Sentir o corpo a balançar ou rodopiar em meditação

Ao estarmos sentados, podemos sentir o corpo a balançar ou rodopiar em meditação. Umas vezes é como se ele descrevesse uma circunferência, outras como se abanasse, ou para a frente, ou para os lados, ou até de uma forma serpenteante, como se algo o fizesse movimentar involuntariamente.

Este tipo de sensações não têm nada de errado e até se torna bastante clarificado compreender porque acontecem.

Porque podemos sentir o corpo a balançar ou rodopiar em meditação e o que fazer?

As reações do corpo a um estado mais harmonioso ou ao fluxo da energia, poderão depender muito de pessoa para pessoa, por isso nada melhor que te observares corretamente.

Ao estarmos um pouco mais centrados, querendo serenar a mente e o coração, o corpo poderá manifestar reações às quais não estamos habituados.

Balançar ou rodopiar, sentir uma espécie de piquinhos no corpo, comichão que vai andando pela pele, são muitas as manifestações que poderão acontecer e são absolutamente naturais.

Por vezes, estas manifestações são somatizações de estados emocionais, outras representam alguma parte do corpo que está mais parada quer no fluxo de sangue e/ou de energia, ou mesmo movimentação que a energia faz pelos nossos centros de consciência, os Chakras.

Se estas manifestações são desconfortáveis para ti, deixo-te algumas dicas que te irão ajudar a preparar para a tua prática e assim, talvez, te tragam mais conforto.

  1. Entrega-te ao sentir

    Numa primeira abordagem, entrega-te a sentir o que o corpo te manifesta, o que ele te quer transmitir, o que se possa estar a passar com ele. Escuta o teu corpo como se fosse o teu melhor amigo pois irás compreender-te muito profundamente.

  2. Aquece

    Poderás fazer exercícios de alongamento para que o corpo se prepare melhor antes de ficar algum tempo em repouso.

  3. Movimentar o sangue e a energia

    Se sentes, principalmente piquinhos ou formigueiros a percorrer o corpo, esfrega vigorosamente os braços, a cara, couro cabeludo, o peito e abdómen, as pernas. Isto irá ajudar à circulação sanguínea e ao movimento da energia.

  4. Colocar uma intenção

    Cria uma intenção para a tua meditação. Esta intenção é importante pois irá “focar” toda a energia do teu momento meditativo.

Sentir o corpo a balançar ou rodopiar em meditação, geralmente tem a ver com os movimentos da Kundalini, a nossa energia primordial, ou ainda com o nosso próprio fluxo interno de energia, que por vezes é como um vento que circula em nós.

Se for agradável, tudo está bem, usufrui esse momento. Se for desagradável, observa as indicações interiores e porque não fazeres autotratamento ou uma sessão de Reiki para compreenderes o que se possa estar a passar energeticamente contigo?

No livro Reiki, Meditação e Consciência poderás encontrar outras dicas sobre reações da meditação e também cuidados a ter, além de 10 meditações guiadas.

Categorias de Artigos
Recebe a newsletter

Newsletter

Comments
All comments.
Comments

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.