Ser positivo pela prática de Reiki

Ser positivo não é de todo fácil. Todos os dias encontramos notícias que nos mostram o pior do ser humano, ao nosso lado no local de trabalho vemos exatamente o mesmo e, por vezes, somos subterrados por lamentos, tristeza, mágoa, raiva, ganância, medo e muitas mais emoções de alguém que apenas está a falar connosco.

Tentar ser positivo parece que nos pode levar a uma alienação da realidade porque achamos que nada está positivo.

Como a prática de pode ajudar a ser positivo, mas integrado na vida

Quando cultivamos em nós uma grande vontade de viver melhor, de corrigir os nossos pensamentos, refinar as emoções, ter ações, atitudes, que estão em consonância com o que pensamos e sentimos, acreditamos e sentimos que estamos a construir um jardim interior. Algo que é bom para nós e também que será bom para os outros. É um jardim vasto, sem vedações.

Acreditamos que ao sermos melhores, também tudo ao nosso redor poderá ser, mas muitas vezes sentimo-nos poluídos e o nosso jardim que era tão belo, parece ter sido arrasado por uma manada de elefantes.

Então, percebemos que o nosso princípio base, de nos querermos melhorar está correto, mas a forma como estamos a fazê-lo com os outros, poderá não estar a ir pelo melhor caminho.

Como o fazer corretamente?

Nestas palavras do Mestre Usui compreendemos enormes lições:

  1. Devemos sempre cultivar, desenvolver, crescer diligentemente;
  2. O nosso crescimento espiritual, ou seja, de consciência, trará coerência com a própria vida;
  3. Tudo o que pensarmos, falarmos, sentirmos e agirmos, estará de acordo com essa coerência;
  4. O nosso esforço e resultado em viver melhor está diretamente ligado à capacidade de compreendermos a vida, estando em coerência connosco e com a própria vida.

Então, ser positivo trata-se de ser coerente. Esta atitude não é aquela que nos diz “quero ser promovido, vou fazer tudo para passar à frente dos outros, de qualquer forma”. Esta coerência é aquela que compreende a harmonia da vida.

A harmonia da vida como base para ser positivo

Se observarmos o nosso percurso na vida, compreendemos que na verdade, tudo é uma espécie de troca, que há sempre um dar e receber e que os nossos valores fazem-nos sentir equilibrados perante essa troca, ou desfalcados.

Quando valorizamos cada vez mais o aspeto construtivo e harmonioso da vida, menos queremos o aspeto destrutivo e desequilibrado, mas precisamos, mesmo assim, compreender que ele existe.

Apesar de querermos algo de bom para todos, não significa que todos também o queiram, que sejam capazes de o entender, mesmo que esteja à vista o resultado de não o alcançarem.

Então, ser positivo significa ser capaz de manter e fortalecer a nossa atitude, sendo impulsionados pelas atitudes contrárias que prezamos.

Por exemplo, quando escutamos a mágoa de alguém ou a sua inveja, não devemos sentir repulsa pelas emoções mesquinhas, mas sim serenidade e entendimento de que aquela pessoa está a sofrer, desconhece melhor e por isso transborda esses pensamentos e ações. Nós não o quereremos fazer, porque já compreendemos que é não é por aí que ficaremos mais felizes, mas essa pessoa ainda não o compreendeu e terá que fazer o seu próprio caminho. Por muitos exemplos que dês e ajuda, não quer dizer que a pessoa conseguirá ultrapassar as suas questões. E isto também tem que ser compreendido como parte da harmonia da vida.

Ser positivo poderá não ser difícil de alcançar, mas o manter essa atitude é que poderá ser difícil.

Como os cinco princípios nos poderão ajudar?

  1. Só por hoje

    Estando em contato com as emoções negativas dos outros, ou os acontecimentos negativos da sociedade, mantém-te no momento presente, não os reforces com memórias do passado, não queiras fugir da situação, ela existe e está ali contigo. Tu podes dar um contributo positivo, mas não te deves apegar ao resultado.

  2. Sou calmo

    A interação de emoções precisa ter uma gestão harmoniosa. Se alguém tem constantemente uma atitude de mal dizer e não podemos evitar essa situação, podemos usar virar a conversa “compreendo, tudo está mal. Que tipo de pensamento devíamos ter para que as coisas corressem melhores?”
    Promover harmonia!

  3. Confio

    Muitas vezes afundamo-nos no que não é bom que nos rodeia porque sentimo-nos cansados de escutar. Se a pessoa está com dificuldades, possivelmente a sua autoconfiança está baixa. Ajuda-a a resgatá-la.
    Empoderar o outro!

  4. Sou grato

    Compreender as lições dos outros faz-nos crescer ainda mais. Ajudá-los a compreender a suas próprias lições pode trazer-lhes clareza.
    A gratidão é um entendimento da vida.

  5. Trabalho honestamente

    Devemos encontrar o equilíbrio entre a nossa interação social e o retiro que necessitamos. Reequilibramo-nos para voltarmos ao quotidiano, fortalecemos o interior para voltarmos a estar e, se necessário, ajudar. Sempre será assim.
    Compreender que o esforço sempre existirá, pode trazer-nos serenidade.

  6. Sou bondoso

    Quando escutas e quando falas, partilhas um pouco de ti. A tua bondade assenta na capacidade de estares na própria vida e esta tem bons e maus momentos.
    Dá, recebe, compreende que a vida é interagir.

Aplica também autotratamento primeiro cuidando do Chakra Raiz e depois colocando uma mão no Chakra Cardíaco e outra no Plexo Solar.

Ser positivo não é fácil, mas é cumprir a Arte Secreta de Convidar a Felicidade. Os outros farão o seu próprio caminho. Nós escutamos e ajudamos da melhor forma possível, mas não poderemos fazer o caminho por eles. Compreender significa desapegar positivamente.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.