No livro Reiki Guia para uma Vida Feliz, finalizo a dedicatória, à Sílvia, com um poema de Masaoka Shiki:

餘命いくばくかある夜短し
Yomei
ikubaku ka aru
yo mijikashi

Quão longa
É a minha vida?
Uma noite breve…

200px-Masaoka_ShikiMasaoka Shiki foi o pseudónimo do autor e poeta Masaoka Tsunenori, do período Meiji. Ele foi e é considerado um dos grandes mestres do haiku, tendo revolucionado e revitalizado esta forma poética.

Mas qual a importância de um poema que fala sobre a “curta” longevidade de uma vida?

 

Existem várias respostas nos poemas do Imperador Meiji:

38 — ÀS VEZES
Deves descansar e divertires-te contemplando as flores, depois de terminares o teu trabalho árduo.

24 — DIANTHUS
Recebes muitos tons de flores cor-de-rosa da mesma semente, dependendo de como cuidares delas.

Este poema lembra-me que a vida é passageira, que ela nos pede realização, transformação e crescimento humano. A nossa vida, por vezes é como a travessia de um deserto numa noite escura. Encontramos o oásis no reflexo da lua que se espelha no lago. E é isso mesmo que a Sílvia representa para mim, como um oásis na longa/curta travessia da vida.

Este poema de Masaoki Shiki, faz-me também reflectir sobre o que estava a criar no momento e para quê. Novamente, encontro também resposta no Imperador Meiji:

31 — CALIGRAFIA
Quer escrevas quer não, os escritos devem ser limpos e fáceis de serem lidos.

Apesar de ser um livro simples, Reiki Guia para uma Vida Feliz é como um companheiro que nos leva pelo maravilhoso, misterioso e realizador caminho do Usui Reiki Ryoho e esse é também um paralelo com a minha vida com a Sílvia, um caminho maravilhoso, misterioso e realizador. Então, este poema, tão simples, está tão interligado com tudo aquilo que é de mais importante na minha vida.

A inspiração que a energia nos leva a encontrar as coisas certas, a ler, a sentir, a viver e a escrever, acaba por fazer sentido quando fazemos da nossa prática vida e quando vivemos o que praticamos.