Além de usarmos os quatro símbolos de Reiki que vamos aprendendo ao longo do nível 2 e 3, podemos também focar-nos nas virtudes que eles trazem e dessa forma proporcionar um tipo de tratamento mais focado.

As virtudes dos símbolos de Reiki

Estas características surgiram após a reflexão com os ensinamentos do Mestre Hiroshi Doi, que reforçava o aspecto de Harmonia que o Seiheki tinha. Mais ainda, ele explicou que, no Japão e na Usui Reiki Ryoho Gakkai, os símbolos eram chamados por primeiro, segundo, terceiro, quarto símbolo, sendo que os seus “mantras” ou jumon, eram usados apenas na activação do símbolo.

Então, como usar as virtudes dos símbolos de Reiki?

Depois de desenhares ou visualizares o símbolo, recita o seu mantra três vezes e, se quiseres, pensa ou diz a sua virtude três vezes.

Chokurei

O primeiro símbolo é o Chokurei e tem o aspecto de “Potência”. Podes usá-lo para potenciar a energia, potenciar o teu tratamento ou o efeito dos outros, assim como podes usar para enraizar a virtude dos outros aspectos, como se fossem equilibrados pela força do Chokurei.

Seiheki

O segundo símbolo é o Seiheki e tem o aspecto de “Harmonia” e “Purificação”. Podes usar este símbolo e a sua virtude para trazer harmonia ou purificação ao tratamento, quer seja a ti mesmo, a outros, ou a coisas.

Honshazeshonen

O terceiro símbolo é o Honshazeshonen e apresenta-se como “Pensamento positivo”. O símbolo é excelente para trabalhares situações onde um pensamento, uma acção precise ser mudada. É bastante eficaz e forte.

Daikomyo

O quarto símbolo é o Daikomyo e tem o aspecto de “Iluminação”. Esta é a grande luz brilhante que traz esclarecimento e iluminação sobre todas as coisas e aspectos.

Poderás ler mais sobre este tema e a investigação profunda das origens dos símbolos no livro Reiki Guia para Uma Vida Feliz.