Como estar numa fila de espera

Começamos um novo período na vida, de interação social, mantendo o distanciamento. O que acontece quando temos que ir para uma fila de espera nos correios ou comércio?

Não só podemos estar agitados por não estarmos habituados a andar de máscara e não interagir como fazíamos, como podemos ficar mais stressados por querermos sair daquela situação.

Estar numa fila de espera com a sabedoria da prática de Reiki

Vamos então ver cinco dicas da prática de Reiki para te ajudar numa fila de espera:

  1. Momento presente

    Chegas ao local e vês uma fila que pode agitar a mente “quanto tempo vou demorar aqui? Não me posso encostar a lado nenhum! Nem sei se quero falar com alguém!”.
    É o momento para parar. Enraiza-te. Lembra-te da técnica Joshin Kokyu Ho – inspira… expira… o ar entra em ti, é vida; o ar sai de ti, libertas o teu peso.
    Assim, todas as tuas questões começam a abrandar. O stress a sair pela expiração, os pensamentos a não serem alimentados porque serenas a mente.
    Estar no momento presente, é praticar o Só por hoje.

  2. Reconhecimento

    Possivelmente irás ver duas filas, a das pessoas que aguardam, com distanciamento, e a das pessoas prioritárias. Ao longo do tempo, poderás ficar agitado ao ver que elas entram primeiro e tu tens que aguardar cada vez mais tempo. Poderás até ver pessoas que não deviam ali estar e apenas se aproveitam de uma condição. Então, o que fazer?
    Reconhece!
    A consciência social indica-nos que deve haver ajuda a quem mais esteja em necessidade. Uma pessoa com dificuldades motoras, um doente oncológico, uma pessoa grávida ou alguém muito idoso. Reconhecemos e compreendemos que um dia poderíamos ser nós a estar naquela situação. Nessa altura, estaríamos gratos por o nosso sofrimento ser menor.
    Então, reconhecemos a situação, compreendemos e agradecemos.
    Isto leva-nos ao próximo passo, o sabermos estar centrados.

  3. Centrar

    Estar centrado significa que não me vou projetar para a ansiedade do momento seguinte, ou seja, não pensar “nunca mais anda, tenho que me despachar”. Este centrar, é uma extensão do “momento presente”.
    É como se estivesses consciente de estar no teu corpo, sentir a tua respiração, harmonizando as emoções e os pensamentos. Este centrar é o estar atento, consciente e harmonioso.

  4. Apreciar

    Ao estares atento, consciente e harmonioso, há mais uma dica valiosa para te auxiliar a evitar o stress – o apreciar. Aprecia uma nova perspetiva, o céu como está, a rua, as árvores, aprecia o estares vivo quando tantos estão doentes – apreciar é valorizar. Aproveita e exprime a tua gratidão… vais ver como o tempo acaba por passar tão bem e com menos peso.

  5. Ajudar

    Sermos diligentes e bondosos é estarmos conscientes. Sendo praticante de Reiki há muito que podes fazer mesmo não tocando ou falando com a pessoa. Se vê alguém mais agitado ou aflito, envia passivamente Reiki, e a pessoa necessitar de energia para se acalmar ou para alguma dor, ela receberá. O envio de Reiki é sempre passivo.
    Ajudar é contribuir para uma sociedade harmoniosa. Nem tudo precisa ser evidente, tanto acontece sem vermos.

Como vês, a prática de Reiki pode ajudar-te nas coisas que antes eram simples e agora se tornam por vezes exigentes. Temos as ferramentas e, por isso mesmo, só por hoje, vale a pena praticar.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.