Tao

A diferença entre uma consulta de Reiki e um autotratamento Reiki

Apesar de ser a mesma energia e de podermos utilizar os mesmos pressupostos numa consulta de Reiki e num autotratamento, existem muitas e significativas diferenças entre estas práticas e, desconhecendo isso, muitos praticantes de Reiki acabam por nunca terem realizado recebido uma consulta, chegando mesmo ao nível de Mestre. Mas será que é realmente importante fazer uma consulta de Reiki?

A diferença entre uma consulta de Reiki, um autotratamento e qual a sua importância?

O autotratamento de Reiki é uma técnica que o aluno aprende logo no seu primeiro dia de prática e é algo que deve ser mantido sempre, ao longo do tempo. Esta técnica permite-nos compreender melhor como estamos, ao nível da energia, trabalhar profilaticamente e desenvolver a nossa capacidade de percepção. Quando aliamos as técnicas e a filosofia de vida, a prática de autotratamento enriquece-se muito e traz grandes benefícios para o praticante, independentemente do seu nível.

A consulta de Reiki, quando realizada por um profissional experiente, pode auxiliar o praticante a ter uma perspetiva diferente da sua questão, levando-o a tomar consciência do mesmo, assim como auxiliar a ter harmonia e equilíbrio de uma forma diferente. Por exemplo, quando tens dores nos ombros pela tensão, experimentas massajar essa zona, mas se continua durante algum tempo, vais a um massagista ou tomas comprimidos. Ou seja, há a nossa capacidade de autotratamento e há, naturalmente, a procura de um terceiro, ou de uma solução auxiliar, para ajudar a restaurar o equilíbrio e harmonia.

Para que possas compreender melhor a diferença entre uma Consulta de Reiki e um autotratamento da prática, coloco aqui uma lista de algumas das diferenças entre um e outro.

Consulta de Reiki

Autotratamento Reiki

  • As percepções podem ser muito diferentes, saindo mesmo do byosen habitual que o praticante sente nas suas mãos;
  • O relaxamento poderá ser maior por estar entregue a outra pessoa e não ter que se focar em trocar de posições ou manter-se desperto;
  • O terapeuta tem uma prática maior que lhe permite aconselhar técnicas ou formas de realizar autotratamento que possam ajudar na questão do praticante;
  • Por vezes, o facto de pagar por algo é um incentivo à valorização e responsabilização por um percurso terapêutico;
  • O terapeuta pode auxiliar a desbloquear os canais energéticos de uma forma mais eficaz, pela sua experiência e perspectiva sobre a prática;
  • Tendo uma perspetiva holística e experiência na filosofia de vida do Usui Reiki Ryoho, o terapeuta pode auxiliar o praticante a encontra causas para as suas condições;
  • O terapeuta por vezes faz um trabalho duplo, tratando a pessoa e enviando Reiki para a situação, compreendendo as ligações que existem;
  • A terapia, em conjunto com questões bem colocadas, pode ajudar a pessoa ter insights, clareza sobre o que a leva à consulta de Reiki;
  • Entre muitos outros benefícios…
  • Por vezes pode ter sempre as mesmas percepções por não diferenciar a intenção ou estar focado na mesma questão;
  • O esforço para se manter desperto e atento às posições e ao que sente pode não trazer tanto relaxamento como numa consulta;
  • Por vezes o autotratamento torna-se “monótono” e o praticante pausa durante algum tempo;
  • Como a Energia está sempre disponível para o praticante, nem sempre valoriza esse benefício que tem e acaba por não praticar tanto quanto devia;
  • Por vezes um bloqueio no canal impede o praticante de compreender porque a energia não flui em si, fazendo parar a prática;
  • O praticante pode andar à volta das suas condições de desequilíbrio, mas não conseguir compreender de onde vêm as causas;
  • O praticante pode enviar Reiki para as situações, no entanto pode desconhecer as suas ligações;
  • A prática do autotratamento pode ajudar o praticante a ter uma visão mais clara sobre a sua questão, se se mantiver objetivo e de mente vazia;

De facto existem grandes benefícios em procurares uma consulta de Reiki e já sabes, não há milagres, mas sim um percurso terapêutico. Isto não quer dizer que deves deixar o autotratamento, muito pelo contrário, deves ainda mais investir no teu autotratamento e com o teu terapeuta e Mestre de Reiki, procura o melhor aconselhamento para a prática.

Podes ler em Reiki Guia do Método de Cura várias abordagens sobre a prática terapêutica e no que se baseia uma consulta de Reiki.

O Terapeuta de Reiki deve sempre seguir um rigoroso código de ética, para isso aconselhamos a Associação Portuguesa de Reiki e as suas indicações para a prática de Reiki.

Sou Designer, Mestre, Terapeuta de Reiki, Presidente da Associação Portuguesa de Reiki e fundador da Ser - Cooperativa de Solidariedade Social Autor dos livros «Reiki Guia para uma Vida Feliz», «O Grande Livro do Reiki», «Reiki Usui», entre muitos outros. Fundador da revista "Budismo, uma resposta ao sofrimento". Acima de tudo quero partilhar contigo o porquê de Reiki ser a «Arte Secreta de Convidar a Felicidade».

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.