A importância das memórias – como cultivar as boas e trabalhar as más

As memórias acompanham-nos ao longo da vida, como gravações de momentos que a mente considerou importante registar.

Quem somos? Somos o que recordamos.

Prashant Godbole, fotógrafo

Ao longo do tempo, vamos acumulando cada vez mais memórias, isso é natural. Algumas esquecemos e outras guardamos. Quando acumulamos recordações boas, a nossa vida é leve, quando reservamos as más no nosso interior, a nossa vida torna-se um pesadelo.

As memórias e como as trabalhar pela prática de Reiki

As memórias que sejam de momentos conturbados, podem gerar-nos ansiedade e mesmo depressão. Se te encontras num momento em que sentes que não tens força para o resolver, procura um profissional de saúde adequado para te auxiliar.

Ao sentirmos que estamos a acumular demasiadas experiências negativas, ou contradições, está no momento de parar e reconsiderar o nosso percurso de vida.

Como observar as memórias pela meditação

Uma das formas de gerirmos as nossas lembranças é através da meditação. A mente pode estar a entrar num ciclo ininterrupto e precisa de repouso, de capacidade para escoar.

Uma da técnicas de Reiki que te pode ajudar é o Joshin Kokyu Ho, onde nos focamos na respiração, para serenar a mente.

Como tratar as memórias

A prática de Reiki pode trazer-nos várias opções para trabalhar as nossas memórias e criar um espaço maior para cultivar as que são boas.

  1. Meditação

    Meditação significa concentração e contemplação. Esta é uma técnica que vários métodos usam e que pode ajudar-te a gerir melhor a mente.

  2. Tomada de consciência

    Reflete um pouco sobre que memórias há a trabalhar e como sentes que o deves fazer. Experimenta também refletir com os cinco princípios.

  3. Envio de Reiki

    Enviar Reiki para o passado não significa apagar as nossas vivências, mas sim compreender que as podemos tratar e que hoje não somos as pessoas que éramos.
    Enviar Reiki poderá também ajudar a desapegar da situação.

  4. Mudança de hábitos

    Aplica a técnica Seiheki Chiryo se tiveres o segundo nível de Reiki, irá ajudar-te a melhorar os teus hábitos, incluindo a forma como te apegas a determinadas memórias.

  5. Autocuidado

    Aplica Reiki não só na cabeça, faz um tratamento completo e verifica como está o teu Chakra Raiz e Chakra Esplénico.

  6. Receber Reiki

    Podes também receber Reiki como forma de tomada de consciência, limpeza e equilíbrio da tua energia, pois os nossos pensamentos são também energia.

As nossas memórias podem ser como pérolas, como um tesouro inimaginável para a nossa vida. Devemos aprender com as lições dos nossos erros, que foram escolhas em determinado momento da vida, mas também devemos saber cultivar as memórias que nos são boas.

Guardar e estimar as boas recordações não é alienarmo-nos do passado e reconstruí-lo sem as suas partes más, é sim saber escolher corretamente o que é mais valioso e corrigir o que tem de ser trabalhado.

Muitas vezes, o relacionamento com os outros é prejudicado, porque apenas nos apegamos às más recordações de um momento. Esse momento deve ser trabalhado, mas sem dúvida que o que é bom deve também ser mantido.

Quando nos recordamos de questões da infância, elas devem servir para nos dar a orientação para uma boa vida e para ajudarmos também os outros a tê-la, mas se nos apegarmos a elas sem resolução, apenas sofremos.

A missão do Usui Reiki Ryoho indica que devemos “guiar para uma vida pacífica e feliz…”, estas palavras são como as luzes de uma pista de aterragem, servem para nos orientar para o que é verdadeiramente importante.

No livro Reiki, Meditação e Consciência encontras várias dicas para trabalhar a consciência, a mente e como o fazer através da meditação e da prática de Reiki.

Please wait while flipbook is loading. For more related info, FAQs and issues please refer to dFlip 3D Flipbook Wordpress Help documentation.

Outros Cursos
Categorias de Artigos
Recebe a newsletter

Newsletter

Comments
All comments.
Comments

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.