado;
  2. Leva a tua atenção à respiração, sente como o ar entra… como o ar sai do teu corpo;
  3. Permite-te sentir o teu corpo. Se sentires algum desconforto, leva a tua respiração até lá;
  4. Ao inspirar leva o ar fresco e uma sensação de bem estar a esse desconforto;
  5. Ao expirar, deixa sair a dor ou desconforto que tinhas;
  6. Mantém essa respiração até sentires que tudo está bem contigo;
  7. Quando quiseres, imagina que tens à tua frente uma cascata de água muito pura e cristalina;
  8. Coloca-te debaixo da cascata e sente a sua pureza a limpar todo o teu corpo;
  9. Quando quiseres, deixa essa água pura entrar dentro do teu corpo e lavá-lo interiormente;
  10. Observa-te e vê como estás limpo por fora e também por dentro;
  11. Agora é o momento de apreciares como é bom estares em ti mesmo;
  12. Como se te abraçasses a ti mesmo, sorri, aprecia o momento e diz “é tão bom estar comigo”;
  13. Sente como dás força a ti mesmo;
  14. Quando quiseres, vai até uma situação que achaste que precisavas de ajuda ou amparo;
  15. Observa-te a ti nesse momento da vida;
  16. Sente a compaixão por ti mesmo;
  17. Mantém a tua respiração tranquila assim como a sensação de pureza da cascata;
  18. Quando quiseres, abraça-te a ti mesmo e diz o que precisavas de ouvir naquela situação;
  19. Sente como dás força a ti mesmo e como a tua pureza passa para o teu eu naquela situação, ficando ambos brilhantes e serenos;
  20. Quando quiseres, despede-te de ti mesmo e da situação, com gratidão e bondade;
  21. Coloca as mãos no teu coração e sente a tua própria bondade e o amor que és capaz de ter por ti mesmo;
  22. Sente como és capaz de te ajudar a ti mesmo;
  23. Isto é aceitares-te, aceitares que és capaz de dar o que é bom a ti mesmo, que és merecedor e que a vida é valiosa por ti mesmo;
  24. Sente a tua respiração, se tiveres algum desconforto leva-a até lá. Ao inspirar traz serenidade, ao expirar, retira a tua dor;
  25. Quando quiseres terminar, agradece.

Se sentires que as tuas questões são mais complexas para lidares com elas, encontra um profissional de saúde que te possa orientar.

Poderás encontrar outras meditações guiadas e formas de desenvolveres a prática de meditação em Reiki, Meditação e Consciência.

Please wait while flipbook is loading. For more related info, FAQs and issues please refer to dFlip 3D Flipbook Wordpress Help documentation.

1 thought on “Ao encontro de mim mesmo – uma meditação para a autoaceitação e autoestima”

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.