A ética no envio de Reiki à distância

Se és praticante de nível 2 ou nível 3 de Reiki é muito possível que faças o envio de Reiki à distância para outras pessoas. Esta técnica, também chamada de enkaku chiryo, tem um procedimento próprio para ser feita, mas além disso precisamos ter em atenção a questão ética, no envio de Reiki à distância.

A ética no envio de Reiki

Mesmo à distância, estás a tratar de uma pessoa ou de pessoas e isso implica conhecer realmente para que se envia Reiki. Claro que é simples acharmos que podemos deixar fluir Reiki para aquilo que a pessoa pediu, mas o praticante de Reiki, que cresce com os princípios e com toda uma filosofia de vida que vai na direcção de “guiar para uma vida feliz e pacífica”, precisa encontrar as verdadeiras razões e condições para as quais irá enviar Reiki. Alguém poderá pedir “envia-me Reiki para que tenha dinheiro”. É um pedido certo, todos precisam de dinheiro, mas compreendendo porque razão a pessoa não consegue ter dinheiro, poderá auxiliá-la a realmente conseguir ter o fruto do seu trabalho e não um acaso de sorte momentâneo. Por exemplo, a pessoa poderá ser muito ansiosa, desfocada, ou provocar conflitos no trabalho, então há muito trabalho a fazer com Reiki antes de se quer se pensar enviar para que tenha dinheiro.

Então, esta ética no envio de Reiki significa que o nosso serviço, a bondade de enviar Reiki incondicionalmente, nada esperando em troca, requer também um diálogo e consciência.

O que fazer perante um pedido de envio de Reiki à distância

Se sentires que apenas deves enviar para aquilo que a pessoa te pede, faz, aplica o que sentes. Se quiseres, poderás também ter um diálogo consciente, compassivo e até empoderador da pessoa. Para isso, podes experimentar colocar as seguintes questões:

  • O que se passa para necessitares do envio de Reiki?
  • Que tipo de situações te levaram a essa necessidade?
  • Se és praticante, porque achas que não consegues tu mesmo tratar ou trabalhar a questão?
  • Se consideras que para a questão pouco podes fazer, de que forma os outros que fazem parte dela necessitam de Reiki? Em que os poderia auxiliar?
  • Se o bem supremo é o melhor para todos, perante esta situação, o que achas que seria o bem supremo?
  • O que necessitavas para ter mais equilíbrio emocional e mental perante a questão?
  • Já recebeste tratamento de Reiki presencial?

Claro que estes são apenas exemplos e servem para trabalhares a questão com a pessoa, tentando perceber realmente qual a causa e o fundo da questão e de que forma Reiki poderá empoderar a pessoa. Para muitas questões, deve mesmo haver tratamento presencial.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.