2019 - Consciência

O karma, ou melhor, como os pensamentos influenciam a nossa vida

A raiz sânscrita da palavra karma é “fazer”, ou seja, o seu sentido está associado a ação. Commumente associamos karma a algo que é bom ou que é mau para nós, uma retribuição de algo, mas isso é limitar bastante a essência profunda do conceito e das suas lições.

O karma, a mente e a nossa vida

Tudo na nossa vida tem causa e efeito, ou seja, tudo tem uma raiz e um fruto, uma ação e uma reação, mas estas raizes e frutos não acontecem espontaneamente, mas são resultado de uma interdependência entre tudo na vida.

Quando cultivo intenções, estou a criar raizes, quando cultivo hábitos estou a florescer algo que dará frutos, conscientes ou inconscientes.

Então, as coisas acontecem na vida e dizemos, “que sorte”, “que azar”, mas que intenções, pensamentos, hábitos, estão por detrás dessa sorte e azar?

Essa é uma reflexão que nos ajuda a compreender cada vez melhor como funcionamos e quem somos. Sentimos o coração pleno de bondade, mas surge-nos raiva e revolta, porque? Porque essas raízes estavam presentes em nós e elas frutificam mais cedo ou mais tarde, para que possam ser aproveitadas ou removidas. Vendo o karma, a causa e consequência, compreendemos que a nossa vida tem muito a aprender da observação da natureza.

Se o teu terreno é bom, se a tua semente é boa e cuidares do que crescer, terás frutos de acordo com essas condições. E também como na natureza, até num bom terreno, de uma boa semente, com um bom cuidado, pode surgir, surge mesmo, um fruto que não é bom, porque nada é realmente perfeito, no entanto, até o mau fruto tem uma parte que é boa, ou poderá servir como fertilizante para boas árvores.

Assim, para compreendermos o nosso karma, ou seja, a ação da nossa mente, precisamos entender que pensamentos temos ao longo do dia?

Muitas vezes sentimos a cabeça cansada, mas que pensamentos produzimos ao longo do dia?

Observa bem todos esses pensamentos, que frutos achas que eles te trarão? Que impacte levarão à vida dos outros?

Uma fórmula simples para gerar bom karma

Numa vida difícil, tudo parece difícil, mesmo o que seja fácil. Isto porque existem tantas intenções, pensamentos e hábitos, que tem que se transformar tudo o que possa não ser bom. Tendo em conta a acumulação de anos, poderá haver mesmo muito a trabalhar.

No entanto, compreendemos que ser diligente pode trazer bons resultado. Como Lao Tzu dizia, uma grande jornada de mil quilómetros, começa com um simples passo. Esse simples passo é a nossa capacidade de estarmos conscientes, de mudarmos o padrão dos nossos pensamentos e passarmos a cuidar do terreno da nossa mente, das sementes que nela colocamos e do cuidado que vamos dando (conscientemente) ao que nela vai crescendo.

Pode parecer trabalhoso, mas na verdade é tão fácil como tudo o que deixamos crescer de forma desordenada na nossa vida. Tudo começa com uma intenção e com um hábito, ambos surgem com o pensamento.

Bons pensamentos, boas palavras e boas ações, ajudam-nos a ultrapassar as nossas dificuldades diárias. É difícil, mas tudo começa por algum lado.

Designer, Mestre, Terapeuta de Reiki, Presidente da Associação Portuguesa de Reiki e fundador da Ser - Cooperativa de Solidariedade Social. Autor dos livros «Reiki Guia para uma Vida Feliz», «O Grande Livro do Reiki», «Reiki Usui», entre muitos outros. Fundador da revista "Budismo, uma resposta ao sofrimento". Acima de tudo quero partilhar contigo o porquê de Reiki ser a «Arte Secreta de Convidar a Felicidade».

Um comentário

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.