Em algumas circunstâncias temos que ter a atenção de não aplicar Reiki a outra pessoa, pois poderá ser complicado para nós e também para o outro. Ter isto em mente, pode ajudar-nos a compreender melhor a necessidade do autocuidado, ou seja da aplicação do autotratamento e do sentido dos cinco princípios.

Quando não aplicar Reiki a outra pessoa

Por doença, na prática de Reiki, entendemos o desequilíbrio e desarmonia na pessoa, que podem ir de uma constipação à indisposição emocional, de um temor a um comportamento obsessivo. A prática de Reiki, compreende apenas a energia e como tal, olha para a pessoa como um todo.

Há alturas em que estamos com uma constipação, alergia ou até um pouco “ovelha choné“, aplicamos Reiki a outra pessoa e tudo corre maravilhosamente bem. A pessoa sente-se excelente e até parece que o problema que tínhamos desapareceu. Nessas alturas, afinal não estávamos tão mal quanto pensávamos, apenas estávamos um em desequilíbrio e por isso mesmo, tudo correu bem porque não estávamos focados na doença e trabalhamos bem com a energia.

Mas há alturas em devemos não aplicar Reiki a outras pessoas, tendo uma consciência muito presente e atenta para essas condições. Devemos sempre observar esta possibilidade através dos cinco princípios:

  1. Será que tenho a mente serena e consigo estar no momento presente?
  2. Será que me sinto confiante e com as condições necessárias para fazer um bom trabalho?
  3. Será que estou de coração predisposto a fazer o que tenho a fazer, independentemente da condição da pessoa?
  4. Será que me vou empenhar em honestidade e será que em honestidade sinto a energia universal?
  5. Será que consigo estar num equilíbrio correto entre a bondade para comigo e a bondade para com a outra pessoa?

Algo a ter muito em conta, para verificares quando não aplicar Reiki a alguém, é se a pessoa está num estado debilitado, física, mental, emocional, espiritualmente. A sua debilidade é uma fragilidade, é como se fosse uma flor singular e frágil, num grande campo, tu, enquanto terapeuta de Reiki ou voluntário, poderás ser um cuidador dedicado que ajudará essa flor a crescer, ou então, um elefante que pode levar tudo à frente.

Saber levar um caminho equilibrado na prática de Reiki irá ajudar-te muito e também aos outros, por isso mesmo, sente a energia, reflete com os cinco princípios e observa com uma mente sábia e compassiva.