Quando recebemos uma sintonização de Reiki isso poderá ser pelas mais variadas razões. Desde um apoio terapêutico a, realmente, uma base para um trabalho pessoal dentro daquilo que é o Usui Reiki Ryoho.

A sintonização e a prática

Apesar de se pensar que é a sintonização de Reiki que diferencia o aluno nos seus vários níveis, há toda uma prática que vai, de facto, confirmar essa sintonização. Para que alguém diga que realmente tem determinado nível de Reiki, precisa considerar o seguinte:

  • Aplicou o autotratamento regularmente;
  • Compreendeu os efeitos e sensações do byosen desse nível;
  • Continuou a prática dos cinco princípios de Reiki e melhorou a sua consciência e questões pessoais;
  • Desenvolveu e aplicou as técnicas de Reiki;
  • Acompanhou as aulas e os trabalhos em cada uma delas;
  • Desenvolveu a prática através do tratamento de Reiki a outros, nas aulas;
  • E muito, muito mais.

Então estes pontos apenas querem indicar que a sintonização é um momento e que não é esse momento por si que faz a pessoa ter concluído um nível, ele é apenas o início de um longo caminho que tem admiráveis mundos a descobrir.

Caso não tenhas disponibilidade para assistir às aulas, confirma sempre com o teu Mestre o que há a trabalhar e a desenvolver. A prática conjunta ajuda-nos no nosso crescimento pessoal.

A sintonização Reiki é uma técnica, apenas aprendida por um Mestre de Reiki, para ligar o praticante, de forma mais imediata à Energia Universal.