Como o tempo na prática de Reiki realmente conta

A partir do momento que inicias a tua prática de Reiki, começas a contar tempo. Há seis meses que comecei, há 20 anos que comecei. Mas nesse período de tempo quanto é que realmente te dedicaste à prática de Reiki e desenvolveste a tua experiência?

O tempo e a prática de Reiki

A prática de Reiki, real, depende de dois factores de tempo:

  • A quantidade de tempo que passas em prática;
  • O tempo de maturação.

O tempo de prática é o que diariamente ou ocasionalmente tu aplicas no desenvolvimento do autotratamento, meditação e tratamento a outros.

O tempo de maturação é o que passa, em questão de meses, anos e te leva a adquirir solidez e sabedoria no Usui Reiki Ryoho.

Então, o tempo na prática de Reiki não é o tempo que se deixa passar sem praticar, mas sim o tempo em que se investe num caminho de descoberta pessoal e até mesmo num chegar ao outro, cuidando e auxiliando.

Recomendações para a prática de Reiki

  • Cinco princípios – pratica diariamente e vive-os. Usa a sua sabedoria para compreender as tuas próprias questões;
  • Autotratamento – faz periodicamente, repete os 21 dias ocasionalmente e aplica-o de uma forma profilática e também de autodescoberta;
  • Byosen – desenvolve o máximo possível a percepção que tens da energia, nas mais variadas formas – no teu autotratamento, no tratamento a outros e até em objectos;
  • Tratamento a outros – quando estás em equilíbrio, aplica Reiki a outros.

Acima de tudo, diverte-te com a prática. Reiki não é uma obrigação é um projecto de cuidado a nós mesmos e de evolução humana.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.