Só por hoje, Sou Grato – Cinco Princípios para a Saúde Mental

A gratidão é uma atitude que todos nós temos e que consideramos que sempre a expressamos, mas será mesmo assim?

De que forma a gratidão pode ser importante para a nossa saúde mental?

A gratidão, o terceiro princípio para a Saúde Mental

No seu programa de Saúde Mental, a Direção Geral de Saúde dá-nos alguns dados de condições que levam a perturbações mentais:

Em Portugal as perturbações mentais comuns são uma das principais causas de incapacidade para a atividade produtiva, expressa, por exemplo, pelo elevado número de baixas e de reformas para a atividade profissional. Simultaneamente somos, há anos, o maior consumidor europeu de benzodiazepinas (os tranquilizantes mais frequentes ou ansiolíticos), com valores também relevantes nos antidepressivos e nas bebidas alcoólicas.  Quer as benzodiazepinas quer o álcool induzem dependência e tolerância, tendo, entre outros, um efeito meramente sintomático: não interferem na origem do sofrimento psíquico, apenas na expressão dos seus sintomas, com várias ações adversas possíveis: défice cognitivo (memória, quiçá indução de quadros demenciais) nas benzodiazepinas em toma prolongada; comportamentos de risco e indução de depressão nas bebidas alcoólicas.

Direção Geral de Saúde

Quando estamos em sofrimento, a nossa tolerância reduz-se drasticamente e mesmo o sentido da vida parece muito negativo, ou perdido. O desequilíbrio mental e emocional que podemos estar a passar, leva-nos a uma espiral que só nos arrasta para um sofrimento maior.

Perdemos a capacidade de nos lembrar-nos das coisas, principalmente as positivas, o nosso pensamento fica mais lento e toldado, as emoções parecem divagar numa espécie de nevoeiro sobressaltado. Sofremos e isso poderá trazer a dor física, se não a tivermos já instalada em nós próprios.

Mas como poderá a gratidão nos auxiliar na nossa saúde mental?

A nossa perspetiva de vida poderá mudar através da gratidão, mas de que forma o poderemos fazer sem parecermos tolinhos?

  1. Entendimento das lições da vida

    O que te leva a sofrer? Porque o sofrimento está instalado em ti?
    Escreve num papel que tipo de sofrimento tem e o que o possa ter causado. Que ações tuas levam a que esse sofrimento surja? Como podes mudar a tua ação para que ele não se repita?
    Agradece pela tua tomada de consciência.

  2. O reconhecimento das coisas boas

    Que coisas boas existem na nossa vida e que coisas boas nós fazemos?
    Se fizeres uma lista dessas coisas boas, porque não agradecer por cada uma dessas ações e atitudes?

  3. Tudo é impermanente

    Ao observares estes passos anteriores, deves ter constatado que as coisas estão sempre em constante mudança. Umas vezes estás bem, outras nem por isso. Umas vezes as coisas corre muito bem e outras até muito mal, tudo está sempre em mudança.
    Essa consciência pode trazer-te muita serenidade na vida, será que a aceitas? Consegues agradecer a impermanência?

  4. Cultivar o bem-estar

    De que forma cultivas e manténs o teu bem-estar? Cuidas de ti? De que forma geras a tua vida harmoniosa (Sou calmo), ou como tem estado a tua autoestima (Confio)?
    Se és praticante, recorda-te do teu autotratamento, aplica o byosen para compreenderes o que possa estar em desequilíbrio. Descansa e revitaliza-te com a prática meditativa Joshin Kokyu Ho e recebe Reiki regularmente.
    Quando cuidas de ti, não vale a pena agradecer por isso?
    O que faz esse gesto de gratidão à tua autoestima e perceção da vida?

  5. Mudar o pensamento

    Se o teu pensamento perturba a tua saúde mental, então está na altura de o mudar. Além de todas as dicas anteriores, pratica constantemente o Nentatsu, a técnica do pensamento positivo, para que saibas construir um caminho genuíno que vai ao encontro de quem és.
    Agradecer por ter a capacidade de o fazer, é também valioso.

Só por hoje, sou grato, é um pilar essencial para a nossa higiene e saúde mental. É uma forma de entendimento e de crescimento pessoal. É uma libertação de um peso, pois ao agradecermos as coisas más que nos acontecem, parece ser mais fácil encontrarmos o seu entendimento e desapego.

A prática de uma filosofia de vida não acontece de um dia para o outro, apesar de os seus resultados começarem a ser evidentes. Serás aquilo que praticas em consciência.

Este artigo foi criado no âmbito do tema “2019 Ano da Meditação e Saúde Mental” da Associação Portuguesa de Reiki. Torna-te associado, aqui…

Categorias de Artigos
Recebe a newsletter

Newsletter

Comments
All comments.
Comments

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.