São várias as situações que nos fazem sentir o frio interior e isso pode também acontecer numa sessão de Reiki, numa conversa, ou num simples momento qualquer do nosso dia-a-dia.

O que despoleta o frio interior

A energia costuma ter uma sensação de calor, que pode ser próximo ao calor do corpo, um pouco mais quente ou um pouco mais frio. Por vezes surge como uma brisa subtil, mas quando se manifesta como frio poderá indicar uma ausência.

Esta ausência poderá ser a falta de funcionamento do chakra, resultante de um bloqueio consciente ou inconsciente, assim como de uma determinada situação traumática.

Quando falamos de bloqueio poderá ser algo como uma decisão consciente e precisamos relembrar que os chakras são centros de consciência. Assim, se alguém diz que nunca mais irá confiar… então o chakra poderá bloquear e aí surgir o frio.

Por outro lado, também um evento traumático na vida da pessoa poderá causar esse frio. Isto significa que há a tal ausência, a energia não flui aí e o evento emocional fica ligado ao centro de consciência, ao chakra.

É por isso mesmo que uma sessão de Reiki não pode ser apenas um colocar de mãos e a prática de Reiki não é tão simples quanto possa parecer. Descobrir o frio interior é um processo extraordinário de tomada de consciência. Apesar de a sensação não ser boa, está-se num caminho terapêutico para a sua resolução.