Teremos que limpar cristais usados para limpar cristais? São vários os cristais que servem como auxiliadores na limpeza energética de outros cristais e, na maior parte das vezes, considera-se que eles não necessitam ser limpos, mas será mesmo assim?

Porque e como limpar cristais usados para limpar outros cristais

Os cristais têm um determinado valor energético, consoante a sua composição e característica mineral. No caso de estarem muito próximos de energia mais densa ou no caso de a absorverem, uns têm a capacidade de mais rapidamente voltarem ao seu estado natural, do que outros. No entanto, a intensidade da energia densa e o tempo de contacto, poderá fazer com que as características do próprio cristal sejam danificadas.

Como exemplo, uma selenite pode quebrar quando antes mostrava um aspecto “sólido”, ou um quartzo fumado pode ficar cheio de “bolhas” interiores ou pequenas rachas, ou ainda o cristal poderá apresentar uma temperatura quente e um byosen como se estivesse saturado.

Então, um cristal usado para limpar outros, poderá ficar danificado e necessitar de se restabelecer. Estas são várias formas para que ele se possa recuperar, se ainda for possível:

  • Deixá-lo em contacto isolado com uma selenite, durante três dias (por exemplo, uma selenite sobre uma selenite ou uma drusa sobre uma selenite);
  • Deixá-lo com cristais do mesmo tipo que o seu, para que volte a adquirir a sua própria identidade, por exemplo uma ametista junto de outras ametistas.

Cristais usados para limpar outros cristais

Estes são os mais comuns:

  • Selenite;
  • Drusa de quartzo rocha;
  • Drusa de ametista;
  • Quartzo fumado;
  • Cornalina.