Quando a tua mente duvida podes encontrar a oportunidade para validar situações ou podes afundar-te num processo contínuo que te impedirá de ter paz… Como podes trabalhar a tua consciência para quando a mente duvida?

Se a mente duvida como transformar um mau processo em boa ferramenta

Cada parte do nosso corpo cumpre a sua própria função, a maior parte das vezes, automaticamente. Os pulmões têm um papel no sistema respiratório, o coração no seu próprio sistema circulatório e assim por diante. Não queremos intrometer-nos em qualquer uma das funções, de preferência, mas há alturas em que precisamos regular o batimento cardíaco para termos um melhor desempenho, a respiração para oxigenarmos e até uma limpeza aos intestinos para que tudo funcione melhor em nós.

Sabemos que tudo é “automático”, mas também que por vezes precisamos ter rédeas quando algo está desregulado. A mente tem também o seu próprio papel. Ela cumpre a sua função de descriminar, julgar, analisar, identificar, pensar, relacionar o real com o irreal. A mente tem uma parte tão importante em nós como qualquer outro órgão, pode ser destruidora ou criadora. A dúvida faz parte das suas funções e é algo que nos ajuda a aferir a realidade e o que sentimos, pensamos.

Em certas alturas da nossa vida, a mente produz demasiada dúvida, ela fica presa num processo irreal em que nada parece estar bem e que há a dúvida de tudo. Se a mente duvida de tudo então não existem âncoras para o nosso bem estar e equilíbrio, perdemos até a confiança em nós mesmos, porque tudo passa a ser uma dúvida.

Como Reiki pode ajudar quando a mente duvida

Se a tua mente duvida é porque “engatou” um processo automático que precisa ser desfeito, para isso, a prática de Reiki pode dar-te algumas respostas de apoio:

  1. A prática da meditação através da técnica Joshin Kokyu Ho – pratica esta técnica 10 a 15 minutos por dia, várias vezes, principalmente quando a tua mente entra em processo de dúvida;
  2. Reflete com os cinco princípios. Cada princípio pode ajudar-te a religar às certezas que tens. O quinto princípio, Sou Bondoso, ajuda-te a compreender que a mente precisa parar que tu estejas bem;
  3. Mudar a atitude com a técnica Seiheki Chiryo;
  4. Receber Reiki pois irá ajudar-te a ter outra perspetiva da tua questão.

Trazer consciência sobre o que fazemos é também parte da “Arte Secreta de Convidar a Felicidade“, como dizia o Mestre Usui. Quão mais consciente fores, mais a tua mente trabalhará contigo e mais as tuas emoções serão um contributo para a tua paz e também para a paz dos outros.

A mente duvida e pode duvidar, faz parte do seu trabalho, mas como em tudo, tem que contribuir para a grande harmonia de todo o nosso sistema vivo, por isso mesmo, a mente deve ser uma grande auxiliar da harmonia e felicidade na nossa vida.