Compreender o chorar num autotratamento

Ao fazer o autotratamento podes chorar, mesmo sem teres vontade de chorar. Esta é uma das reações de homeostasia que podemos encontrar ao cuidar de nós próprios.

Mas será que chorar é algo de mau?

O chorar num autotratamento

Pensa em ti como um biblioteca gigante onde acumulas a experiência de uma vida. Ao longo do nosso tempo, passamos por tantas situações boas, más, neutras, que é impossível nos recordarmos de todas.

No entanto, muitas dessas situações ficam em nós registadas e vão-se acumulando, assim como os vários estratos geológicos, ao longo dos anos.

Quando começamos a aplicar Reiki, conhecemos algo de extraordinário que nos toca interiormente. O autotratamento, permite-nos entrar em contacto com o nosso íntimo e este processo de autoconsciência revela os estratos que possam necessitar de cuidado.

Como observar o chorar num autotratamento

Se sentiste vontade ou se choraste no teu autotratamento, ou se até mesmo correu uma pequena lágrima, podes fazer um pequeno trabalho de investigação.

  1. Posição

    Em que posição começaste a sentir essa vontade ou correu uma lágrima?
    Por vezes, essa posição poderá ser o local que necessita de tratamento.

  2. Emoção

    Ao sentires a lágrima ou ao chorares o que sentiste que estavas a libertar? Veio alguma imagem ou situação à tua mente? Que emoção sentiste?

  3. Resultado

    Quando terminaste de chorar ou depois de te ter corrido a lágrima, como te sentiste no geral?

  4. Continuação

    Continua a fazer o mesmo autotratamento, com a mesma intenção, mais alguns dias seguidos, aplicando mais tempo na região que te fez chorar ou que te trouxe a lágrima ao olho.
    Deixa as tuas emoções se manifestarem e entende-as.

É por isso que o autotratamento é tão incrível, ele ajuda-nos a sentir, compreender, conhecer de forma mais aprofundada, tudo aquilo que somos.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.