Será possível uma autosintonização na prática de Reiki?

Uma autosintonização pressupõe-se que a pessoa realiza uma sintonização a si mesmo. Neste caso, iremos ver esse pressuposto dentro da prática de Reiki, o que é possível ou não e mesmo o que é de todo incorreto.

A autosintonização na prática de Reiki

A sintonização é um termo ocidental que tenta traduzir o conceito de Reiju, que é uma técnica apenas ensinada a Mestres de Reiki, para auxiliar uma pessoa a trabalhar de forma mais direta com a energia Reiki, ou Energia Vital do Universo, energia que está presente em todo o lado, incluindo em nós próprios.

Este é um processo que deve ser feito presencialmente, por um mestre devidamente qualificado, assim como com a prática e condições energéticas, físicas, mentais e emocionais para tal.

O Reiju tem um conceito muito simples, o de auxiliar a pessoa na sua própria ligação à energia, mas a forma de o fazer nada tem de simples.

Hoje em dia, existem muitos videos no Youtube sobre sintonizações, muitas pessoas fazem sintonizações à distância e tudo se torna possível, mas talvez não seja bem assim.

Não importando a quantidade de alunos que tenha numa classe, este é um processo de um para um e não de um para muitos ou de um para alguém ausente. Isto porque é um processo que requer toda a envolvência daquele que o está a realizar.

Então até há mesmo quem pense – se o Mestre Usui sentiu Reiki e não recebeu sintonização de ninguém porque não hei-de eu fazer o mesmo?

Sim, é verdade que todos nós sentimos Reiki sem termos aprendido Reiki, mas o seguir o método e receber o seu Reiju ou sintonização, é algo de muito diferenciador. Isto porque

Autosintonização sem ser praticante de Reiki

Reiki é energia universal vital e todos nós a captamos, todos nós a sentimos. No entanto, uma pessoa não pode “imitar” uma sintonização Reiki a si mesma pensando que estará a introduzir-se na prática de Reiki. Na verdade, o praticante de Reiki é aquele que pratica os cinco princípios e a filosofia de vida, sendo que estes princípios ensinam-nos que não devemos querer atropelar o caminho e que todo o nosso propósito deve ser correto. Isso é algo que podemos encontrar na missão que o Mestre Usui nos legou.

Por isso, se não és praticante de Reiki, não faz sentido a autosintonização, faz sim sentido aprenderes e praticares os cinco princípios, isso sim fará toda a diferença na tua vida.

Se alguém fizer autosintonização sem ser praticante de Reiki, Mestre de Reiki e ensinar outros dizendo que estão a aprender Reiki, está a cometer uma fraude, pois a sintonização é mais que movimentos de mãos.

Autosintonização sendo Mestre de Reiki

Um Mestre de Reiki pode e deve, ocasionalmente, fazer uma autosintonização, assim como faz uma sintonização a um aluno, pois irá auxiliá-lo a rever os passos e a sentir a sua energia e o fluxo de Reiki durante o processo de uma forma completamente diferente.

Autosintonização não sendo Mestre, mas praticante de Reiki

Se és praticante de Nível 1, 2 ou 3 e pretendes fazer uma autosintonização, não o faças, pois não tem qualquer sentido. Aquilo que deves fazer para sentires a “autosintonização” é sentares-te, recitando os cinco princípios e depois praticares a técnica Gassho Kokyu Ho durante 30 minutos, depois, desenhar cada um dos símbolos na palma da mão e voltar a estar mais 30 minutos com as mãos em Gassho. Com toda a certeza que irás então perceber a tua autosintonização.

Se alguém quer seguir o seu próprio caminho sem ter uma sintonização realizada por um Mestre qualificado, poderá fazê-lo, mas não chamando-o de Reiki. Porque não criar o seu próprio método e a sua própria forma? Pois não faz sentido algum usar um nome, sem usar verdadeiramente todo o conhecimento por detrás dele, algo que demora bastantes anos a alcançar.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.