Podemos receber Reiki de várias formas, presencialmente ou à distância e existem condições que requerem o tratamento presencial e não à distância. Vamos observar como estas formas de receber Reiki podem ser distinguidas, para melhor auxiliar a pessoa.

Receber Reiki presencialmente ou não

Ao receber Reiki presencialmente, o praticante está perante a pessoa, avalia os seus movimentos, os seus gestos, que muitas vezes são indicadores dos locais onde tem algum tipo de bloqueio. Não lemos as expressões como um psicólogo, mas observamos os gestos no sentido de compreender a energia e o seu fluxo, ou ausência dele.

Presencialmente podemos comunicar com a pessoa e com o que ela indica ser melhor para a sua questão, poderá até referir a forma como fica deitada na marquesa, ou se durante o tratamento está a sentir algum tipo de desconforto ou reacção que esteja a interferir com ela.

Podemos no final ainda conversar e compreender se os objectivos estão estabelecidos. O dialogar com a pessoa é muito importante, pois ela poderá ir com a intenção de receber Reiki para uma situação, mas podemos compreender que poderá ser antes outra a razão e essa hipótse terá que ser dialogada.

Receber Reiki à distância, poderá ser útil para outras situações, pois estamos apenas a tratar energia com energia, sem o envolvimento presente da pessoa, o que poderá ajudar em algumas questões de bloqueio. Por vezes, o envio de Reiki à distância pode até ajudar o desbloqueio do trabalho que vai ser feito presencialmente, ou ser realizado após a prática presencial, para auxiliar a trabalhar algumas questões que ficaram em suspenso.

Estas duas técnicas complementam-se e são importantes, no entanto, só a prática de Reiki presencial é que pode ser considerada uma consulta, não existem, não são de todo aconselhadas consultas à distância.

Mas em que situação é que a pessoa apenas deve receber Reiki presencialmente?

Principalmente nas situações que requeiram uma tomada de consciência. Por exemplo, se a pessoa tem andado com questões de falta de autoconfiança, precisa de ter um acompanhamento presencial, é necessária uma mudança de consciência, uma mudança de padrão.

Assim, podes facilmente compreender como a maior parte das situações requerem um tratamento presencial. O envio de Reiki pode ser bastante útil, mas não substitui uma consulta e um trabalho consciente e responsável da pessoa, para o seu próprio processo terapêutico.