A bondade é um dos cinco princípios de Reiki, como tal, realizar actos de bondade é algo de comum para um praticante de Reiki, mas qual a necessidade de o fazer conscientemente.

Praticar Actos de Bondade Conscientemente

Inconscientemente, temos impregnado na nossa cultura o “fazer o bem, não olhando a quem”, “fazer sem dizer”, entre muitas outras condições que resultam num acto de bondade desconhecido, caindo muitas vezes no erro de se pensar que falar sobre fazer bem faz perder todo o valor. Mais ainda, muitas pessoas que fazem o bem começam a sentir-se desvalorizadas pois quem as desvalorizou não sabia o que fizeram de valor. Umas vezes aguenta-se, mas com o tempo, começa a surgir uma revolta em surdina, um desacreditar na humanidade, uma frustração que chega a atingir a autoestima. É como ver todos os outros a serem valorizados, menos nós próprios.

Não é errado praticar actos de bondade sem que ninguém os conheça e também pode ser prejudicial apregoar actos de bondade para que todos vejam que se é bondoso. Então como saber trilhar um caminho do meio, em harmonia, praticando actos de bondade conscientemente?

A prática consciente de actos de bondade

Quando te tornas consciente, isso quer dizer que a tua vida começa a ficar cada vez mais clara para ti. Começas a compreender a importância do teu equilíbrio, mas também a importância da harmonia que deve existir com os outros.

Muitas vezes queremos mudar as condições negativas da nossa vida, mas nem sabemos como e a resposta está nos actos de bondade conscientes. Esta prática não é uma realização egoísta, oportunista ou hipócrita, mas sim uma tomada de consciência que devemos estar despertos para a realização daquilo que é bom, construtivo e de valor para a sociedade, comunidade e humanidade, incluindo-nos a nós mesmos nesse processo.

Os actos de bondade consciente são uma forma de te valorizares interiormente e resgatares a tua autoestima, não por te sentires mais do que os outros, mas sim por compreenderes que podes ter um papel importante na vida pelas mais pequenas acções.

São exemplos de actos de bondade consciente:

  • Não deitar lixo para o chão;
  • Conduzir de forma segura;
  • Auxiliar alguém que esteja em dificuldades físicas;
  • Ser atento para as condições de alguém numa fila de supermercado e deixar passar à frente;
  • Ser atencioso e cordial com todos;
  • Ter uma palavra de bondade;
  • Cultivar bons pensamentos;
  • Entre muitos muitos outros…

Os actos de bondade consciente são muitas vezes pequeníssimas coisas no nosso dia-a-dia, mas que ajudam a construir uma comunidade mais harmoniosa e uma crença no ser humano.

O nosso papel é despertar, é ser consciente de tudo o que fazemos… mesmo os actos de bondade.