E se a energia não flui para o local onde tu estás em desequilíbrio? Não era suposto isso acontecer porque a energia é “inteligente”?

Porque a energia não flui para onde estamos mal – será que é mesmo assim?

Se és praticante de Reiki e aplicas o autotratamento, por vezes estás doente, ou seja, em desequilíbrio e desarmonia, por alguma razão e se sabes que a energia flui muito naturalmente em ti, por isso mesmo sentes as mãos a ativar com a energia, ou até as mãos quentes, sem sequer pensares nisso, então porque não sentes a energia a fluir “automaticamente” para onde é necessária? Será que a energia não é tão inteligente assim?

O conceito da energia ser inteligente explica-se muito naturalmente, pois tem o mesmo sentido do nosso próprio corpo ser inteligente. O sangue flui para onde é necessário… por vezes surgem é complicações no próprio corpo ou nos comandos que “automaticamente” o irrigam.

Se sentes que a energia não flui não quer dizer que não esteja a fluir. Ela pode estar a fluir, mas como é um processo interior, poderás não o sentir, além do mais, se há algum desequilíbrio em ti, ele não se manifesta só no campo físico, mas também no energético. Vamos imaginar que te magoaste no joelho, essa dor que sentes é uma inflamação que se manifesta no campo energético, também aí, está essa dor e como tal, a energia não flui tão “naturalmente” como o costuma fazer e o processo de autocura, natural no corpo, será muito mais lento.

Então, a energia não flui para a parte afectava, para núcleo dessa zona afectada, porque também no corpo físico, mental ou emocional, algo está em bloqueio, em estagnação, inflamação ou ausência. Naturalmente, a energia sempre flui, mas como tudo, logicamente, por vezes precisa de assistência e é aí que a tua prática de Reiki entra em ação. Compreende o byosen que sentes e aplica o tratamento. Se necessário realiza uma consulta de Reiki e claro, procura um médico especialista.