Artigos,  Reiki

Novos Desafios do Sistema de Saúde – A Medicina Integrativa, Hospital Doutor Fernando Fonseca

Realizou-se a 26 de Junho o debate no Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca, E.P.E. sobre o tema “Novos Desafios do Sistema de Saúde – A Medicina Integrativa”, que teve o objectivo de divulgar o conceito e enquadramento da Medicina Integrativa, tendo com destinatários os profissionais de saúde e parceiros da comunidade hospitalar.

Os novos desafios do sistema de saúde – A medicina integrativa

Realizou-se uma brilhante apresentação por parte do Prof. João Santos Lucas sobre “O Conceito de Medicina Integrativa e sua relação com as Medicinas Tradicionais, Alternativas e Complementares”, com uma abordagem sobre os conceitos, referências e até uma proposta de implementação de Medicina Integrativa no Hospital.

Foi seguido pelo tema das “Terapêuticas não convencionais – Regime legal e enquadramento internacional”, pelo Dr. Alberto Matias e Dra. Ana Luz, da ACSS, onde foi reforçada a necessidade de reconhecimento da regulamentação das medicinas complementares e alternativas.

Finalmente, terminou-se com a apresentação da Drª Ana Pedro, Coordenadora da Unidade da Dor “Terapêuticas complementares na Unidade da Dor do HFF”, onde foi acentuada a necessidade de distinguir medicina de terapia, da responsabilização de quem é que está nos cuidados de saúde e na inclusão da Acupuntura médica, como o nome indica, realizada apenas por médicos.

Este debate foi um projecto promovido pela Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares (APAH).

O nosso agradecimento pelo convite à participação e pelo debate aberto a todos sobre a Medicina Integrativa.

É ainda longo o caminho e este passa, em primeiro lugar, pelo esclarecimento dos profissionais de saúde, exactamente como indicou o Prof. João Santos Lucas.

 Este debate foi bastante importante para nós, encarando Reiki como uma terapia complementar e integrativa, pois deu para enquadrar a perspetiva e necessidades por parte da gestão hospitalar e pela parte médica. De facto precisamos enquadrar muito bem o que é Reiki, não tanto na necessidade de o explicar cientificamente, mas sim no campo da sua actuação, e o que é de facto o métodos. Se nos pusermos a inventar e a contar histórias, é muito difícil encontrar credibilidade. Cada praticante é por si o Rosto do Reiki, tem um dever e uma responsabilidade para com a prática. Quanto melhor se pratica, menos questões existem.

Designer, Mestre, Terapeuta de Reiki, Presidente da Associação Portuguesa de Reiki e fundador da Ser - Cooperativa de Solidariedade Social. Autor dos livros «Reiki Guia para uma Vida Feliz», «O Grande Livro do Reiki», «Reiki Usui», entre muitos outros. Fundador da revista "Budismo, uma resposta ao sofrimento". Acima de tudo quero partilhar contigo o porquê de Reiki ser a «Arte Secreta de Convidar a Felicidade».

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.