Se és uma terapeuta de Reiki grávida, em primeiro lugar, parabéns duplamente porque além de partilhares esta incrível energia de vida, estás também a gerar vida. Sendo uma terapeuta de Reiki grávida, há realmente alguns cuidados que precisas ter, em relação à energia.

Os cuidados a ter de uma terapeuta de Reiki grávida

Reiki é energia vital e trabalhar com ela é sempre benéfico, portanto, não é a energia Reiki que irá trazer algum tipo de dificuldade ou problema a uma terapeuta de Reiki grávida, muito antes pelo contrário. Ao aplicares Reiki, há sempre energia que flui para ti mesma e sem dúvida que o autotratamento te irá ajudar bastante com as dores e efeitos secundários que sintas, ao longo de todo o maravilhoso período de gestação.

A grande questão mesmo está na reação à energia da outra pessoa, aquilo que no Usui Reiki Ryoho chamamos de byosen, termo japonês que significa a “irradiação da doença”.

Se o byosen, a comunicação energética da outra pessoa for muito “insistente” contigo e se sentires que te afecta física, energética e emocionalmente, então tens que tomar algumas precauções, como por exemplo:

  1. Aplicar o enraizamento e garantir que a energia escoa, assim como manter a mente focada;
  2. Limpar sempre a aura da pessoa com o segundo ou quarto símbolo, antes de começar a aplicação;
  3. Interpretar o contacto da energia da outra pessoa como sendo uma informação, uma indicação para uma necessidade e indicares “ok, já irei tratar”, esta é uma forma de “cortares” essa ligação e evitar a insistência;
  4. Observares qual o teu chakra que é mais sensível e fica sempre afectado em alguma comunicação energética, terás que o tratar, por exemplo, limpando o seu interior e aplicando Reiki, no entanto, não te esqueças de ver que tipo de consciência ele representa e o que terás a ultrapassar;
  5. Verifica que está sempre Reiki a fluir em ti e concentra-te mais nessa passagem que propriamente a sentires a outra pessoa, intensamente, (no tratamento);
  6. Caso verifiques que existe energia mais intensa na pessoa, afasta as mãos até um limite confortável para não estares tão sujeita a essa intensidade;
  7. Aplica o autotratamento regularmente e verifica sempre como estás;
  8. Podes também usar o primeiro símbolo em cada um dos lados da tua aura, para intensificares a tua energia;
  9. Há também quem goste de se visualizar dentro de uma “bolha” de energia para se proteger.

Um bebé é uma energia maravilhosa que depende mais dos seus pais do que outras energias exteriores, por isso tem uma espécie de “proteção” natural, que faz parte do seu crescimento. No entanto, se a mãe estiver afectada durante muito tempo, claro que algo poderá afectar o bebé, mas só se essas forem as suas condições de crescimento. Por isso mesmo, à partida, não há que ter receios, mas sim ter todas as precauções que uma grávida tem no seu dia-a-dia. O cuidado energético não difere dos cuidados físicos.

Em O Grande Livro dos Charkas e da Anatomia Energética poderás encontrar, mais detalhadamente, pormenores sobre esta interação energética e como a trabalhar.

Uma gravidez muito feliz e com muito muito Reiki!!!