O Tao do Reiki

Descobrir, Desenvolver e Crescer com Reiki

Como tratar o sentimento de Raiva com Reiki

A raiva é um veneno muito tóxico que corrói a paz de espírito e a nossa capacidade de conviver harmoniosamente em sociedade. Em casos extremos, a raiva torna-se não só autodestrutiva, mas também uma ameaça aos outros, então precisamos tratá-la logo desde início.

O tratamento da raiva com Reiki

São várias as razões do surgimento da raiva, dependem de pessoa para pessoa e das condições que tem em si:

  • Pressão contínua que vem do exterior;
  • Falta de autoestima, ou autoestima continuamente minada;
  • Esconder por demasiado tempo as emoções que sente;
  • Estar em contacto contínuo com situações que afectam a integridade ou estrutura central da personalidade;
  • Excesso de energia em desequilíbrio, sem escoamento;
  • Excesso de alimentação prejudicial à energia do fígado que causa saturação;
  • Entre muitas outras…

Observando algumas destas condições, como praticantes de Reiki, percebemos que devemos sempre ser capazes de comunicar, de saber expressar os sentimentos para libertarmos as emoções que temos retidas e que, muitas vezes, servem como um veneno que vai crescendo em nós.

Por outro lado, podemos ter condições exteriores que podem ser adversas a nós, mas que também nos trazem lições – o que precisamos aprender com estas situações para que no futuro elas não nos incomodem mais?

Sabemos que as situações tendem a repetir-se, que a fuga não é solução, então precisamos tomar consciência do que origina a nossa raiva – os cinco princípios de Reiki pode ser uma boa ferramenta auxiliar:

  • Só por hoje, sou calmo – que situações, o que sinto interiormente em mim, que faz ter raiva?
  • Confio – porque razão não tenho confiança em mim para lidar com as situações harmoniosamente, ou de que maneira o outro me fez perder a confiança nele?
  • Sou grato – que lições me trouxeram estas situações de raiva?
  • Trabalho honestamente – Será que comunico corretamente as minhas situações, será que falo comigo mesmo sobre o que me traz raiva, de que forma expresso na vida a raiva que sinto e se acho isso correcto?
  • Sou bondoso – De que forma poderei resolver esta raiva, sendo bondoso para comigo e para com todos os envolvidos?

A raiva é mesmo um veneno, tão grande que, por exemplo, no budismo, é considerado um dos três venenos causadores da destruição da pessoa. Por isso mesmo, não podemos suster em nós um carvão ardente como a raiva, porque nós é que ficaremos prejudicados e em sofrimento. Então como vamos tratar esta situação com Reiki?

  • Autotratamento – realiza durante cinco dias seguidos o autotratamento com a intenção de poderes harmonizar a tua raiva e presta atenção às emoções que surgem e às respostas do corpo;
  • Meditação – medita antes de realizares o autotratamento e até várias vezes por dia, realizando a técnica da respiração, o Joshin Kokyu Ho, libertando na tua expiração toda a dor e raiva que sintas, como se te fosses esvaziando;
  • Mudança de atitude – mudar a atitude é o mais correto para nós mesmos, podes fazer isso com uma técnica muito interessante, o Nentatsu. Visualiza-te a agir na situação sem raiva, coloca a mão esquerda na testa e a direita na nuca, deixa fluir energia.

A raiva não vale mesmo a pena, a saturação dessa energia dentro de ti poderá trazer doença, por isso mesmo, aplica Reiki e/ou procura um terapeuta de Reiki para te auxiliar.

Previous

A aplicação de cristais numa pessoa com doença oncológica

Next

Tratar o Chakra Raiz quando os pés estão frios

1 Comment

  1. Ilda Pires

    Muito bom e apropriadíssimo para esta fase estranha e conturbada da minha vida. Obrigada

Deixe um comentário

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén