O que indicar para mudar de vida a quem não é praticante de Reiki

Por vezes alguém quer mudar de vida mas não sabe como o fazer, ou pode até ler e escutar, mas mesmo assim não saber como mudar de vida. Se és praticante de Reiki, poderás ajudar.

Como ajudar alguém a mudar de vida através da prática de Reiki

Imagina que conheces alguém que não é praticante de Reiki, mas que se encontra numa fase de vida que necessita mudar de vida. Possivelmente essa pessoa já te disse que está farta do seu momento actual, que não aguenta mais a pressão de tudo aquilo que tem a fazer e de como as coisas lhe estão a correr. Ela quer mudar de vida rapidamente, mas não está a conseguir. Já se inscreveu num ginásio, já foi viajar, ela até já comprou muitos livros de auto-ajuda, mas nada a fez mudar de vida.

Na prática de Reiki temos várias formas para a ajudar a fazer essa mudança de vida:

  1. A filosofia de vida, através dos cinco princípios;
  2. Receber Reiki;
  3. Aprender Reiki.

A filosofia de vida, para mudar de vida

Muitas vezes as situações estrangulam-nos porque não temos uma forma de agir ou reagir a elas diferente, porque talvez nos faltam pedras basilares na nossa construção interior que nos fortaleceriam mais. O que o Mestre Mikao Usui nos transmitiu, foram cinco princípios para a “melhoria do corpo e da mente“. Para nós, eles são recitados como “Só por hoje, sou calmo; Confio; Sou grato; Trabalho honestamente e Sou Bondoso”.

Mas para alguém que não esteja dentro de uma prática de Reiki, podemos transmitir a profundidade destes princípios de uma outra forma, levando a pessoa a reflecti sobre:

  • O que tens feito para levar uma vida calma? E como tens proporcionado a harmonia aos outros?
  • Tens tido confiança em ti mesmo para resolveres as situações? Perdeste a confiança nos outros, na humanidade?
  • Que lições te têm surgido na vida e como as tens encarado? Tens agradecido pelas tuas lições?
  • Tens-te aplicado no que deves fazer e comunicas o que sentes?
  • De que forma tens sido bondoso para contigo? E como tens levado essa bondade aos outros?

Esta filosofia de vida coloca-nos questões muito importantes, mas dá também uma resposta aberta a elas – promover a harmonia, a confiança, saber escutar e comunicar, ser genuinamente bondoso.

Receber Reiki

A pessoa poderá até receber Reiki para a auxiliar a equilibrar-se, a encontrar harmonia. Pode ser feito através de uma consulta profissional, onde aspectos mais profundos são trabalhados, ou então de uma sessão de voluntariado, que apesar de mais simples, irá auxiliar energeticamente a pessoa.

Receber Reiki é uma forma de equilibrarmos o nosso todo energético, ao nível físico, mental e emocional, quando tudo isso se conjuga, começamos a ter um “tempo” interior que nos permite observar como mudar de vida, fazendo sentido para nós mesmos.

Aprender Reiki

Apesar de Reiki ser “simples” e todos o poderem aprender, não quer dizer que faça sentido a todas as pessoas, por isso mesmo, não há uma necessidade que todas as pessoas aprendam, mas que quem queira aprender o saiba porque está a fazer. A prática é uma vivência de uma filosofia de vida e um trabalho terapêutico que começa com nós próprios.

Assim vamos praticando e aprendendo, não num só dia, mas em anos de vivência, contínua formação e prática. Não para “curarmos” os outros, mas para compreendermos realmente o nosso caminho para “uma vida pacífica e feliz“. Ao longo desse caminho, sim, vamos ajudando outros, assim como a nós mesmos, vamos contribuindo para uma maior harmonia, através da filosofia de vida e da terapia. Chegamos a todos, desde animais a pessoas, desde grávidas, bebés, a pessoas em fim de vida.

O Usui Reiki Ryoho traz-nos uma grande profundidade na vida, traz-nos uma certeza interior por fazer sentido na vida. Mudar de vida é compreender um pouco melhor para onde a vida nos leva, através de sólidas bases.

1 thought on “O que indicar para mudar de vida a quem não é praticante de Reiki”

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.