Nível 3B - Gokukaiden

Porque a sintonização Reiki tem reacções diferentes nos praticantes?

Quando inicias o nível 1 de Reiki ou qualquer outro nível, recebes uma sintonização que é um processo energético que te auxiliará a estar ligado, correctamente, a Reiki.

A sintonização Reiki

O processo de sintonização é o que se chama de ligação à frequência da energia “Reiki”, realizada por um Mestre qualificado. Não tem nada de secretismo ou mistificação mas é uma técnica apenas ensinada de Mestre para Mestre. Esta técnica permite o praticante ficar realmente estar em sintonia com a energia, neste caso Reiki, e conseguir dessa forma não só sentir mas também emitir. É por ter esta sintonização que há uma garantia do fluxo energético.

A manutenção do fluxo correcto deve ser feita pelo praticante através de técnicas como o autotratamento e a meditação gassho ou Joshin Kokyu Ho. O praticante pode ainda realizar o Hatsurei Ho nas aulas e receber Reiju.

As diferentes reacções na sintonização Reiki

Lembra-te sempre que cada pessoa percebe a energia de forma única, individual, era por isso mesmo que o Mestre Usui indicava que Reiki é a “Arte Secreta de Convidar a Felicidade”. Assim, se sentes calor e o teu colega do lado sente calor, é uma percepção idêntica, mas na verdade cada um sente de forma exclusiva. Outros ainda sentem uma espécie de electricidade ou formigueiro, magnetismo constante, que apenas muda a sua intensidade.

Durante a sintonização há praticantes que sentem um grande alívio, alegria e elevação. Outros podem sentir agitação, aceleração ou mesmo peso e dor de cabeça. Como vês, para cada um é sempre diferente. Estas diferenças ocorrem segundo as condições de cada um e são indicações, por vezes, para tratarmos. Dores de cabeça podem indicar algum bloqueio ou peso desnecessário a sair, pelo excesso de pensamentos. Encara este processo como sendo também um momento de autodescoberta, que poderás tratar com Reiki.

Quando a energia começa a fluir, entrando pelo teu chakra da coroa, é natural que encontre determinados bloqueios, restrições e situações a tratar. Não fiques preocupado com isso e é também papel do Mestre de Reiki estar atento a essas situações ou às questões que tu colocares. O fluxo da energia Reiki irá mostrar situações a tratar e isso será muito positivo, também o alargamento do canal irá produzir transformações em ti que podem ser físicas, mentais e emocionais. Poderás até ter aquilo que se chama a crise de cura e não é nada mais do que a homeostasia, ou seja a condição de equilíbrio para que estejamos bem.

Como garantir a sintonização

A partir do momento que estás sintonizado, estarás sempre sintonizado, a diferença está em sentires ou não, em estares mais capaz ou não. Isto implica que deves cuidar do teu canal energético e deves empenhar-te na tua prática. Se não praticares em ti, não deves apenas praticar nos outros, os resultados poderão não ser os melhores e poderás muito facilmente começar a adquirir características da energia dos tratamentos que realizas, o que não é benéfico. O autotratamento ajuda-te a conhecer-te melhor, a alargar o canal energético, trazendo harmonia e equilíbrio.

A sintonização Reiki é sempre algo de muito individual na forma de sentir de cada praticante, assim como as suas reacções. Coloca sempre as tuas questões e aprende com o próprio momento. Lembra-te sempre que cada um sente de forma diferente e não é preciso veres cores ou sentir grandes coisas para praticar Reiki. Os cinco princípios ensinam-nos isso.

Designer, Mestre, Terapeuta de Reiki, Presidente da Associação Portuguesa de Reiki e fundador da Ser - Cooperativa de Solidariedade Social. Autor dos livros «Reiki Guia para uma Vida Feliz», «O Grande Livro do Reiki», «Reiki Usui», entre muitos outros. Fundador da revista "Budismo, uma resposta ao sofrimento". Acima de tudo quero partilhar contigo o porquê de Reiki ser a «Arte Secreta de Convidar a Felicidade».

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.